Todos nós entendemos o que é e como funciona um banco — ou, pelo menos, fazemos uso de instituições desse tipo no dia a dia, certo? O que muitas pessoas não sabem é que existem diferentes categorias de bancos.

Por exemplo: você sabe o que é um banco de investimentos? Embora seja um intermediário financeiro tal como outros bancos que o brasileiro utiliza no dia a dia, ele funciona de maneira um pouco diferente.

Ter informações sobre o assunto é um dos importantes cuidados ao investir. Quer tirar suas dúvidas de uma vez por todas? Confira as informações que trouxemos neste post!

O que é um banco de investimentos?

Inicialmente, vale a pena entender o que é um banco. Bancos de qualquer tipo funcionam como intermediários financeiros. O termo significa que eles, basicamente, realizam a mediação entre pessoas (ou empresas) que disponibilizam recursos e outras que os solicitam.

Ou seja, os bancos ligam aqueles que investem dinheiro e aqueles que tomam empréstimos. No Brasil, todas as atividades bancárias são regulamentadas pelo Banco Central. Depois de entender isso, vamos especificar as diferenças entre três tipos de bancos.

Banco comercial

O banco comercial realiza as operações que normalmente são as mais conhecidas entre as pessoas físicas: depósitos, pagamentos em débito, oferecimento de cartões de crédito etc.

Eles podem ser públicos ou privados e têm o objetivo de promover recursos para financiar pessoas físicas e atividades de comércio, indústria e serviços. O banco comercial capta dinheiro pode depósito dos correntistas e oferece empréstimos e financiamentos.

Bancos múltiplos

Bancos múltiplos são parecidos com os bancos comerciais, mas vão além. Eles não apenas podem realizar as operações que descrevemos acima, mas também podem ter uma carteira de investimentos.

Com isso, bancos múltiplos combinam as características dos comerciais e dos bancos de investimentos. Isto é, eles captam dinheiro a partir de depósitos à vista e também de opções de investimento.

Bancos de investimentos

Agora, chegamos ao assunto central deste post. O que são, afinal, bancos de investimentos? Eles se diferenciam dos dois tipos anteriores por não apresentarem uma carteira comercial.

O que significa que bancos de investimentos não ofertam os serviços comerciais, como conta-corrente, depósitos à vista, pagamentos em débito, etc. O foco de suas atividades está no oferecimento de produtos para investidores.

Como funciona um banco de investimentos?

Depois de saber o que é um banco de investimentos, é preciso entender como ele funciona. Em primeiro lugar, vale destacar que bancos desse tipo só podem ser instituições privadas — e devem se organizar como sociedades anônimas.

Os bancos de investimentos são especializados em operações de médio e longo prazo, diferente dos comerciais.

Assim, eles realizam o financiamento de atividades produtivas, a mediação de participação em sociedades (como abertura do capital em bolsa) e, ainda, a administração de recursos de pessoas físicas ou jurídicas.

A captação de recursos para essas instituições privadas não se dá por meio de depósitos à vista, mas da venda de títulos e de cotas de fundos de investimentos, do repasse de recursos internos ou externos e também de depósitos feitos a prazo.

Os bancos de investimentos podem emitir títulos — como CDBs RDBs e debêntures, além de distribuir investimentos de outros bancos ou corretoras de valores. Eles também realizam a administração de fundos de investimentos.

Quais são as vantagens de um banco de investimentos?

Se você conhece o funcionamento de uma corretora de valores, provavelmente percebeu que há semelhanças entre elas e os bancos de investimentos, certo? Ambas as instituições oferecem produtos financeiros e mediam a relação entre investidores.

Entretanto, embora tenham algumas características parecidas, existem também diferenças importantes entre elas. E em alguns aspectos os bancos de investimentos apresentam vantagens tanto em relação a outros bancos quanto às corretoras.

Quer saber quais são os benefícios de ter conta em um banco desse tipo? Confira a seguir.

Diversidade de investimentos

Como apresentamos ao longo deste post, os bancos de investimentos são instituições especializadas no assunto. Logo, é de se esperar que eles apresentem uma diversidade de opções para os investidores, não é mesmo?

De fato, ela é uma das vantagens para quem abre conta nas instituições. Se você organiza suas finanças e quer buscar rentabilidade com o dinheiro que está sobrando, os bancos de investimentos podem ser muito úteis.

Em geral, eles têm alternativas de produtos financeiros mais variados do que bancos múltiplos. E até opções de investimentos mais atraentes que corretoras, o que pode lhe trazer opções de rentabilidades mais altas. A diferença se deve a, pelo menos, dois fatores.

O primeiro é que bancos de investimentos têm melhores condições de emitir títulos diversos. E o segundo é que eles também podem distribuir títulos de outras instituições — inclusive, de corretoras de valores.

Expertise

Outro benefício encontrado por quem investe por meio de um banco de investimentos é a expertise. De forma geral, os bancos apresentam estruturas maiores do que as corretoras de valores. Podemos citar como exemplo o BTG, maior banco de investimentos da América Latina.

Tal característica permite que ele desenvolva uma expertise mais vantajosa para os clientes. Afinal, o foco da instituição está nos investimentos e ela se organiza para ter recursos e equipes de qualidade nesse campo.

Menos custos

Também por causa da sua estrutura mais complexa, os bancos de investimentos desenvolvem condições de oferecer outras vantagens para os investidores. Por exemplo, menores custos.

Como se tratam de grandes instituições e costumam movimentar valores altos em dinheiro, os bancos desse tipo têm maior facilidade para zerar taxas de corretagem em alguns investimentos.

É o caso de fundos de investimentos, por exemplo. Alguns bancos conseguem diminuir bastante ou até mesmo zerar as taxas para os investidores em determinados fundos.

Além disso, vale a pena dizer que os custos podem ser menores com transferências bancárias. Ao aproveitar as opções oferecidas pelo banco de investimentos, é possível diminuir o número de transferências para corretoras e outras instituições.

Segurança

Por fim, uma vantagem muito relevante para quem busca saber por onde investir é a segurança. Os investidores não estão preocupados apenas em comprar títulos de emissores sólidos, mas também em utilizar mediadores confiáveis.

Os bancos de investimentos obtêm destaque nesse ponto: o dinheiro que se encontra na conta do investidor nestas instituições é coberto pelo Fundo Garantidor de Crédito. Assim, o investidor tem um fator de segurança a mais para tomar suas decisões no mercado financeiro.

Agora você sabe o que é um banco de investimentos e como ele funciona. É interessante considerar os detalhes sobre ele e avaliar suas vantagens. Afinal, questões como segurança, diminuição de custos e possibilidade de encontrar produtos com boa rentabilidade geralmente são preocupações de investidores.

Você está começando agora no universo dos investimentos? Então conheça 4 opções para investidores iniciantes!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *