Os índices financeiros são muito importantes para permitir a visualização de desempenhos de títulos, ativos, derivativos, entre outros. Entre eles está o índice de commodities do Brasil — conhecido pela sigla ICB.

Ele é um importante indicador para o mercado de capitais brasileiros. Afinal, as commodities são bastante negociadas. Ainda, muitos investidores e fundos fazem alocações em commodities, o que permite ter um benchmark confiável.

Quer entender melhor como funciona o índice de commodities Brasil e suas principais características? Então continue a leitura deste conteúdo!

O que é o ICB?

Como você já viu, o ICB é o índice de commodities Brasil. Ele é um indicador calculado e mantido pela própria bolsa de valores brasileira, a B3. No entanto, ele foi criado no início dos anos 2000, quando ela ainda se chamava BM&FBovespa.

Um índice de mercado funciona como uma carteira teórica composta pelos ativos que se deseja conhecer os resultados. Assim, o responsável por sua ponderação cria uma metodologia para escolha dessa composição e formação do portfólio.

Periodicamente a composição é revista para avaliar se os ativos da carteira ainda se mantém dentro dos criados. Com isso, é possível acompanhar o desempenho do índice de acordo com a oscilação de preços do portfólio.

Existem diversos índices no mercado que podem refletir resultados de inúmeras áreas. Assim, o investidor pode encontrar indicadores de renda fixa e renda variável, ações, criptomoedas, moedas e, no caso do ICB, commodities.

Dessa forma, a carteira teórica do ICB é composta por qualquer commodity brasileira, seja ela um produto agrícola, pecuário, florestal, metais ou mesmo energia. Para isso, é preciso ter contratos futuros negociados na B3.

Qual é o objetivo desse índice?

Agora que você já entendeu o que é um índice de mercado e o ICB, fica mais fácil identificar a sua função. O objetivo principal do ICB é demonstrar, por uma metodologia confiável, o desempenho do mercado de commodities brasileiro.

Dessa maneira, é possível verificar as oscilações, em tempo real, desses derivativos que são negociados em contratos futuros. Nesse sentido, a própria B3 identifica que a principal finalidade do ICB é servir como benchmark para fundos de investimentos, investidores e administradores.

Assim, eles podem acompanhar e avaliar o seu próprio desempenho com as operações e negociações de commodities em comparação ao índice. Ao comparar os resultados da sua carteira com o ICB, o investidor pode confirmar ou modificar a estratégia escolhida.

Mas é preciso lembrar que esse é um resultado geral de commodities com mais liquidez. Ou seja, reflete os resultados de um mercado amplo e com alta diversificação. Então há como superar esse índice ou ficar abaixo dele, dependendo da estratégia escolhida de investimento.

Além de sua função como benchmark, o ICB é um índice de commodities fundamental para o mercado brasileiro, representando um aspecto importante da economia. Afinal, como um país com alta produção e extração, as commodities são ativos centrais para a nação.

Qual é a composição do ICB?

Você já entendeu que o ICB demonstra resultados das principais commodities brasileiras que são negociadas em contratos futuros no ambiente da bolsa de valores. Mas quais são os critérios utilizados para escolher a composição dessa carteira teórica?

A bolsa de valores brasileira define 4 critérios para a inclusão das mercadorias no portfólio do índice. Entenda quais eles são:

  • ter sido negociada em mais de 80% do total de pregões dos últimos 8 meses;
  • ter participado, em termos de volume financeiro em dólares, de uma parcela superior a 1% do volume total negociado nos últimos 8 meses;
  • apresentar um índice de negociabilidade (IN) superior a 1% no período de 8 meses;
  • a commodity precisa atender a, pelo menos, dois dos três critérios anteriores a cada data de revisão do ICB.

O ICB também tem critérios de ponderação da mercadoria dentro do próprio índice. Nesse sentido, ele considera a relevância econômica da commodity no valor da produção nacional negociada em bolsa de valores.

Além disso, há um critério importante de liquidez, que diz respeito à participação da commodity no total negociado pela bolsa de valores por meio de contratos futuros.

Como você viu, diversas commodities podem participar do índice. No entanto, historicamente, apenas quatro cumpriram os requisitos e entraram em sua composição.

Veja só:

  • etanol hidratado;
  • milho;
  • boi gordo;
  • café.

No entanto, nada impede que outras mercadorias componham o índice, desde que elas atendam a todos os critérios de elegibilidade definidos pela metodologia.

É possível realizar operações envolvendo esse índice?

Após conhecer todas essas informações sobre o índice de commodities Brasil, é preciso entender se é possível investir ou fazer operações com ele. Aqui, o investidor deve saber que índices não são ativos ou produtos financeiros.

Eles são carteiras teóricas que demonstram resultados, mas não são negociados em bolsa ou em plataformas de investimento. Logo, não há como investir em índices financeiros. No entanto, há maneiras de se expor a esses índices por meio de veículos disponibilizados no mercado.

Um exemplo são os ETFs, ou fundos de índice. Esses fundos são administrados por gestores profissionais que têm o objetivo de replicar os resultados de um índice. Assim, existem diversos indicadores do mercado que são seguidos por ETFs.

No entanto, até outubro de 2021, não havia um ETF voltado ao ICB. Conheça a seguir outros índices que já têm ETFs correspondentes!

Ibovespa e SMLL

O Ibovespa é o principal índice de ações do Brasil. Ele demonstra os resultados das empresas mais negociadas na bolsa de valores brasileira.

Além disso, também existe a possibilidade de encontrar nichos em cada mercado. Um exemplo é o SMLL. Esse índice segue ações brasileiras, mas somente aquelas consideradas de empresas com baixa capitalização, conhecidas como small caps.

Se o seu interesse maior está em commodities, você pode fazer operações diretamente com contratos futuros. Ademais, há como encontrar fundos de investimentos que se expõem a determinadas mercadorias.

Agora você já conhece o índice de commodities Brasil e como ele funciona! Lembre-se de que acompanhar notícias do mercado e índices econômicos é importante para se manter atualizado e identificar situações que influenciam na sua carteira.

Quer contar com uma plataforma para investir em commodities e outros ativos? Então abra uma conta no BTG Pactual!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *