Você quer ganhar mais dinheiro? Essa é uma pergunta que a grande maioria das pessoas (senão todas) responde positivamente, mas ao perguntar como isso pode ser feito, a situação já parece se complicar.

Felizmente, existe uma alternativa simples, prática, eficiente e econômica para conseguir aumentar seus rendimentos: os cursos pela internet, que podem melhorar consideravelmente seu perfil e lhe tornar um profissional capacitado para atender ao que o mercado pede.

Vamos entender como eles funcionam, porque podem fazer seu orçamento aumentar tanto e qual foi a origem desta modalidade de ensino.

Como os cursos pela internet funcionam?

Basicamente da mesma maneira que os presenciais, com a diferença de que as aulas não são feitas fisicamente, mas sim através da rede mundial de computadores.

Por se tratar de uma modalidade relativamente nova, algumas pessoas acreditam que a qualidade de ensino é prejudicada, o que não é verdade. Prova disso são as faculdades que oferecem cursos a distância, cujos diplomas são exatamente iguais aos dos alunos presenciais e também reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

A escolha de um curso online deve ser feita da mesma maneira do que nas opções presenciais: de acordo com sua afinidade e interesse pelo tema. Há centenas de opções disponíveis, capazes de atender as necessidades e preferências dos alunos.

É importante se assegurar da qualidade da instituição de ensino escolhida, tanto dos materiais oferecidos aos alunos quanto do conteúdo compartilhado, o que pode ser feito através de pesquisas na internet e da observação dos níveis de satisfação apresentados por outros alunos que já realizaram tais cursos.

As principais vantagens das aulas online são as seguintes:

  • Praticidade: não é preciso escolher um dia ou horário que prejudicará sua rotina, já que as aulas podem ser feitas de acordo com a disponibilidade dos alunos
  • Qualidade: o ensino ministrado é de alta qualidade e o aluno dispõe de materiais de apoio para aprendizado, além de videoaulas que facilitam a compreensão dos temas abordados
  • Economia: não apenas o preço do curso tende a ser mais barato, já que não é preciso recorrer à locação ou manutenção de um espaço físico como ocorre nas aulas presenciais, como o aluno também economiza com transporte e alimentação, já que pode fazer as aulas de sua casa, no caminho do trabalho ou onde preferir
  • Variedade: há opções de cursos para todos os gostos e preferências, o que pode ajudar no desenvolvimento de profissionais das mais variadas áreas.

Como os cursos online podem resultar no crescimento financeiro?

Através do aprendizado de novos conhecimentos, os quais tornam o profissional mais capacitado e, assim, valorizam sua presença no mercado de trabalho.

Vamos imaginar que uma empresa esteja procurando por um novo colaborador para fazer parte de sua equipe e conta com dois candidatos, ambos com um perfil bem parecido, mas um deles se dedicou à realização de cursos online para aumentar seus conhecimentos.

É bem provável que o escolhido seja aquele com maior nível de estudos, já que se mostrará como um profissional com maior potencial para a empresa, o qual pode ser mais eficiente e produtivo e, por sua vez, aumentar a lucratividade da companhia.

Além das maiores chances de se destacar para os recrutadores, também é possível pleitear por uma melhor remuneração para sua contratação, já que os conhecimentos adicionais o colocam em um patamar diferenciado.

Vale a pena ressaltar que isso vale não apenas para conseguir trabalhar em outra empresa, mas também para aumentar a possibilidade de ser promovido e receber um aumento de salário, devido à especialização e capacitação apresentadas pelo colaborador.

Outra forma de ganhar mais dinheiro é através do aprendizado de novas profissões, o que permite aos estudantes fazerem o que gostam ao mesmo tempo em que ganham dinheiro. Isso pode ser feito para potencializar habilidades que o aluno já possui ou mesmo para o aprendizado de novos assuntos.

Como surgiram os cursos a distância?

O ensino remoto se iniciou muito tempo antes do desenvolvimento da internet, no remoto ano de 1728, tendo surgido na cidade de Boston, Estados Unidos. O primeiro professor conhecido nessa modalidade foi Caleb Phillips, que oferecia um curso de taquigrafia pelo correio, com materiais enviados toda semana.

Depois de mais de um século, em 1833, a universidade da cidade de Lund, na Suécia, passou a oferecer um curso superior de composição por correspondência, nesta que foi a primeira iniciativa de ensino superior a distância de que se tem notícia.

O desenvolvimento da tecnologia fez com que os meios utilizados para o ensino a distância mudassem. Até 1910, os cursos por correspondência baseavam-se em materiais impressos, o que mudou no início da década, com slides e audiovisuais passando a ser oferecidos como materiais adicionais.

De 1910 a 1940, o rádio passou a ser uma plataforma bastante utilizada para a prática, o que passou para a TV em 1950, com os telecursos que podem ser encontrados até os dias de hoje.

Já na década de 1990, tornou-se possível oferecer cursos a distância feitos com o auxílio de computadores, conteúdos que na época eram distribuídos na forma de CD-ROMs, até que a internet se popularizou e passou a ser a principal alternativa para sua realização.

Hoje em dia, os cursos online já dominaram uma parcela importante do mercado. De acordo com o Censo da Educação Superior divulgado em 2018 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 21,2% de todas as matrículas do ensino superior são de EaD.

O número de alunos matriculados na modalidade é de quase 1,8 milhão, com 17,6% mais matrículas em 2017 do que em 2016. Já o número de cursos em todo o Brasil era de 2.108 em 2017, 26,8% maior que em 2016, quando havia 1.662 cursos.

Além disso, a quantidade de matrículas no EaD deve continuar a crescer. Uma pesquisa feita pela Sagah estimou que em 2023 haverá mais alunos matriculados em cursos EaD do que nos presenciais.

Com uma adoção tão massiva e perspectivas positivas, é perfeitamente possível entender como o ensino a distância vale a pena. Por isso, aproveite a oportunidade, inscreva-se nos cursos online que mais gostar e veja como isso pode revolucionar sua carreira e também sua carteira!

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi produzido por um autor parceiro e/ou convidado com a finalidade de compartilhar suas opiniões sobre temas diversos e contribuir com o site.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *