124
0

Investimentos alternativos: o que são e como funcionam?

124
0
4 minutes

Ao pensar em como compor uma carteira de investimentos, é comum se deparar com opções tradicionais, como os títulos de renda fixa ou de ações. Porém, essas não são as únicas possibilidades do mercado financeiro. Também é possível recorrer aos investimentos alternativos.

Além de não se enquadrarem nas categorias mais comuns, esses investimentos podem oferecer um potencial de retorno atrativo. Por outro lado, eles também envolvem riscos mais elevados, que devem ser considerados pelo investidor.

Por isso, os investimentos alternativos podem ser utilizados para diversificar a sua carteira. Entretanto, cada tipo de investimento alternativo possui características únicas que devem ser analisadas antes de começar a investir.

Você tem curiosidade em entender o que são os investimentos alternativos? Continue a leitura deste artigo para saber tudo sobre eles!

O que são os investimentos alternativos?

De modo geral, os investimentos alternativos englobam opções que ainda não são amplamente conhecidas ou não estão consolidados. Muitos deles são novos no mercado ou se destinam a um determinado grupo de investidores.

Justamente por não se encaixarem nas classes mais tradicionais do mercado e possuir características contrastantes, essas oportunidades foram chamadas de “alternativas”.

Ademais, eles não são diretamente negociados na bolsa de valores, então não são afetados pela volatilidade desse ambiente — embora oscilem por outros motivos. Por isso, eles podem se encaixar em diferentes estratégias e objetivos de investimentos.

Como eles funcionam?

Uma característica importante dos investimentos alternativos se refere à sua negociação: eles não são listados na bolsa de valores. Ademais, em geral, eles também não são regidos por uma regulação definitiva e podem ser negociados em ambientes públicos ou de forma privada.

Mas, para entender melhor o seu funcionamento, vale destacar as diferenças em relação aos investimentos tradicionais. Nas opções alternativas, as movimentações costumam ser maiores e a liquidez mais restrita. Dessa forma, eles podem ser mais interessantes quando há um foco no longo prazo.

Entre os investimentos alternativos, também existem opções que permitem maior participação dos investidores, como você verá a seguir. Isso não acontece nas opções tradicionais.

Quais são os principais investimentos alternativos?

Agora que você já entendeu o que é e como funciona um investimento alternativo, está na hora de conhecer exemplos práticos. Confira as principais possibilidades do mercado!

Venture capital

O venture capital é uma modalidade de investimento voltada para empresas pequenas e de médio porte que ainda apresentam faturamento baixo, mas possuem alto potencial de crescimento.

Dessa forma, esse ativo investe capital na empresa para contribuir com seu desenvolvimento, auxiliando também na forma de gestão da instituição. Assim, a atividade cria valor para possíveis vendas de participação de ações na organização.

Private equity

Nesse tipo de investimento, o aporte é feito em empresas um pouco mais desenvolvidas, mas que ainda não negociam suas ações na bolsa. Dessa forma, o private equity permite trazer novos recursos para o fortalecimento da empresa.

Nele, o investidor — que pode ser uma instituição financeira, uma pessoa física ou um fundo de investimentos — recebe uma parte da empresa em troca do capital investido. Posteriormente, ele terá a oportunidade de obter lucro ao vender sua participação, se o negócio se desenvolver.

Criptomoedas

As criptomoedas são moedas digitais que apresentam alta volatilidade e risco. Contudo, elas estão ganhando cada vez mais destaque ao longo dos tempos, especialmente por conta de o bitcoin e outros ativos que apresentaram resultados expressivos nos últimos anos.

Esses ativos existem apenas de forma virtual e têm como objetivo trazer mais segurança na troca de ativos financeiros e democratizar a produção de dinheiro ao redor do mundo. Entretanto, as criptomoedas têm um risco especulativo, podendo sofrer grandes oscilações diante de notícias e fatos do mercado.

Peer to peer

O peer to peer, ou P2P, se caracteriza pelo uso de sites ou aplicativos em que um investidor empresta dinheiro a uma pessoa ou empresa e recebe juros por essa concessão. Assim, a troca ocorre sem a intervenção de uma instituição financeira convencional.

Com isso, a tendência é que as taxas de juros cobradas sejam mais atrativas ao investidor em comparação às opções da renda fixa. Ao mesmo tempo, o custo tende a ser mais baixo para quem recebe o empréstimo. No entanto, o risco de crédito é maior nessa alternativa.

Quais são as vantagens e riscos?

Após conhecer os conceitos e os principais tipos de investimentos alternativos do mercado, é importante entender as vantagens e riscos envolvidos. O principal benefício é a possibilidade de diversificar a sua carteira, principalmente devido à sua descorrelação com outros investimentos.

Isso acontece porque eles não costumam ser muito afetados por crises de natureza financeira, política, entre outras. Ainda, uma boa parte desses investimentos não são impactados negativamente pelos movimentos da inflação. Com isso, eles podem trazer proteção à sua carteira.

Além disso, eles podem ter um potencial maior de retorno quando comparados às alternativas mais tradicionais. Contudo, isso também aumenta os riscos envolvidos — então é essencial conhecê-los para tomar decisões mais acertadas.

Por exemplo, embora os investimentos alternativos possam ter um alto potencial de ganho, não existe garantia sobre os resultados. Então a performance esperada pode não se concretizar e, até mesmo, gerar perdas financeiras.

Ainda, os investimentos alternativos podem apresentar baixa liquidez. Isso significa que pode ser difícil se desfazer deles — o que pode resultar em perdas financeiras, caso seja necessário utilizar o valor em curto prazo.

Como você viu, os investimentos alternativos podem trazer possibilidades para rentabilizar a sua carteira. No entanto, ao investir, vale a pena diversificar os investimentos para equilibrar os riscos e potencializar a rentabilidade. Além disso, observe sempre o seu perfil de investidor e objetivos financeiros para fazer escolhas mais alinhadas à sua estratégia.

Quer potencializar ainda mais os seus investimentos? Então abra a sua conta no BTG Pactual digital, o maior banco de investimentos da América Latina!

Equipe André Bona
WRITEN BY

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]