Apesar de muita gente já saber que esta não é a opção mais vantajosa para fazer o dinheiro render, a poupança continua sendo o investimento com maior popularidade entre os brasileiros. Em nosso país, 65% das pessoas que têm dinheiro guardado ainda deixam a reserva na caderneta.

Entre os principais motivos para não procurar maiores rentabilidades estão a falta de informação e o medo de sofrer perdas em investimentos arriscados. Entretanto, existem alternativas seguras e acessíveis para você.

Neste post, reunimos 4 opções de investimento para iniciantes. Aproveite para conferir os detalhes de cada uma!

1. Tesouro Selic

Começamos com um dos investimentos mais seguros do país. O Tesouro Selic, assim como as outras opções oferecidas na plataforma do Tesouro Direto, é garantido pelo Governo Federal — que se trata da instituição mais sólida da economia nacional.

Os investimentos do Tesouro Direto podem ser considerados mais seguros do que a própria poupança. Isso porque o risco do Governo não arcar com seus compromissos financeiros é menor do que o dos bancos privados.

Pela sua segurança e facilidade no uso, o Tesouro Selic é visto por muitas pessoas e até por especialistas como uma opção interessante para novos investidores. Então, vale a pena considerá-lo ao entrar no mercado.

Uma de suas vantagens é a alta liquidez. Apesar de ter um prazo de vencimento, o dinheiro investido nessa aplicação pode ser retirado antes da data sem perdas de rentabilidade. O que significa que você tem facilidade para pegar o valor de volta.

Além disso, o dinheiro rende diariamente. Outro benefício que torna o Tesouro Selic atrativo para investidores novatos é o baixo custo. É possível realizar os investimentos a partir de valores acessíveis — menores que cem reais.

Em relação ao rendimento, ele apresenta juros maiores do que os obtidos na poupança, pois rende praticamente 100% da taxa Selic. A Selic é a taxa básica de juros da economia nacional e também é usada como base para outros investimentos.

Mais um ponto que vale a pena saber sobre o Tesouro Selic é que os investidores pagam Imposto de Renda pelos rendimentos obtidos na aplicação. Além disso, há uma taxa de custódia cobrada pela B3. Ainda assim, a rentabilidade do investimento é superior ao da poupança.

2. Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA é outra opção de investimento para iniciantes. Ele também é oferecido na plataforma do Tesouro Direto e apresenta algumas diferenças quando comparado ao que apresentamos anteriormente.

A primeira particularidade é que a rentabilidade do Tesouro IPCA segue outro índice econômico: o IPCA, que mede a inflação oficial do país. As aplicações disponíveis no Tesouro IPCA costumam oferecer um percentual de rendimento acima do IPCA (índice de preços ao consumidor amplo), uma vez que é paga uma taxa fixa + IPCA.

Tal característica já evidencia uma das vantagens desse investimento: a oportunidade de ter rendimentos sempre acima da inflação. O benefício é atrativo especialmente para quem tem planos de longo prazo e deseja mais segurança em relação à perda do poder de compra do seu dinheiro.

Pode parecer estranho, mas alguns investimentos acabam rendendo menos do que a inflação em períodos de desafios para a economia. Nesses casos, o valor investido pode sofrer diminuição de seu valor com o tempo. Isso não acontece no Tesouro IPCA.

Outra vantagem é que há várias opções na plataforma, com prazos de vencimento diferentes. Também é possível encontrar dois tipos principais: o Tesouro IPCA tradicional e o investimento com juros semestrais. A diferença é que, no segundo caso, o investidor receberá a rentabilidade a cada seis meses. O dinheiro cai na sua conta na instituição financeira.

No Tesouro IPCA tradicional a remuneração prometida é entregue no final do prazo. Assim como no Tesouro Selic, existe a possibilidade de retirar o dinheiro antes. Entretanto, há o risco de resgatar uma quantia menor do que investiu. Logo, o indicado é esperar até o vencimento.

3. Certificado de Depósito Bancário (CDB)

O CDB é um investimento da renda fixa privada. Apesar de não ser oferecido pelo Governo Federal, ele ainda apresenta um bom índice de segurança. Isso porque as aplicações da renda fixa oferecem estabilidade em relação aos ganhos.

Ou seja, o dinheiro investido nas opções dessa modalidade não fica exposto às variações do mercado financeiro (como acontece com as ações, por exemplo). Além disso, algumas aplicações da renda fixa privada contam com a proteção do FGC, como o CDB.

O Fundo Garantidor de Crédito é uma espécie de seguro que garante a devolução do dinheiro ao investidor (de acordo com um teto máximo estabelecido). Assim, você não sofrerá calote, mesmo que o banco ou instituição financeira onde investiu apresente problemas.

O CDB é oferecido por bancos e conta com a segurança do FGC. Ao investir nele, você está emprestando seu dinheiro ao banco por determinado período e combina de receber uma dada taxa de juros por ele.

Os prazos e as rentabilidades podem ser muito variados, pois existem diversos CDBs disponíveis no mercado. Alguns deles autorizam resgate antecipado sem perda de rendimento, enquanto em outros é preciso deixar o dinheiro até a data combinada para garantir a rentabilidade.

4. LCI/LCA

Existem outras opções de investimentos para iniciantes, como as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) ou do Agronegócio (LCA). Elas funcionam de maneira muito semelhante ao CDB. Ou seja, também são empréstimos que o investidor faz ao banco e têm cobertura do FGC.

A principal particularidade delas é que a instituição bancária utiliza o dinheiro para financiar atividades no setor imobiliário (no caso da LCI) e do agronegócio (na LCA). Como são consideradas áreas prioritárias no país, os investimentos são isentos de IR.

Assim, muitas LCIs ou LCAs apresentam rentabilidades mais atrativas que o CDB — pois o rendimento dele é taxado. Contudo, vale destacar que as letras de crédito também se apresentam com prazos e rendimentos muito variados.

Uma desvantagem delas em relação ao CDB é que a maioria dos LCIs e LCAs não apresenta a possibilidade de resgate antecipado. Além disso, os valores de investimento inicial costumam ser maiores. Mas as características de cada uma dependem do banco emissor.

Acabamos de lhe apresentar 4 opções de investimentos para iniciantes. Eles podem ser alternativas interessantes para quem busca rentabilidade maior do que a poupança e não quer abrir mão da segurança.

E então, acha que está na hora de iniciar no mundo dos investimentos? Leia nossas 7 dicas para começar a investir agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *