Vai viajar pelo Mercosul? Que tal fazer o Seguro Carta Verde?

As férias estão chegando? É muito bom curtir com as pessoas que amamos momentos assim! Em viagens assim, a segurança de sua família e dos amigos deve vir em primeiro lugar. Por isso, se o seu roteiro vai incluir destinos no Paraguai, Argentina, Uruguai ou Chile, o Seguro Carta Verde é essencial.

Você e eu sabemos que as estradas de nosso país e de nossos ‘parceiros de fronteira’ infelizmente não são consideradas de boa qualidade. Diversos fatores, indo de problemas de administração até as constantes intempéries de origem tropical e subtropical transformam a viagem numa aventura. É claro que há trechos mais seguros, mas mesmo em locais mais tranquilos existe o risco de ocorrer imprevistos.

Sendo assim, recomendo que você faça o Seguro Carta Verde. Que seguro é esse?

Objetivo do Seguro Carta Verde

Ao viajar por alguns países do Mercosul, você poderia terá a desagradável surpresa de ser barrado em algumas barreiras policiais de fronteira caso não possua o Seguro Carta Verde. O objetivo e os benefícios desse tipo de seguro garantem uma viagem tranquila, livre de burocracias governamentais.

A apresentação do documento conhecido como Seguro Carta Verde é obrigatório quando se viaja com veículos brasileiros pelos países do Mercosul. Seu objetivo básico é proteger a terceiros de danos que possam ocorrer durante a sua viagem. Ele deve ser feito mesmo que o veículo usado por você seja alugado.

O que o Seguro Carta Verde cobre?

Antes de contratar esse tipo de seguro, você deve pesquisar bastante a respeito do tipo de cobertura que ele dá. Quer uma ajudinha? Vamos lá! O Seguro Carta Verde cobre:

  • Danos materiais
    Se infelizmente um acidente acontecer, o Seguro Carta Verde cobre danos a terceiros quando estiver viajando fora do território nacional. Essa cobertura é fundamental para viagens desse tipo, pois garante o pagamento dessas despesas inesperadas.
  • Danos corporais
    Os maiores danos causados num acidente, envolvendo despesas com médicos e hospitais, invalidez permanente ou morte, são cobertos pelo Seguro Carta Verde fora do território nacional.

Que cuidados se deve ter ao contratar o Seguro Carta Verde?

Muitos se certificam de seguir todas as regras na hora de enviar dados pessoais à instituição de seguros. Fazer isso é fundamental para que não haja problemas na hora de utilizar esse serviço tão necessário em momentos imprevistos.

Assim, antes de concluir o processo de preparação do seguro, tenha certeza de enviar à seguradora seus dados pessoais de forma precisa, honesta e assertiva. Não enrole, por assim dizer. É você que mesmo que pode ficar enrolado numa situação de necessidade e, para piorar, longe de sua terra natal.

Por isso, resumi 3 preocupações principais que toda pessoa que vai fazer o Seguro Carta Verde deve ter:

  • De nenhuma forma em absolutamente nenhuma circunstância, o veículo deve participar de algum tipo de competição, aposta ou prova de velocidade. Isso incidirá no cancelamento do seguro e o colocará numa situação adversa difícil ou até impossível de reverter.
  • O Seguro Carta Verde só tem efeito quando o condutor possui a habilitação nacional necessária para condução de veículos. Portanto, seja prudente e não crie situações impensadas de menores de idade dirigindo ou de algum amigo ou familiar brincando de dirigir fora do país. Na realidade, a mesma consciência de trânsito que você pratica no Brasil deve ser espelhada fora dele.
  • Nunca, mas nunca mesmo, use declarações enganosas ao enviar sua proposta para a seguradora. Inexatidões ou omissões por parte do segurado, que poderiam facilitar ou baixar o preço de aquisição do seguro não devem ser feitas. Essa maneira de sair ganhando é desonesta, ilícita, prejudicial aos envolvidos e pode criar problemas sérios no momento de utilizar o serviço contratado.

Que categorias são aceitas para a formulação do Seguro Carta Verde?

Ao buscar informações sobre a elaboração desse tipo de seguro, pense que a escolha do veículo para a viagem é importante.

Em diversos sites de seguradoras você encontrará os tipos de veículos aceitos para o Seguros Carta Verde. São eles:

  • Veículos de empresas terceirizadas
  • Veículos locados
  • Veículos adaptados para deficientes físicos
  • Veículos utilizados para transportar estudantes
  • Pick-ups com peso elevado
  • Pick-ups de menor peso
  • Carros de passeio
  • Motocicletas

Assim, a variedade de cobertura é ampla. E isso facilita seu planejamento. Mesmo assim, sempre é bom pesquisar o assunto e procurar saber se as regras do Seguro Carta Verde permanecem as mesmas.

Área de cobertura do Seguro Carta Verde

Sempre fique atento à área de cobertura desse tipo de seguro. Muitas vezes os viajantes ficam perdidos nessa questão e não sabem exatamente onde o seguro os dará suporte. Imagine o constrangimento seu ao chegar em determinada fronteira e descobrir para sua infelicidade que naquele país em especial a cobertura não é aceita.

Para diminuir o risco desse tipo de confusão, vou te ajudar dizendo onde o Seguro Carta Verde é válido. Lembre-se de que ele só vale para os países que são membros efetivos do Mercosul, ou seja:

  • Argentina
  • Uruguai
  • Paraguai
  • Venezuela

Mesmo assim, sempre é bom ficar ligado em ajustes nessas regras, pois a relação entre os países membros de alguns grupos de nações mudam com o passar do tempo. Para não ficar em saia justa, pesquise isso com a seguradora no momento da contratação.

Um lembrete importante sobre o Seguro Carta Verde

Você já deve ter entendido que possuir o Seguro Carta Verde não é uma opção, mas sim algo obrigatório ao viajar através do Mercosul.

Por isso, um lembrete importante a ser levado em conta é fazer contato com sua seguradora de preferência e solicitar as informações necessárias para enviar sua proposta. Também pesquise o preço, pois ele pode variar dentro das várias instituições de nosso território nacional.

Um grande abraço,

André Bona

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *