Tônica da Semana: Chegou a hora?

Bom dia a todos e bem vindo aos novos leitores.

Aqui nessa tônica você não vai encontrar os fatos que vão mexer com a semana, ou a agenda econômica ou nem mesmo o noticiário da semana passada…para isso existem vários noticiosos por aí…aqui você vai encontrar opinião sincera, exposição de ideais que eventualmente fazem sentido..rs.

Então vamos lá…

 

RECAPITULANDO…

Dia 13 de janeiro desse ano escrevi uma tônica intitulada: IBOV Don’t Let me Down! Estava visitando Liverpol e inspirado pelos Beatles a única coisa que pensava é que o consenso positivo que existia acerca da economia brasileira era um risco e minha “oração” é que não nos decepcionasse com a realidade. Estávamos em 94 mil pontos. Passados 5 meses aquilo que comentei aconteceu…fomos atingidos por um belo soco na orelha da falta de comunicação do governo, a “usina de crises” segundo Rodrigo Maia…. nadamos, nadamos e avançamos míseros 4,3% nos 98k. Fomos atingidos por uma realidade bem menos favorável que o quadro que se pintava naquele momento. Em 22 de abril comentei do Banho Gelado e o Choque de Expectativas que tivemos… o mercado se deu conta que não existia inércia econômica que empurrasse o nosso PIB pra cima e que não haveria retorno de confiança sem a efetividade de uma reforma…algo palpável para dizer que estamos caminhando para o lado certo.

Nunca deixei o otimismo de lado olhando mais a frente, mas a realidade tem sido cruel e até aqui não havia motivo para otimismo com o curto prazo…os dados macroeconômicos só pioraram e o país estagnou…nossa bolsa é o simples reflexo disso.

MAS CHEGOU A HORA…

Pois bem, queria deixar uma mensagem clara nessa tônica: penso que agora chegou a hora de fato! It’s Time to Begin! Isn’t it?! 

Nossos problemas “got a little bigger” but they are the same as It always has beeen!

Não estou dizendo que bolsa irá subir em linha reta…mas penso que as coisas vão acontecer…por favor me cobrem!

 

POR QUE ITS TIME TO BEGIN? 

O parecer do relator, o deputado Samuel Moreira, indicando uma economia de R$915 bi em 10 anos, pode não ser o plano dos sonhos do PG, mas me parece UMA BAITA indicativo … a reforma vai ser aprovada!

Existe apoio popular para uma reforma impopular. Existe certa vontade e compreensão da classe política, não só do Executivo como do Legislativo.

Assim como sempre repeti aqui, acreditava que a reforma sairia e com uma economia superior aos R$ 600 BI. Sigo acreditando nisso e penso que a isso não está corretamente precificado na bolsa. Fui criticado quando postei esse quadro (dia 22/04/2019) que nada mais é que um mero cenário de achismo da minha parte. Atualizo para a realidade atual com a minha opinião. Atribuo um cenário de elevada probabilidade a aprovação de uma reforma dentro dos moldes daquilo que transita hoje no Congresso, mas não excluo que podemos sempre ser supreendidos para cima ou para baixo. Juntando tudo, me parece haver uma bela assimetria de ganhos para quem tiver disposição a correr o risco de investir sem ter nada de fato aprovado. 16% pode parecer pouco, mas é reflexo das nuvens que ainda existem. Fora isso pensa que o Ibovespa nada mais é do que uma média onde alguns ativos podem subir 20%, 30%, 40%…

Compartilho novamente a imagem que saiu no Estadão acerca das expectativas dos agentes quando a reforma…observem quantos apostam numa reforma de R$ 900 BI?!

A reforma da previdência é a mãe das reformas e a leitura me parece simples, ainda que passível e de se estar errada: se aprovou essa, consegue passar outras. Logo abre-se uma janela promissora para que mudanças efetivas aconteçam e isso soe positivamente no mercado.

Ah mas Will e os lucros das empresas?

Os lucros virão na esteira de uma melhora de confiança dos agentes que irão investir e consumir mais, uma melhora e expansão do crédito na economia, gerando assim o empuxo necessário as operações das empresas.

 

JUROS QUE APONTAM PARA UM MESMO LADO

Além da reforma o que sustenta minha posição otimista é algo que já comentei aqui também. No dia 18/02 na Tônica chamada Uma Viagem ao Tempo eu apresentei aqui um estudo sobre os juros reais no Brasil mostrando que vivemos uma nova fase a qual se caracteriza por um patamar sensivelmente aquilo que estávamos acostumados. Para quem não lembra eu posto a imagem abaixo. Para 2019 o juro real caminha para ser…[…]

 

Leia o texto na íntegra no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves.

 

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

 

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *