Bom dia para aqueles que conseguiram ter uma boa noite de descanso! Saibam reconhecer e aproveitar isso! Como vocês sabem minha filha nasceu a 2 semanas…então ostentação aqui é uma noite bem dormida…rs.

Hoje acordei com minha esposa falando: “Will, spread out in bed”

Ela é inglesa, por isso a frase em inglês….a tradução é: “Will te espalha na cama”. Como a Mila não se acostumou com o cesto onde ela supostamente deveria dormir, colocamos ela numa espécie de travesseiro que mais parece um barquinho e ela dorme na cama com a gente..questão é que falta espaço e obviamente o pai fica encolhido e há uns 5 dias to com um torcicolo que insiste em incomodar.

O que isso tem a ver com o mercado? Nada, mas isso é um blog e não uma empresas de análise, então me desculpe, mas volta e meia vou citar meus “causos” pessoais. No entanto, esse “spread out” me fez pensar no mercado….e vou citar 2 pontos em que o “spread out” tem a ver com o mercado e pode jogar a bolsa pros 100k como falei a 2 semanas atrás.

BOLSA…aquela descolada que você respeita! 

Primeiro deixe-me falar algo….quem me acompanha sabe que estou otimista com Brasil há tempos! Brinquei com os grafistas falando que a bolsa estava fazendo um “mito de alta” (tônica do dia 08/10), depois comentei que mesmo antes das eleições acabarem  o mercado já estava em lua de mel com capitão (tônica do dia 22/10), e naquele mesmo dia dei 6 motivos para a lua de mel rolar por algum tempo.

Bom, fato é que descolamos bastante dos tradicionais indicadores aos quais guardamos correlação…veja no gráfico abaixo que nos últimos 12 meses o Ibov deixou para trás as commodities e ainda mais o desempenho da média dos emergentes…“aquela descolada que você respeita”

Parafraseando Temer o presidentO: Tem que manter isso viu! 

Esses 3 (emergentes, commodities e Bolsa brasileira) tendem a andar junto…não 100% das vezes, mas em geral andam. Então o leitor pode pensar que nossa bolsa vai cair para corrigir isso…. não necessariamente! Por que não uma melhora para os demais emergentes?

  • Então o primeiro SPREAD OUT é: se as boas novas de um governo liberal for espalhada lá fora, vai ter dinheiro gringo vindo pra cá!

Estou falando de fluxo. O gráfico abaixo mostra que o fluxo de investimentos estrangeiros foi extremamente baixo em outubro…Aí até surgiu um papo nas mídias sociais, de que os gringos foram “mal informados” acerca da eleição e das posições do Bolsonaro….acho balela…agora é fato que eles operam com uma cabeça macro e acabam colocando Brasil no mesmo saco de México, Argentina, Turquia, etc. Fato prático é saiu dinheiro para caramba do Brasil em outubro! Sim a bolsa subiu mesmo com a saída de recursos de investidores estrangeiros! 

Logo, penso que a nomeação da equipe de Bolsonaro aliado a manutenção de um discurso pró mercado e liberal irá seduzi-los e atraí-los de volta para cá! Ou seja, ainda tem dinheiro para ganhar nessa bolsa meus amigos! 

  • O segundo spread out se refere a alta se espalhar por diversos setores na bolsa.

Como já citei aqui “existe vida além do IBOV”, nas small caps…tem muita inflexão no setor imobiliário…e o setor de consumo com o endividamento das famílias lá em baixo e a retomada da confiança do consumidor então?!

E lembram que comentei das discrepâncias entre os setores e que até citei alguns papeis (confira aqui). Poisé, a correção já começou com o índice de Small performando bem nos últimos dias, assim como as empresas do setor imobiliário que já fizeram o catch-up com o IBOV.

Sigo vendo valor nesses segmentos…mas como  vocês sabem eu não recomendo nada, apenas invisto meu dinheiro e divulgo a minha carteira, a qual esta indo muito bem graças a Deus..quem quiser ver, clica aqui

 

JUROS…fundos multimercados vão ter que se reinventar? 

Queria falar um pouco sobre os juros…esse que um dos mercados mais líquidos e a melhor forma de “traidar” Brasil. Abaixo o gráfico mensal da curva de juros de 10 anos no Brasil com a taxa atual em 10,14%. A mínima desse histórico do gráfico foi de 9,18% em meados de 2012…ou seja, estamos a 100 basis de uma mínima “histórica”.  Mas vale a ressalva aqui que naquela época a curva americana apontava para algo como 1,5% hoje ela esta em 3,2%! O quero dizer com isso?

Meu ponto aqui é que, NA MINHA OPINIÃO, parece haver pouco espaço para o juro ceder mais sem mudanças efetivas. A meu ver o papel das expectativas já foi cumprido…agora tem que arrumar a situação fiscal e termos reformas de fato! O que vocês acham?

Por outro lado, também não vejo muito motivo para o juro ou a curva virar e voltar a subir.

Dito isso, me parece que muito fundo multimercado vai ter que se reinventar e vir pra bolsa, ou ficar rodando abaixo do CDI….até por isso eles são MULTImercados…vão ter que provar que conseguem…[…]

 

Leia o texto na íntegra no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves.

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *