A Apple deve reduzir à metade a produção do iPhone X para os próximos meses por conta da demanda abaixo das expectativas da empresa, de acordo com informações do site Nikkei. Segundo a publicação online, a gigante da tecnologia deve cortar a produção do smartphone mais avançado já lançado pela Apple para 20 milhões de unidades fabricadas no primeiro trimestre de 2018.

As projeções iniciais da marca apontavam para uma produção de 40 milhões de unidades trimestrais, que seriam suficientes para atender à demanda pelo smartphone – lançado em novembro do ano passado, nos primeiros três meses de 2018. O ritmo mais lento das vendas de final do ano em países como a China, Europa e Estados Unidos, no entanto, teriam resultado em unidades encalhadas do produto em lojas pelo mundo.

Preço nas alturas

Uma das principais razões para a fraca demanda pelo iPhone X no mercado mundial pode ser o preço – bem acima do que o mercado está acostumado. Nos Estados Unidos, o modelo comemorativo aos 10 anos de aniversário do iPhone custa a partir de US$ 1.000,00 sem impostos, enquanto, no Brasil, é vendido a partir de R$ 7 mil.

O alto preço do modelo comemorativo pode ser justificado pela inclusão de telas OLED, que são fabricadas pela concorrente da Apple, a Samsung. A empresa sul coreana é a principal fabricante de telas OLED no planeta e a única companhia capaz de atender à demanda da Apple pelo componente, que não está presente em outros modelos da marca.

Outro fato que parece fazer do preço o fator decisivo para uma procura menor do que o esperado pelo iPhone X é a manutenção das projeções da Apple para outros modelos de smartphone – com valor mais acessível – lançados no ano passado. Para estes modelos – iPhone 8 e iPhone 8 Plus, a produção continua a todo vapor: 30 milhões de unidades para o trimestre.

Corte previsto

A possibilidade de redução da produção do iPhoneX no primeiro trimestre de 2018 já havia sido levantada por analistas em dezembro do ano passado. No final de 2017 analistas consultados pela Bloomberg apontavam para um corte de produção de até 25 milhões de unidades para o modelo após a primeira demanda pelo aparelho ter sido suprimida no mercado mundial

Na época, a Apple não se pronunciou sobre o assunto. Desta vez, no entanto, de acordo com fontes anônimas consultadas pelo site Nikkei, a gigante da tecnologia já teria, inclusive, notificado seus fornecedores para informar o corte de produção em 50% para os próximos meses.

Ações em queda

A notícia sobre a possível redução da produção do iPhone X preocupou os investidores da empresa. As ações da Apple caíram quase 2% na sessão de segunda-feira (29), atingindo o nível mais baixo em 2018 e subtraindo US$ 14 bilhões do valor de mercado da gigante da tecnologia, de acordo com informações da Reuters.

Na tarde desta terça-feira (30), os papéis da companhia cediam cerca de 0,5%, cotadas a US$ 167 no mercado norte-americano. O valor de mercado da Apple no pregão de hoje girava em torno de US$ 862 bilhões.

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *