Muitas pessoas falam sobre a hora certa de começar a investir em renda variável. O cenário de queda da taxa Selic no Brasil, por exemplo, aqueceu bastante a discussão. Se a renda fixa está trazendo menos resultados, é hora de entrar na bolsa?

Agora, com os efeitos econômicos do novo coronavírus em diversos países do mundo, a pergunta voltou a ser feita. Sabe-se que os preços de ativos negociados nas bolsas de valores têm refletido o momento atual. Então, seria hora de entrar?

Veja que existem diferentes aspectos envolvidos na avaliação de qual seria o momento ideal para comprar ações. É preciso ter calma ao pensar sobre o assunto.

Confira informações que lhe ajudarão a responder esta questão!

Por que há oportunidades na bolsa durante a crise?

Investidores que não conhecem muito sobre a renda variável podem considerar estranha a ideia de encontrar oportunidades durante um período de queda nos preços. De fato, muitos brasileiros entraram na bolsa de valores quando ela apresentava alta.

Em consequência da falta de informação ou mesmo do medo diante dos altos riscos que uma crise econômica traz, há uma forte tendência de que os investidores vendam suas ações. Então, por que seria momento de comprar?

Apesar de ser fundamental considerar os riscos inerentes à renda variável, é viável sim encontrar oportunidades interessantes durante a queda do mercado. Isso acontece especialmente em relação às ações de boas empresas.

A lógica é a seguinte: negócios sólidos e bem geridos tendem a apresentar resultados positivos no longo prazo. De modo geral, o preço das ações dessas companhias negociadas em bolsa reflete sua qualidade. Ou seja, estão próximos ao valor da empresa.

Contudo, o mercado financeiro não reflete apenas a qualidade de cada negócio, mas também as expectativas econômicas. Logo, em um momento de crise, é comum que mesmo boas empresas sofram queda no preço das ações.

Assim, investidores que veem oportunidades na bolsa durante a crise se interessam por comprar ações de boas companhias por preços menores. Depois, quando houver a recuperação econômica, os papéis valerão mais.

Como saber se é hora de investir em renda variável?

Agora você entendeu que uma crise econômica pode sim representar oportunidades para entrar na bolsa. Mas será que essa é a “hora certa” para todos?

Certamente, não. É preciso considerar cada caso.

Veja alguns aspectos que devem pesar na sua decisão:

Perfil de investidor

O ideal é que as escolhas de investimentos sejam sempre pautadas pelo seu perfil de risco. Ele representa o quanto você está disposto a arriscar seu patrimônio em busca de boas oportunidades de rendimento.

Ou seja, de pouco adianta alguém lhe dizer que é a hora certa de investir em renda variável se você não tem abertura para os riscos que ela apresenta. Logo, investidores conservadores devem ter muito cuidado ao avaliar a possibilidade.

É possível sim ter ótimos rendimentos na bolsa de valores, mas também é provável que seu dinheiro passe por oscilações significativas. Quem não se vê disposto a enfrentar quedas antes de ter resultados positivos deve encarar a renda variável com cuidado.

Os perfis mais indicados para entrar na bolsa são o moderado e o arrojado. Tratam-se de pessoas que lidam melhor com a possibilidade de risco e consideram que vale a pena arriscar mais para buscar maiores ganhos.

Reserva de emergência

Além de saber se você tem perfil de investidor para tolerar os riscos da renda variável, só é indicado entrar na bolsa quem já tem uma reserva de emergência montada. Isso é ainda mais relevante em períodos de crise.

Afinal, imagine alguém que utiliza tudo o que tem para aproveitar oportunidades durante a queda das ações em uma crise? Se a pessoa for afetada por consequências dessa mesma crise e precisar de dinheiro, correrá um grave perigo de ter prejuízo ao resgatar os valores.

De modo geral, as ações são indicadas como investimentos de longo prazo, pois é a postura mais segura. Então, antes de investir na renda variável, é importante que você mantenha um dinheiro em aplicações seguras e de alta liquidez para momentos de emergência.

Além da reserva de emergência, fique atento para não deixar de lado também os seus planos de curto prazo. Investir na bolsa quantias destinadas a projetos para daqui a um, dois ou três anos pode não ser a melhor escolha.

Conhecimento sobre o mercado

Outro elemento que influencia na sua decisão de ser ou não a hora certa para iniciar seus investimentos na renda variável é o quanto você conhece sobre o mercado financeiro. Para entrar na bolsa é preciso saber como ela funciona.

Desde questões práticas — como utilizar o home broker, como realizar as ordens de compra e venda etc — até aspectos gerais. Por exemplo, você tem informações sobre como se dão as movimentações de alta e baixa no mercado financeiro?

De modo semelhante, você sabe avaliar quais são os bons momentos para comprar ou vender ativos? Sabe lidar com a oscilação no seu patrimônio e controlar o emocional? São temas importantes para pensar antes de investir.

Escolha das ações

Por fim, vamos supor que, depois de todos os pontos que abordamos neste conteúdo, você considere que é sim a hora certa para investir em renda variável. Temos, ainda, um último fator a considerar: o conhecimento sobre como escolher ações.

É fundamental entender que o fato de existirem oportunidades na bolsa de valores durante uma crise não significa que tudo é oportunidade. Afinal, ainda existem empresas que não oferecem resultados tão interessantes aos acionistas.

Vale a pena ficar atento ao fato de que comprar um ativo a preço mais baixo não representa necessariamente uma boa escolha. Ao escolher ações, devemos nos guiar pelos fundamentos da empresa e avaliar sua capacidade de oferecer resultados no longo prazo.

Além disso, não deixe de considerar os efeitos da crise nos negócios. A companhia que lhe interessa na bolsa tem realmente boas condições para se recuperar? Alguns negócios sairão mais fortalecidos, mas outros enfrentarão grandes problemas.

Agora você sabe como avaliar de maneira eficiente se é ou não a hora certa de investir em renda variável. Considere nossas orientações e coloque em prática as dicas deste conteúdo. E continue buscando conhecimento para tomar decisões cada vez melhores!

Lembre-se também que as crises trazem lições relevantes para nosso aprendizado. Confira como aprender a investir melhor nesse momento!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Comentários

  1. Gilson Veit    

    Novamente a MGLU3 deixou pessoas milionárias!!
    Com valorização de 241% em 3 meses.

    Mas como comentado no artigo, cada um tem o seu perfil de investidor e a reserva de emergência precisa estar pronta.

    É uma boa hora para tirar a sua ideia do papel, em crise estamos desde a era de Adão. O custo do dinheiro está muito baixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *