Tônica da Semana: a few intelligent things to do

Comecei o Bugg como um blog, totalmente autoral…mas as coisas caminham e hoje mais pessoas estão envolvidas nesse projeto que visa tão somente espalhar conhecimento analítico de qualidade. Mas a ideia aqui é não perder a veia pessoal….trazer um pouco de humanidade para o mundo dos investimentos.

Pois bem, esse final de semana tive que me mudar…um pit stop temporário, ainda aqui na Inglaterra, antes de ir para o US que é meu destino pretendido final. Essas coisas de visto demoram, é normal…mas quando você é parte disso é FO..! E a ideia do nômade digital sem destino é bem bacana…mas as vezes cansa e você só quer “sossegar no seu canto”…sim eu estou nesse “mood”. Mas espero que dentro de 30 dias as coisas estejam mais resolvidas.

Muita coisa boa por vir, mas por ora seguimos no aguardo. Então, não sei se essa foi a mudança me deixou meio que de mau humor, ou se tem sido as más atuações do Grêmio…de qualquer forma, vamos ao que interessa…

 

FOCA NO QUE INTERESSA!

Começando por um ensinamento desse velinho que é pura sabedoria e caem bem ao momento atual.

“Our job is to find a few intelligent things to do, not to keep up with every damn thing in the world.” -Charlie Munger

Não se percam em meio a esse turbilhão de notícias e números piscando em vermelho no mercado no dia dia! Nosso trabalho como investidores não é saber a “última” , o tweet lacrador, o comentário ardiloso, etc.

Aproveito ainda e faço menção a outro gênio. Peter Lynch certa vez disse:

“Far more money has been lost by investors preparing for corrections or trying to anticipate corrections than has been lost in the corrections themselves.”

Então tentar adivinhar a reação do mercado frente a esse ou aquele comentário…a manifestação x… as notícias da política, etc. Isso não deve ser o nosso foco enquanto investidor.

Vamos focar no que interessa!

 

PORQUE O DÓLAR PODE CAIR… 

Na linha de encontrar poucas coisas inteligentes a fazer, vou trazer-lhes uma ideia…

Não sei se estou sendo influenciado pela minha fatura de cartão de crédito e meus gastos abroad, mas penso que existem argumentos que justifiquem tal “crença”. Mas esta é uma pergunta realmente capciosa! Porque ele pode eventualmente cair pelo mundo e não cair aqui!

Pois bem, porque acredito nisso:

PMI americano divulgado na semana que passou,  assim como do mundo todo, decepcionou. Menos atividade ou menos pujança da atividade econômica americana…Esse dado apontou para um crescimento anualizado de 1.2% ao ano! Beeeem menor que os 2% esperados pelo mercado ou ainda os 3% do ano passado! E como se não bastasse os pedidos de novas ordens foi um item que puxou negativamente para baixo.

Menos crescimento tende a impactar negativamente a moeda por si só.

Junto a isso, veja que aumentaram significativamente as postas de cortes de juros nos EUA:

Juros mais baixos também tendem a impactar negativamente a moeda.

Fora isso a valorização do dólar contra uma cesta de moedas tem sido bastante vultosa. Será que sobe para sempre?

Não sei! Os “adversários” também não vão bem, ou seja, outras moedas sofrem por conta das dificuldades de cada país ou zona econômica.

Contra o Real houve uma forte valorização … comum em maio e em meio ao cenário de aversão a risco…mas vou “botar o meu na reta aqui” e dizer: penso que chegou a hora dólar cair contra o Real! Última vez que comentei aqui sobre dólar foi dia 18/03 e falava que na casa dos R$ 3,70 comprar dólar era um bom hedge…acho que acertei! Chegou a bater R$ 4,12 na máxima (+11% em 2 meses)! 

“ESSEMPÍ” DEVE SOFRER ? 

Olha que interessante o que eu falei dia 15 de abril: Estava em Barcelona, sem influência de nenhum mau humor e mesmo assim alertei:

Não sei o que vai acontecer, mas é fato que volta e meia esse cenário de #paz externa é abalado por alguma coisa que justifica uma realização e aumento na volatilidade em nível global. 

Acho que acertei novamente não é? 

A Trade War se intensificou…S&P caiu, commodities sofreram e emergentes sangraram!

Olhando para frente, penso que a desaceleração do PMI que comentei acima tende a impactar nos Earnings das empresas o que não é bom para o “Essempí” (S&P). Gráfico abaixo…[…]

 

Leia o texto na íntegra no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves.

 

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *