Você já pensou em investir em criptomoedas? Apesar dos riscos, a valorização das famosas moedas digitais no mercado tem estimulado os investidores mais ousados. Contudo, é preciso conhecer o funcionamento delas para uma tomada de decisão consciente.

Por exemplo, no Brasil, o investimento direto em criptomoedas não é regulamentado. Assim, há maiores riscos. Mas existem formas regulamentadas de negociar os ativos — via fundos de índice e outros fundos de investimentos, por exemplo.

Quer saber se vale a pena investir em criptomoedas? Neste post, você entenderá o que elas são e como funcionam para definir suas estratégias de investimento!

O que são as criptomoedas?

Os ativos são moedas digitais que usam tecnologia para permitir negociações diretamente entre as partes envolvidas — sem intermediários. Elas são criadas de forma independente. Assim, não envolvem a participação de nenhum Governo em sua emissão.

O bitcoin, criado em 2009, foi a primeira e mais popular das criptomoedas, operada com o sistema blockchain. Com a boa aceitação no mercado, logo surgiram outros ativos, como ethereum, polkadot, XRP, cardano, BNB, litecoin, bitcoin cash, chainlink etc.

Como funciona o investimento em moedas digitais?

É possível investir de formas diferentes em criptomoedas e cada uma delas exige conhecimento, atenção e cuidado. Afinal, trata-se de ativos com variação alta no preço ao longo do tempo.

Conheça as principais formas de se expor ao mercado de moedas digitais:

  • compra direta — negociando diretamente com outros investidores e especuladores nas plataformas chamadas de exchanges;
  • fundos de investimento – fundos que são geridos por um profissional e que podem ter exposição a criptomoedas;
  • ETFs — exchange traded funds ou fundos de índice, que são negociados na bolsa de valores e seguem determinado indicador econômico.

Como você viu, a primeira opção não é regulamentada no Brasil. Assim, as exchanges são empresas que não seguem as regras do mercado brasileiro e não são fiscalizadas. Isso significa que o risco de cair em golpes aumenta muito.

Já as demais alternativas representam fundos de investimentos. Eles precisam se adequar à legislação brasileira e são fiscalizados pela CVM – Comissão de Valores Mobiliários. Logo, você conta com mais segurança institucional ao investir dessa forma.

Quais são as vantagens e riscos desse tipo de investimento?

No geral, os investimentos oferecem vantagens, mas podem acarretar riscos, sobretudo, pelas constantes oscilações de alguns ativos. Investir em criptomoedas não é diferente. Na verdade, os riscos são maiores.

Como são ativos descentralizados, eles estão mais expostos à lei de oferta e demanda. Consequentemente, seus preços oscilam com grande intensidade e frequência. Assim, não é possível prever o seu comportamento.

Os fundos apresentam uma vantagem nisso, pois podem tomar algumas precauções para manejo de risco. Por exemplo, diversificando o portfólio em moedas variadas ou mesmo investindo também em aplicações mais seguras de renda fixa.

Veja mais sobre as vantagens e os riscos a seguir!

Vantagens

Uma das vantagens apresentadas pelas criptomoedas é seu potencial de ganhos. Afinal, é exatamente a grande valorização histórica de certas moedas que chama atenção dos investidores.

Quando se fala na tecnologia utilizada por elas, também é válido saber que existe segurança contra-ataque hackers e respeito à privacidade de quem opera com moedas digitais. Além disso, há transparência em relação às operações (sem expor os dados pessoais).

Outro ponto positivo está relacionado à praticidade dos investimentos regulamentados. Adquirir cotas de ETFs ou de fundos de investimentos é um processo simples e acessível. Assim, é possível investir até quantias menores.

Riscos

Em relação aos riscos, é fundamental saber que o potencial de ganhos das criptomoedas está relacionado ao alto grau de volatilidade. Por isso, apesar das valorizações surpreendentes em determinados períodos, é possível também enfrentar grandes quedas e prejuízos.

Ademais, mesmo que muitas pessoas acreditem que esses ativos são o futuro das moedas, ainda não há uma aceitação significativa deles como forma de pagamento. Com isso, é preciso saber que existe o risco de as criptomoedas não se consolidarem.

Afinal, vale a pena investir em criptomoedas?

Agora que você conhece as vantagens e os riscos das criptomoedas, pode responder a essa pergunta. Para isso, é importante entender o que são as criptomoedas, como funcionam no mercado e quais são as formas confiáveis de investimento.

Também é essencial que você identifique seu perfil de investidor, entre conservador, moderado ou arrojado. Desse modo, você saberá se está disposto a correr mais ou menos riscos, considerando que a criptomoeda é um ativo de alta variação de preço.

Não deixe, ainda, de considerar seus objetivos. Você deve conferir se os ativos desse tipo estão alinhados com o que busca no mercado. Pondere, por exemplo, os riscos, a liquidez e o potencial de rendimento para decidir.

Como investir?

Se você chegar à conclusão de que vale a pena ter parte do seu patrimônio exposto a criptomoedas, é preciso saber como investir. Como vimos, o modo mais seguro é aproveitando possibilidades regulamentadas.

Por exemplo, o HASH11 — ETF criado para quem deseja investir na moeda digital no Brasil. Ele segue um índice de criptomoedas internacional e seu portfólio é composto por 6 ativos.

São eles:

  • bitcoin (BTC);
  • ethereum (ETH);
  • litecoin (LTC);
  • bitcoin Cash (BCH);
  • chainlink (LINK);
  • stellar lumens (XLM).

Também é possível encontrar fundos de investimentos, negociados em plataformas de instituições financeiras, que investem em criptomoedas. Em qualquer caso, você precisará da intermediação de um banco de investimentos.

Ao abrir sua conta nele, será possível acessar a bolsa e também a plataforma de negociação de fundos distribuídos pelo banco. Então, poderá investir e buscar remuneração de acordo com a valorização das cotas.

Agora você sabe o que são as criptomoedas e viu como investir nelas. Não deixe de considerar seu perfil e objetivos pessoais, entendo a exposição aos riscos, para decidir se valem a pena. O mercado financeiro traz muitas oportunidades, mas é preciso ser criterioso!

O que você pensa sobre as criptomoedas e a possibilidade de investir nelas de forma regulamentada? Deixe um comentário!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *