*Este artigo foi produzido pelo Gorila com exclusividade para o Blog de Valor.

 

À primeira vista, investir pode parecer algo complicado, mas os brasileiros estão começando a entender a importância que esta tarefa tem no dia a dia de suas vidas – principalmente quando o assunto é alcançar objetivos futuros.

Além da disciplina de poupar, é interessante investir o dinheiro com sabedoria, para que ele trabalhe a favor do aumento do seu patrimônio e ajude você a alcançar objetivos maiores, como imóveis, viagens, faculdade dos filhos, aposentadoria ou mesmo a tão sonhada independência financeira.

De acordo com um relatório da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA), cada brasileiro que se dispõe a aplicar seu dinheiro costuma investir, em média, R$ 28,5 mil entre títulos de renda fixa e valores mobiliários (34%), fundos de investimento (31,6%), poupança (29,6%) e renda variável (4,8%).

Com tantas opções no mercado financeiro, é importante entender os riscos associados com cada tipo de investimento, além dos valores cobrados como, por exemplo, a taxa de corretagem dos ativos. Há uma grande diferença no preços entre as instituições financeiras que estão no mercado e sempre é bom comparar estes custos antes do investimento

Identificar custos e possibilidades de rentabilidade antes dos aportes, no entanto, não deve ser a única preocupação do investidor. É importante controlar os investimentos periodicamente e sempre verificar eventuais necessidades de alteração no seu portfólio.

A tarefa de controlar os investimentos

São vários os fatores que podem impactar os seus rendimentos, como a política, as leis e a economia. Você já percebeu todo o movimento econômico que sempre acontece próximo às eleições ou no início de um novo governo?

Nessa turbulência, muitas pessoas acabam vendendo as ações quando os papéis estão em baixa por motivos sistêmicos. Esse impulso, agregado ao medo de perder dinheiro, acaba resultando em prejuízo na carteira de investimentos do brasileiro.

Você também deve estar ciente de que alguns produtos financeiros não contam com a cobertura do FGC – Fundo Garantidor de Créditos. Por isso, é fundamental que o investidor esteja sempre atento ao andamento dos seus investimentos.

É muito importante, por exemplo, ficar de olho nos benchmarks (Ibovespa, CDI, entre outros) para verificar se o seu investimento está performando melhor, igual ou pior do que o seu benchmark.

Um acompanhamento bem de perto faz toda a diferença caso o investimento esteja performando pior que o mercado, pois permite ajustes de portfólio, de modo a atingir os objetivos planejados. Fazer uma realocação – diminuindo ou aumentando os ativos em risco na busca de uma rentabilidade maior (sempre lembrando que aumento de risco pode implicar em rentabilidade negativa) – pode ser também uma alternativa para muitas situações.

A tecnologia em prol dos investimentos

Mas controlar os investimentos não é só acompanhar a rentabilidade. Estamos falando em controlar os riscos associados, os custos, a liquidez, os proventos recebidos, os ativos que vencem e viram caixa que precisa ser reinvestido.

Essa não precisa ser uma tarefa chata, que amedronta quem não tem facilidade com números. Você não precisa ser economista para ter sucesso fazendo investimentos. A tecnologia está aí justamente para lhe auxiliar nessa tarefa.

E depois que você cria essa rotina de controle é possível economizar tempo e dinheiro, pois você passa a ter a real noção de onde está aplicando o seu dinheiro, quais investimentos requerem maior atenção e se é preciso adequá-los aos seus objetivos.

Uma plataforma que consolida todos os seus investimentos, por exemplo, pode ser uma ferramenta bastante útil para fazer este controle dos investimentos de maneira simples e intuitiva.

Os objetivos e o controle das aplicações

Por falar em objetivos, é muito importante verificar se seus investimentos estão compatíveis com o que você planeja. Você sempre deve ter em mente algumas perguntas no momento em que for investir:

Quanto você consegue poupar ao mês? Vai gastar o 13º salário ou aplicar uma parte? Todas as pequenas decisões, se somadas a longo prazo, podem fazer uma grande diferença nas suas economias.

A maior vantagem de acompanhar os investimentos é que fica mais fácil planejar sua vida e estabelecer prazos. Quando trocar o carro, quando mudar para uma casa maior, quando fazer aquela viagem com a família ao exterior. Crie metas a curto, médio e longo prazo e mensure o seu rendimento.

E lembre-se sempre que não existem ganhos rápidos sem grandes riscos no mercado financeiro. Não há mágica! Procure aportar seu dinheiro com freqüência, estabelecer estratégias, prazos e objetivos e não se esqueça jamais de controlar os investimentos.

Mantenha-se sempre atento ao seu portfólio e faça alterações sempre que possível. Se você investir corretamente cuidar bem do seu dinheiro investido ficará muito mais fácil alcançar todos os seus objetivos financeiros e aumentar o seu patrimônio ao longo os anos.

Pense nisso!

 

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Robinson Dantas

Robinson Dantas é CEO do Gorila Invest e possui mais de 18 anos de experiência no mercado financeiro. Além disso, é fundador da Iporanga Investimentos, onde era responsável pela gestão de risco e membro do conselho da holding FS2. Antes, passou pelo Morgan Stanley na área de Equity Derivatives Trading em Nova Iorque.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *