O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) confirmou, na última terça-feira (14), o desenvolvimento de um projeto de financiamento anjo destinado às startups brasileiras. O objetivo do fundo é disponibilizar cerca de R$ 100 milhões para empresas com alto potencial de crescimento.

De acordo com o BNDES, o chamado Fundo de Coinvestimento Anjo será formado pelo BNDESPAR – o braço de participações societárias da instituição, que disponibilizará R$ 40 milhões ao fundo – e por recursos de outros investidores parceiros da instituição. O alvo do projeto serão as startups com renda líquida anual de até R$ 1 milhão e empresas inovadoras com faturamento anual de até R$ 16 milhões.

Além disso, serão priorizadas as startups brasileiras que atuem nos setores de biotecnologia, cidades inteligentes, agronegócio, nanotecnologia, economia criativa, novos materiais, saúde e tecnologias da informação e comunicação (TIC), a fim de impulsionar estes setores no país. Os recursos oferecidos no projeto do BNDES ficarão disponíveis às empresas por 10 anos.

Como participar do projeto?

O edital público para interessados na gestão do Fundo de Coinvestimento Anjo foi lançado nesta semana pelo BNDES, mas as propostas de empresas interessadas em participar do projeto ainda não estão sendo recebidas pela instituição. O processo seletivo, no entanto, deverá ser aberto em breve para as startups interessadas em fazer parte do fundo.

Poderão participar do projeto startups brasileiras com renda líquida de até R$ 1 milhão por ano e empresas inovadoras – que atuem, especialmente, nos setores destacados pela instituição – e que possuam faturamento de até R$ 16 milhões por ano. Os aportes serão realizados em formato multi-estágio, variando de acordo com o faturamento da empresa apoiada em cada um dos estágios.

Segundo o BNDES, as empresas selecionadas para o projeto poderão receber investimentos de até R$ 500 mil do fundo, desde que outro investidor-anjo ou aceleradora realize aportes da mesma proporção na startup. Este procedimento destaca os dois principais objetivos do Fundo de Coinvestimento Anjo: oferecer apoio às startups e empresas inovadoras e também impulsionar os aportes de investidores e aceleradoras em empresas com alto potencial de crescimento no mercado brasileiro.

Mais informações sobre o novo fundo de apoio às startups brasileiras podem ser obtidas no site do BNDES: www.bndes.gov.br/fundoanjo, onde devem ser divulgadas em breve informações sobre inscrições de empresas interessadas.

Autor

Redação Blog de Valor

O Blog de Valor é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *