Confira os principais destaques da economia e do mercado financeiro na última semana e acompanhe os próximos eventos econômicos e políticos desta semana:

Política e Mercado Financeiro

DENÚNCIA ARQUIVADA

A Câmara dos Deputados rejeitou, na última quarta-feira (25), a segunda denuncia contra o presidente Michel Temer. Por 251 votos a favor e 233 contra, os deputados optaram por não autorizar a investigação da denúncia pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Eram necessários 342 votos para enviar a denúncia ao Supremo.

SUSTO PRESIDENCIAL

No mesmo dia da votação na Câmara, Temer teve de ser levado a um hospital em Brasília, por conta de uma obstrução urológica. O presidente passou por uma bateria de exames e se encaminhou para São Paulo, onde permanece internado.

CAIXA ECONÔMICA S/A?

O Governo admitiu, na semana passada, que estuda transformar a Caixa Econômica Federal em uma S/A (Sociedade Anônima) e abrir o capital da instituição na bolsa. A ideia é seguir o modelo que adotado pelo Banco do Brasil, no qual a União é acionista majoritária.

IBOVESPA CAI NA SEMANA

O índice Ibovespa fechou em alta de 0,1% na última sexta-feira (27), aos 75.975 pontos. Na semana, no entanto, o principal índice da bolsa brasileira acumulou queda de 0,57%.

DÓLAR SOBE

O dólar fechou em queda na última sessão da semana, após bater R$ 3,30 no início do pregão de sexta-feira (27). A moeda norte-americana recuou 1,24% e fechou a R$ 3,243. Na semana, no entanto, a valorização acumulada foi de 1,7%.

Seu bolso

CONTA DE LUZ MAIS ALTA

A Agência nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou, na última sexta-feira (27), que a bandeira tarifária de novembro também será vermelha, e terá valor reajustado. Com as mudanças divulgadas pela agência na semana passada, a bandeira patamar2 terá acréscimo de R$ 5 a cada 100kWh de energia consumidos.

JUROS (UM POUCO) MENORES

Os juros médios das operações com cartão de crédito caíram 65 pontos em setembro, de acordo com o Banco Central. Os juros ficaram em 332% ao ano – o menor patamar desde janeiro de 2015.

REAJUSTE DO ALUGUEL

O Ìndice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado para reajustar o aluguel, teve variação positiva de 0,2% no mês de outubro, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). No acumulado de 2017, no entanto, a variação foi negativa, permanecendo em  -1,91%.

PRIORIDADE NA RESTITUIÇÃO

O presidente Michel Temer sancionou, na última quinta-feira (26), o projeto que autoriza a Receita Federal a dar prioridade aos professores na Restituição do IR. A partir de agora, a ordem dos pagamentos da restituição deve priorizar os idosos, os professores e, em seguida, os demais contribuintes.

Brasil

TENSÃO NO AMAZONAS

Prédios e veículos do Ibama e do Instituto Chico Mendes foram incendiados na semana passada na cidade de Humaitá, no Amazonas. O clima tenso teve início após uma operação contra o garimpo ilegal no Rio Madeira. Por conta destes episódios, os órgãos ambientais decidiram retirar suas equipes da cidade.

DEVASTAÇÃO EM GOIÁS

Após duas semanas de intenso incêndio no Parque Nacional Chapada dos Veadeiros, em Goiás, o fogo parece, finalmente, ter sido controlado, graças às chuvas que caíram na região no final de semana. Apesar do controle das labaredas, cerca de 30% de toda a área do parque foi devastada – o equivalente a 54% do tamanho da cidade do Rio de Janeiro.

O que vem por aí

UBER NA MIRA DO SENADO

O Senado Federal deve votar, na próxima terça-feira (31), o projeto de lei que cria regras para o funcionamento de aplicativos de transporte, como a Uber e o Cabify. Se aprovado, o projeto pode inviabilizar manutenção dos serviços destes aplicativos no pais, de acordo com a Uber.

LISTA DE EXIGÊNCIAS

A proposta, que foi aprovada pela Câmara em abril, determina uma série de exigências para o funcionamento de aplicativos de transporte, como a vistoria periódica nos veículos, idade mínima para os condutores e “ficha limpa”. Os carros da Uber e dos demais aplicativos também deveriam, obrigatoriamente, ter placa vermelha e uma licença específica para transportar passageiros.

EM RECUPERAÇÃO

O presidente Michel Temer deve deixar, nesta segunda-feira (30), o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Temer, que passou por uma cirurgia na próstata no último sábado (28), só deve retornar à Brasília na próxima quarta-feira (1).

CÂMARA VAZIA

A Câmara dos Deputados deve ficar vazia nesta semana. O presidente da Casa, Rodrigo Maia, viaja ao exterior, enquanto a semana de trabalho será reduzida por conta do feriado de 2 de novembro.

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *