3 minutes

O vinho é uma das bebidas mais populares e consumidas ao redor do mundo e, justamente por esta sua popularidade, a bebida acaba levantando muitas controvérsias. Existe uma longa série de crenças que foram se estabelecendo em torno do vinho no passar dos anos que, nem sempre, são verdadeiras.

Se você gosta de beber vinho ou conhece alguém fã da bebida, certamente já deve ter se deparado com algumas das mentiras sobre vinho que as pessoas contam. Mas quais seriam estas mentiras?

Continue a leitura do artigo de hoje e conheça 6 das principais mentiras sobre vinho que as pessoas contam e mantenha-se mais informado sobre o que, de fato, é verdade quando o assunto são os vinhos.

1. Vinho bom não é fechado com rolha sintética ou rosca

Você certamente já ouviu alguém falar que um vinho de qualidade é fechado com rolha de cortiça, não é mesmo? E isso não é, necessariamente, verdade.

Uma rolha feita de cortiça é um material natural, mas que leva anos para ser produzido e acaba saindo caro para o produtor. Por isso, nos dias de hoje, um vinho possuir outro tipo de lacre não necessariamente significa que ele seja de baixa qualidade.

2. Vinho de qualidade é vinho antigo

Existe alguma verdade nessa premissa de que “quanto mais velho o vinho, melhor”, já que o vinho é uma bebida fermentada que pode ir encorpando com o tempo. Acontece que somente uma parcela menor da produção faz parte do grupo de vinhos feitos para envelhecer e encorpar com o tempo, como um Pinot Noir – que tende a se tornar mais caro ao longo dos anos.

Muitos dos  vinho produzidos ao redor do mundo não se torna melhor com o passar dos anos: a maior parte deles é feita para consumo imediato, ou para consumo em até 5 anos. Logo, se você comprou  um vinho para consumo imediato, não adianta guardá-lo no armário: melhor abri-lo de uma vez.

3. Vinho bom vem em garrafa pesada

As garrafas mais pesadas, em geral, possuem vidro mais espesso, destinado aos vinhos feitos para envelhecer. São estes vidros que evitam que a luz possa incidir demais na bebida, interferindo no processo de envelhecimento.

Muitos vinhos de qualidade, no entanto, são produzidos para consumo imediato – como já falamos anteriormente. Nestes casos, eles não precisam ser colocados em garrafas pesadas demais, o que não faz deles bebidas de menor qualidade em relação a outro vinho cuja garrafa  é bastante pesada.

4. Vinho de qualidade tem o fundo da garrafa côncavo

Este mito não poderia ficar de fora de uma lista com as principais mentiras sobre vinho que as pessoas contam. Apesar de muita gente acreditar que vinhos de qualidade possuem fundo da garrafa côncavo, não existe nenhuma conexão direta e lógica nesta afirmação.

O fundo da garrafa de cada vinho muda de acordo com a produção e o design escolhido pela produtora, e não necessariamente e acordo com seu conteúdo.

Ainda sobre o fundo da garrafa, vale aqui uma dica extra:  evite segurar a garrafa de vinho pelo fundo: o lugar correto para segurar a bebida é no corpo da garrafa, ok?

5. Quanto maior o teor alcoólico, maior a qualidade do vinho

O teor alcoólico não possui ligação direta com a qualidade do vinho, mas sim com sua fermentação: quanto maior a fermentação do vinho, maior fica sendo seu teor alcoólico.

A fermentação  da bebida se dá pela frutose da uva pelas leveduras. Se o vinho tem maior teor de álcool significa, na verdade, que possui mais açúcar – o que não nos diz, necessariamente se a bebida é de melhor qualidade.

6. Vinho meio-seco é sempre mais doce

Esta afirmação é complexa e não é, necessariamente verdadeira, principalmente devido a uma questão de vocabulário e de costumes, que variam de região para região. Isso porque o vinho seco e o meio-seco, na verdade, são similares em sabor. O que muda é o nome.

Aqui no Brasil, o Ministério da Agricultura define o vinho meio-seco de acordo com a quantidade de açúcar residual. Já na Europa, essa nomenclatura é dada a partir da relação entre açúcar e acidez. Por isso, alguns vinhos que seriam secos na Europa são considerados meio-secos no Brasil. E é exatamente por conta disso que não é correto afirmar que vinho meio-seco é sempre mais doce.

Agora que você desvendou alguns dos mitos e mentiras sobre vinho, poderá apreciar melhor sua próxima taça de vinho ou comprar com maior propriedade sua próxima garrafa da bebida.

Quer saber um pouco mais sobre vinhos? Então clique aqui e conheça o espumante brasileiro de R$ 43 que foi considerado um dos melhores vinhos do mundo.

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Share.

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Leave A Reply