Desde muito jovem você deve ter ouvido falar que cada pessoa deve seguir a carreira que ama. Aquela que dá prazer, que lhe faz encontrar o sentido da vida.

No entanto, apesar de priorizar a paixão em sua carreira, nem sempre é possível fazer apenas o que ama. As contas vencem, as necessidades básicas batem a porta e é necessário manter todos estes compromissos.

A partir daí, você se sente na obrigação de se manter no atual emprego, mesmo que não ame o que faz, apenas para garantir o pagamento no final do mês. O resultado? Cada vez mais fardos da vida para serem carregados.

O fardo da carreira, em especial, implica diretamente na paz e no sucesso de outros setores da vida. E é preciso cuidar disso. Confira neste artigo algumas dicas para evitar carregar esses fardos da vida e, de uma vez por todas, deixar a carreira infeliz para trás para atuar de forma plena e feliz!

Boa leitura!

Fardo na carreira: sinônimo de profissional desencontrado

Uma das primeiras reflexões que você deve fazer – caso sinta que a sua carreira se tornou um fardo e você atingiu o seu limite nesta posição – é analisar o ponto no qual você, enquanto profissional, chegou.

É interessante lembrar que, independente da sua escolha profissional, todas as carreiras são importantes para a sociedade. É válido refletir sobre isso, uma vez que muitos profissionais, já tendo que lidar diariamente com os fardos

A grande sacada, então, é avaliar se você realmente encontrou o que ama fazer.

Muitas pessoas levam anos em uma determinada profissão, acumulando fardos e fardos da vida, até perceberem que realmente são infelizes. A chave para a mudança nem sempre é ligada de uma hora para outra.

Mas esse período para amadurecimento e reflexão não significa tempo perdido. Você deve levar tudo como aprendizado. Talvez, permanecer 5, 10 ou 15 anos em uma posição na carreira serviu exatamente para que, agora, você fosse capaz de enxergar que precisa trilhar um novo caminho.

Outro ponto que deve ser mencionado é que prazer e felicidade na carreira não estão ligados a cargos e salários.

Um profissional pode sentir-se carregando um grande fardo na carreira mesmo recebendo um alto salário e trabalhando em uma multinacional. Por outro lado, há aqueles que sentem extremamente felizes produzindo e vendendo doces e salgados para pequenas festas.

4 sintomas que comprovam o fardo na carreira

Nem sempre é simples visualizar seus fardos da vida. Principalmente quando se fala em carreira e a preocupação de manter o provento de uma família, por exemplo, muitas vezes os aspectos negativos – que comprovam que você não está trilhando um caminho satisfatório – são apagados.

Mas é válido saber que existem alguns sintomas que demonstram quando você está carregando um fardo muito volumoso na sua jornada. Saiba agora e prossiga com sua reflexão:

1.   Você dorme pouco e acorda desanimado

Acordar levemente desanimado as segundas-feiras é totalmente compreensível – já que é o dia mundial da preguiça. Mas manter este desânimo diariamente ao acordar, principalmente quando o lembrete de mais um dia de trabalho bate na mente, é um sintoma clássico de infelicidade na carreira.

Por não querer iniciar mais um dia repleto de tarefas infelizes e que não trazem satisfação, o profissional que luta contra um fardo em sua carreira acaba dormindo cada vez mais, e mais tarde, a fim de postergar o término do dia.

2.   O cansaço mental da jornada lhe impede de fazer outras atividades

Quando os fardos da vida, sobretudo da carreira, estão pesados demais, o cansaço – tanto físico quanto mental – vem à tona. Ele é explicado, principalmente, pela força que o indivíduo faz para que tudo pareça bem – mesmo que a realidade seja outra.

Ao chegar em casa, a indisposição é tão grande que nem as atividades mais prazerosos geram interesse. E isso puxa outra questão: deixar a família de lado e se isolar-se em seus pensamentos.

3.   Você está impaciente pessoal e profissionalmente

Falta de paciência com pessoas do seu círculo também é um claro sinal de que carreira já se tornou um fardo e sua rotina precisa de atenção.

A infelicidade no trabalho interfere diretamente nas suas relações pessoais. Isso porque você acaba descarregando suas emoções e frustrações nas pessoas que mais ama – e que, geralmente, são as mais próximas.

4.   Seu tempo ocioso nas redes sociais é cada vez maior

Rolar a timeline do Instagram a todo o tempo e observar a vida alheia por 5 horas ao dia significa que algo não vai bem.

A partir do momento que você você encontra sentido na vida do outro, não há sentido – ou propósito – na sua própria rotina. Você deve canalizar que, apesar de não parecer, todos os instagramers possuem seus fardos da vida e os carregam como os meros mortais.

Minimize os fardos da vida e deixe a carreira infeliz para trás

Não importa por quantos anos você está na sua carreira atual. Se ela não lhe traz felicidade e já se transformou em um dos fardos da vida, é hora de mudar – seja de carreira, seja de comportamento

Confira agora algumas atitudes que vão lhe ajudar a buscar um caminho profissional muito mais prazeroso e deixar a infelicidade bem distante.

  • É possível ressignificar a sua atual posição, observando as suas ações e conferindo se as energias estão canalizadas para tarefas de cunho positivo ou negativo.
  • Você também pode ter uma conversa franca com seu superior imediato e tentar compreender, através de relatos avaliativos, a sua imagem e função dentro da organização.
  • Olhar para o interior e tentar encontrar sabotadores psicológicos é outra alternativa. Às vezes você imagina que os fardos da vida são causados por questões externas, como relações interpessoais ou o próprio ambiente de trabalho. No entanto, é capaz que você mesmo esteja minando as suas atitudes.
  • Por fim, se você chegou à conclusão de que a única solução pacífica para reduzir o fardo da carreira é trilhar outro caminho, mude. Porém, é interessante realizar este processo com o acompanhamento de um psicólogo, que contribuirá para uma transição segura e assertiva.

Não é fácil lidar como os fardos da vida, sobretudo com os fardos presentes ao longo da carreira. Porém, buscar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é essencial para a sua qualidade de vida.

E não basta trabalhar e receber o seu pagamento no final do mês. Além da oferta da mão-de-obra, é essencial que você encontre sentido, prazer e felicidade em todas as suas ações!

Gostou do artigo? Que tal compartilhá-lo com aquele amigo que está passando por essa situação? Certamente ele vai lhe agradecer!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *