*Este artigo foi produzido pela URBE.ME com exclusividade para o Blog de Valor.

 

O mais clássico tipo de especulação imobiliária é comprar e manter um terreno ou imóvel sem uso, esperando melhorias no bairro que o valorizem e vender  com lucro quando isso acontecer. Isso é especulação imobiliária.

Mas só acontece quando não se constrói, aguardando sua valorização. Muitos terrenos baldios surgem devido à especulação; e você já pensou que ali poderiam existir supermercados, parques e residências?

Muitas são as formas de valorizar um bairro. Obras urbanas, melhorias no sistema de transporte, novas construções, novos espaços comerciais ou públicos. As construções no entorno agregam valor ao terreno porque movimentam o bairro. Se bem planejadas, aumentam as interações e as conexões possíveis na região, a walkability, a sensação de segurança, entre outros benefícios.

Estes investimentos podem acontecer por meio da iniciativa privada – construções no entorno, por exemplo – ou por meio do poder público – como melhorias em infraestrutura. Ninguém tem garantia de que irão acontecer, nem quando, o que faz com que o ganho não possa ser mensurável. Quem especula compra o terreno apostando que tais mudanças virão e aguarda o momento ideal para vender o espaço, quando terá maior ganho.

Como consequência temos cidades mais “espalhadas” pois, para construir, muitas vezes as pessoas precisam se afastar das áreas mais centrais, criando clarões que, inclusive, separam partes da cidade. Aumentam-se as despesas públicas e privadas com obras (vias, água, luz, esgoto…) para viabilizar que pessoas possam viver nessas novas regiões e, por isso, podemos afirmar que a especulação imobiliária é prejudicial para as cidades.

É importante, porém, que se tenha clareza sobre o significado do termo para que a crítica seja feita à especulação imobiliária de fato. Acredito que os terrenos baldios da cidade devem ser ocupados com construções que tragam impacto positivo para o entorno e para a cidade.

E você, o que acha sobre o assunto? Deixe seu comentário!

 

*O URBE.ME é uma plataforma de investimentos que permite o acesso de pequenos investidores a projetos imobiliários sem taxas e com rentabilidades superiores àquelas encontradas no mercado.

Autor

Paulo Deitos

Sócio fundador do URBE.ME, a primeira empresa de investimento imobiliário online do Brasil. Acredita no futuro mais colaborativo. Entende que o mercado da construção civil é um dos mais importantes em qualquer sociedade, representando 40% do PIB mundial e com vontade de trazer inovação a este mercado busca com seu trabalho aproximar incorporadores inovadores e investidores de todos os portes.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *