A bolsa de valores brasileira atingiu novo recorde histórico na sessão da última quinta-feira (1), impulsionada pela confirmação do juiz Sérgio Moro para o Ministério da Justiça no governo de Jair Bolsonaro, em 2019. O índice Ibovespa encerrou o dia em alta de 1,14%, aos 88.419 pontos, enquanto o dólar recuou 0,76%.

O recorde anterior de fechamento do Ibovespa, aos 87.652 pontos, havia sido registrado no dia 26 de fevereiro deste ano. Com o avanço da última quinta-feira (1), a bolsa brasileira encerrou a primeira semana após o segundo turno das eleições com uma alta acumulada de 3,15%.

Embalado pelo otimismo do mercado quanto à formação do novo governo e o aceno positivo de Moro para o Ministério da Justiça, o dólar comercial também recuou, e fechou o dia em queda, a R$ 3,684.

O banco de investimentos BTG Pactual já havia projetado Ibovespa, estatais e bancos em alta após vitória de Bolsonaro. Clique aqui e confira as projeções do banco sobre o mercado brasileiro para o novo governo.

Ações em alta

O dia de otimismo entre os investidores – com expectativas positivas em relação ao próximo governo – também foi marcado por divulgações de resultados trimestrais das empresas.

Neste cenário, foram destaque as ações do Bradesco, que subiram 5,71%, os papéis da Gol Linhas Aéreas, que avançaram 4,62%, e as ações da CCR e da Vale, que subiram 1,04% e 1,39%, respectivamente. O Banco do Brasil encerrou a sessão em alta de 1,47%, enquanto o Itaú Unibanco subiu 1,44%.

Sérgio Moro no Ministério da Justiça

A declaração de Sérgio Moro confirmando o aceite ao convite de Jair Bolsonaro para ser ministro da Justiça a partir de 2019 foi feita no início da tarde de ontem, após uma longa reunião entre o magistrado, o presidente eleito e o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Em nota, Moro afirmou que pretende implementar “uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado” no país.

Batizada de “superministério”, a pasta que ficará sob responsabilidade de Sérgio Moro deverá somar as estruturas do Ministério da Justiça, Segurança Pública, Ministério da Transparência e a Controladoria-Geral da União, além do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). A Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República, portanto, ficarão sob supervisão do novo ministro.

Também em nota, o magistrado confirmou que se afastará, já nos próximos dias, de novas audiências no âmbito da Operação Lava Jato – que deve continuar em Curitiba (PR). Desta forma, Moro não será mais o responsável por interrogar o ex-presidente Lula no próximo dia 14 de novembro, no âmbito do processo que envolve o Sítio de Atibaia.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *