Ao comprar um ativo na bolsa de valores, os investidores podem buscar lucro com a valorização do preço. Outra possibilidade é contar com a distribuição de dividendos. Nesse caso, é importante saber o que é dividend yield (DY) e como analisar o indicador.

Ele mede o retorno do investimento de acordo com os proventos pago pela empresa. Por exemplo, em dividendos — que são distribuídos aos acionistas de uma companhia de acordo com as definições do seu conselho administrativo.

Você já pensou em montar uma carteira de investimentos com foco em dividendos? Então, precisa conhecer e entender o que é dividend yield. Continue a leitura e confira!

O que é dividend yield?

O DY é um indicador usado para mensurar a performance da empresa de acordo com os proventos distribuídos aos seus acionistas. Ele se baseia na relação entre os proventos pagos e o preço atual da ação.

O dividend yield é um indicador muito relevante para quem não busca lucro apenas com a compra e venda dos papéis no mercado. Ou seja, quem tem foco em investir em ativos geradores de renda deve entender o dividend yield como um importante parâmetro a ser analisado.

Ao analisar o DY, os investidores que montam uma carteira com objetivo de receber dividendos podem encontrar as empresas que distribuem mais proventos. Quanto maior o DY, maior tende a ser o valor pago pela empresa, em relação ao preço da ação.

Para que serve o dividend yield?

Se você deseja montar uma carteira de ativos voltada para dividendos, vale a pena entender para que serve o dividend yield. O cálculo do indicador proporciona avaliar o quanto a empresa pagou no último ano em proventos, em relação às suas ações.

Ou seja, ele oferece uma perspectiva em relação ao histórico de distribuição de lucro da companhia. No entanto, é importante destacar que o DY pode estar alterado por lucros não recorrentes — causados por pagamentos extraordinários de grandes reservas de lucros, por exemplo.

Por tal motivo, o valor do DY não deve ser analisado de maneira superficial. É importante considerar o DY de vários anos, assim como acompanhar a procedência dos dividendos para entender se o pagamento é consistente ou se é resultado de fatores pontuais.

O dividend yield também não deve ser entendido como uma garantia de lucros futuros. Observe que ele se refere ao histórico de distribuição de lucro. Logo, as condições podem mudar em relação aos anos seguintes.

Como o dividend yield funciona?

Agora que você já sabe o que é e para que serve o dividend yield, precisa entender o seu funcionamento de acordo com a dinâmica do mercado. Quando um investidor compra uma ação, ele adquire parte do capital social de uma empresa.

Ao contrário de quem compra um título de crédito, como um CDB, que recebe o retorno do investimento ao final do prazo estabelecido, os acionistas não possuem essa prerrogativa. Nas ações, os resultados do investidor têm relação com os resultados da empresa.

Ou seja, se o negócio for bem, o acionista pode receber lucros. No entanto, se as condições não forem lucrativas, provavelmente não haverá dividendos a serem distribuídos. Além disso, a distribuição depende também de regras que a própria empresa estabelece.

Assim, considerar o funcionamento do dividend yield nos seus investimentos pode lhe ajudar a entender quais são as perspectivas de retorno com a companhia. É possível avaliar se o montante que está sendo pago em dividendos é vantajoso em relação ao valor de compra das ações.

Quais fatores influenciam no dividend yield?

Como você já deve ter percebido, existem alguns fatores que influenciam no aumento ou na redução do dividend yield. Entre eles, estão:

  • A base de dividendos pagos nos últimos meses;
  • O preço atual das ações;
  • O pagamento de dividendos extraordinários;
  • O payout (indicador da porcentagem de lucro).

O dividend yield pode variar de acordo com a oscilação no preço das ações no mercado ou com a base de dividendos paga no período anterior. Como o indicador representa a relação entre o provento pago por ação e o preço do papel, as variáveis são inversamente proporcionais.

Considerar o payout de cada companhia também é importante na avaliação. O indicador se refere à porcentagem de lucro que a empresa distribui aos acionistas em forma de dividendos ou de juros sobre capital próprio.

Como calcular o dividend yield?

Você já aprendeu bastante sobre o indicador. Mas, afinal, como é feito o cálculo para descobrir o dividend yield?

A conta é bem simples e prática, pois a fórmula do DY consiste apenas na divisão do valor dos dividendos pagos em determinado período pela atual cotação das ações da companhia.

Então, a equação fica:

DY = (dividendos pagos por ação / valor unitário da ação) x 100.

A multiplicação por 100 é feita para que o resultado seja obtido em porcentagem.

Em um exemplo prático, suponha que uma empresa pague R$1 de dividendo por ação e que o valor atual de cada papel seja de R$50. Significa que o dividend yield da companhia é:

DY = (1/50) x 100 = 2%.

Como ganhar dinheiro com dividendos?

Agora que você sabe calcular o dividend yield, é preciso saber como transformá-lo em formas de ganhar dinheiro. A primeira dica é investir em empresas que pagam bons dividendos. Ou seja, incluir na carteira ativos que tenham bons números de dividend yield.

Normalmente, empresas que são boas pagadoras de proventos têm histórico de distribuição de parte significativa de seus lucros. Mas lembre-se de avaliar o DY de maneira integrada a outros indicadores fundamentalistas.

Outra dica para aumentar seus ganhos é reinvestir os dividendos recebidos. Assim, você pode acumular capital mais rápido e receber um valor ainda maior de dividendos no futuro.

Não se esqueça de que é fundamental conhecer o seu perfil de investidor e analisar os seus objetivos antes de fazer qualquer investimento. Ao investir em ações, você deve avaliar se elas atendem às suas necessidades e se você está disposto a correr os riscos inerentes à renda variável.

O que você achou de conhecer o dividend yield? A partir de agora, já pode utilizar o indicador nas suas análises — sem considerá-lo de maneira isolada. Para fazer boas escolhas, é importante ponderar o parâmetro junto com outros elementos relacionados à qualidade da gestão da empresa!

Que tal complementar seu entendimento sobre o assunto? Entenda como funcionam os dividendos em ações!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *