Especular na bolsa de valores é uma atividade que pode trazer lucros em prazos curtíssimos. Contudo, também envolve riscos altos. Por isso, vale a pena conhecer as tendências primária, secundária e terciária na análise gráfica para aumentar a precisão no trade.

Essas tendências são uma importante parte da Teoria de Dow para a análise técnica. Assim, elas podem ajudar quem deseja fazer operações de especulação. Afinal, é preciso saber analisar os movimentos do mercado para decidir comprar e vender na bolsa.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste artigo, você conhecerá a Teoria de Dow, saberá o que é a análise gráfica e verá detalhes sobre cada uma dessas tendências.

Confira!

O que é a análise gráfica?

A Teoria de Dow, também conhecida como Teoria de Dow Jones, faz parte da análise técnica. Por isso, vale a pena começar conhecendo essa estratégia. A análise técnica ou gráfica visa observar os preços de ativos e derivativos para entender eventuais tendências de movimentos futuros.

Assim, um especulador consegue avaliar o mercado e pensar em formas de obter lucro. Se houver uma tendência de aumento no preço, por exemplo, ele pode decidir adquirir uma ação para tentar vendê-la por um preço maior depois.

O objetivo da especulação é ter ganhos com movimentos de curto ou curtíssimo prazo na bolsa. Logo, o interesse está na análise dos preços — e não na qualidade das empresas emissoras das ações, por exemplo.

Para avaliar os movimentos do mercado, a análise técnica é baseada nos dados de preço e volume. Além disso, é possível utilizar indicadores e padrões gráficos que se mostram nas imagens. Assim, fica mais fácil compreender as informações.

O que é a Teoria de Dow?

Os princípios da Teoria de Dow ajudam os especuladores — ou traders — a entender melhor o mercado de ações e outras possibilidades de especulação na renda variável. Isso porque permitem identificar movimentos de preço e volume na economia com mais precisão.

A teoria foi proposta por Charles Henry Dow em 1884. Ele foi um jornalista americano, co-fundador da Dow Jones & Company. Também fundou o The Wall Street Journal para apresentar notícias de negócios de uma forma simples e imparcial — o jornal é publicado até hoje.

Dow sugeriu que o mercado se move de acordo com as tendências. A teoria apresenta, ainda, princípios centrais. Confira!

Princípios da teoria

O primeiro princípio dessa teoria é que o mercado desconta tudo. Isso significa que os preços das ações e índices refletem todas as informações disponíveis e conhecidas. Logo, as tendências de preços mudam de acordo com as novas informações que se tornam disponíveis.

Além disso, a teoria fala que toda tendência é marcada por três fases:

  • fase de acumulação: geralmente, o melhor momento para comprar um ativo ou derivativo, antes da tendência se tornar forte;
  • fase de participação pública: é a fase mais popular, na qual diversos investidores e especuladores compram um ativo ou derivativo;
  • fase de distribuição: é quando os especuladores ou investidores realizam a venda, após a consolidação do movimento.

Os traders, portanto, podem estudar esses movimentos de preços para entender como o mercado provavelmente se comportará em um futuro próximo. Assim, a teoria ajuda os traders a operar na bolsa de valores com cautela, não se movendo contra as tendências do mercado.

O que é tendência primária?

Depois de conhecer mais sobre a Teoria de Dow, você pode compreender suas tendências. A tendência primária é conhecida como maré (em alusão ao maior movimento do mar).

Independentemente da ação em outras tendências, essa é sempre considerada a que está em vigor até que uma reversão da tendência seja confirmada. Uma reversão é sinalizada por uma confirmação à outra direção.

De acordo com a Teoria de Dow, todo mercado tem uma tendência primária ou direção para a qual se move em um período de tempo que dura, normalmente, de um a três anos — ou até mais.

Essas tendências primárias podem ser divididas em duas categorias, conhecidas como mercado em alta e mercado em baixa. Além da tendência primária, mais de longo prazo, pode haver outras tendências menores dentro dela.

O que é tendência secundária?

A tendência secundária é conhecida como uma onda (por se formar com subida ou descida da maré). Elas são os padrões de preços que atuam como pontos corretivos nas tendências primárias. Assim, geralmente se espalham por um período que varia de três semanas a alguns meses.

Os movimentos costumam ocorrer na direção oposta da tendência primária. Por exemplo, em um mercado de alta, é possível ver uma tendência secundária de baixa por algumas semanas antes de o movimento se recuperar novamente.

O que é tendência terciária?

Chamada de marolas (por se formar entre as ondas), a terceira tendência de mercado reconhecida pela Teoria de Dow é a tendência menor. Ainda assim, ela pode ser muito importante para especuladores.

Essa tendência é um movimento do mercado com duração inferior a três semanas. Elas são opostas ao movimento de tendência secundária e podem trazer oportunidades de ganhos no curtíssimo prazo.

Como utilizar essas informações no trade?

Se você realiza especulação ou tem interesse em fazer trades na bolsa de valores, precisa considerar a análise técnica e a Teoria de Dow. Afinal, esses conhecimentos antigos ainda são muito úteis para a atuação de especuladores em todo o mundo.

Para utilizar as informações com segurança, busque mais conhecimentos sobre o assunto e amplie sua experiência como especulador. Assim, será possível, por exemplo, conhecer mais as tendências e elencar os principais indicadores e padrões gráficos a serem observados na sua prática.

Como vimos, a análise técnica e a observação das tendências primária, secundária e terciária ajudam a aumentar a precisão e reduzir os riscos da especulação em renda variável. Não deixe de ter um bom manejo de risco caso você opte por fazer trades!

Quer começar seus investimentos ou especulação? Abra uma conta no BTG Pactual digital — o maior banco de investimento da América Latina e conta com ótima estrutura!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *