O banco de investimentos BTG Pactual recomendou, na última quarta-feira (25), a compra dos papéis da Fibria (FIBR3), após a companhia do segmento de papel e celulose divulgar seus resultados trimestrais. Para a instituição, os números da Fibria foram “impressionantes” e vieram bem acima das estimativas.

Em relatório enviado a clientes do banco, os analistas Leonardo Correa e Gerard Roure destacaram o “forte conjunto de resultados” da companhia entre os meses de abril e junho após um primeiro trimestre “relativamente fraco”. Segundo a equipe do BTG Pactual, o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Fibria no período ficou em R$ 2,5 bilhões – 14% acima das estimativas, impulsionado pelo crescimento da receita líquida da empresa.

Os volumes sólidos de venda também impressionaram, com embarques de carga avançando 11% na comparação trimestral e 15% na comparação com o mesmo período do ano passado – e 5% acima das projeções do BTG Pactual. O custo-caixa também surpreendeu positivamente, assim como o fluxo de caixa livre, que entregou R$ 1,68 bilhão no segundo trimestre – revertendo o equilíbrio acompanhado no primeiro trimestre do ano.

Apesar de trabalharem com perspectivas pessimistas devido aos eventuais impactos da greve dos caminhoneiros nos resultados trimestrais da Fibria, os analistas informaram que “ficaram satisfeitos” em acompanhar os bons resultados obtidos no segundo trimestre pela companhia de celulose.

“Nós claramente superestimamos os impactos da greve dos caminhoneiros na cadeia logística da empresa”, disseram os analistas.

Rating de compra e preço-alvo para papéis da Fibria

Diante dos resultados positivos do segundo trimestre, os analistas do BTG Pactual reiteraram a recomendação de compra para os papéis da Fibria – em especial, pela projeção de conclusão breve e sem sustos do negócio com a Suzano Papel e Celulose. “Continuamos atribuindo uma probabilidade muito baixa de que o negócio não avance ou que encontre obstáculos relevantes nas agências antitruste”, afirmaram.

O preço-alvo estabelecido pelo banco de investimentos para as ações da Fibria foi de R$ 71,00. No pregão de ontem (25), os papéis da empresa (FIBR3) encerraram o dia praticamente estáveis, em leve queda de 0,07%, a R$ 73,00 – acima do preço-alvo fixado pelo BTG Pactual.

Sobre o BTG Pactual digital

BTG Pactual digital é a plataforma digital do BTG Pactual – o maior banco de investimentos da América Latina e quinto maior banco brasileiro, com mais de 35 anos de expertise em investimentos e gestão de recursos atuando no Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru, Argentina, Estados Unidos e Inglaterra.

Além de disponibilizar diversas opções de investimentos de diversas instituições por meio de uma única conta – assim como fazem as corretoras, a plataforma aberta do BTG Pactual digital também oferece uma assessoria de investimentos gratuita aos pequenos e médios investidores.

Para ter acesso à assessoria e ao know-how da equipe BTG Pactual, basta que o investidor utilize a plataforma do BTG Pactual digital diretamente no seu computador ou smartphone, sem taxas ou tarifas mensais. Para fazer seu cadastro gratuito no BTG Pactual digital, clique aqui!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *