Toda pessoa adulta que paga contas, sem exceção, sabe que os impostos no Brasil são altos. Nosso país cobra muitos tributos e isso descontenta muita gente, obviamente. Mas, será que o Brasil está entre os países que mais cobram impostos no mundo?

Diversas nações têm cargas tributárias consideradas altas, e não somente o Brasil. Mas o que deixa o povo brasileiro mais insatisfeito é o fato de não haver bons retornos em relação a isso. Por outro lado, há diversos outros países que possuem uma carga tributária menor, mas a população consegue ver uma bom trabalho do poder público.

Quer saber quais são os países que mais cobram impostos no mundo e qual a situação do Brasil? Então leia o artigo e descubra!

Dinamarca

A Dinamarca é um país escandinavo, e apresenta a maior carga tributária do mundo.  A nação apresenta um dos melhores índices de igualdade e qualidade de vida, e é um dos mais desenvolvidos do mundo. A carga tributária do país corresponde a cerca de 45,2% do PIB.

Ou seja, as pessoas pagam muitos impostos, mas ao contrário dos brasileiros, não acham abusivo, pois o retorno para a população é excelente.

Mesmo a população enxergando retorno, a Dinamarca aparece na posição 28 no índice de retorno dos impostos para o bem estar da população. Isso considerando apenas os 30 países com maiores cargas tributárias.

Finlândia

O segundo lugar da lista é ocupado por outro país escandinavo. Assim como a Dinamarca, o país apresenta alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), boa qualidade de vida para a população e acesso a diversos recursos. A carga tributária corresponde a cerca de 44% do PIB.

No entanto, entre os 30 países com maiores cargas tributária, a Finlândia aparece na posição 29 quando se fala em retorno dos impostos ao bem estar da população.

De qualquer forma, o país apresenta bons índices, a população tem acesso a diversos recursos de qualidade e as pessoas sentem-se felizes vivendo lá.

Bélgica

O país europeu também apresenta altos índices de carga tributária. A Bélgica fica em terceiro lugar, com cerca de 43,2% do PIB.

O país tem uma das maiores cargas tributárias do mundo, mas apresenta bons índices de desenvolvimento humano e baixos índices de pobreza e desigualdade.

França

O quarto lugar fica com o país que arrecada 43% em tributos no PIB. No entanto, o país é  outro que apresenta bons níveis de desenvolvimento humano, apesar das altas cargas de impostos que a população paga.

Entre os 30 países com as maiores cargas tributárias, a França aparece na posição 24 em relação ao índice de retorno para o bem estar da população.

Itália

Em quinto lugar fica a Itália. Cerca de 42,6% do PIB é arrecadado com tributos. A Itália é um país europeu com alto índice de desenvolvimento humano que, apesar de ter alguns problemas sociais, a situação é bem melhor que a do Brasil.

Outros países do mundo

Seguindo adiante no ranking, a lista dos países que mais cobram impostos continua assim:

  • 6 – Suécia – 42,8%;
  • 7 – Áustria – 42,5%;
  • 8 – Noruega – 40,8%;
  • 9 – Luxemburgo – 39,3%;
  • 10 – Hungria – 38,9%;
  • 11 – Eslovênia – 36,8%;
  • 12 – Alemanha – 36,7%;
  • 13 – Islândia – 35,5%.

Perceba que até o décimo terceiro lugar, os países com maior carga tributária, ou seja, os que mais arrecadam tributos, são europeus. Todos apresentam semelhanças como: alto IDH, altos índices de desenvolvimento, baixos índices de desigualdade e outros.

Agora, vejamos a situação do décimo quarto colocado, que é um país latino americano com uma realidade um pouco diferente.

Brasil

A posição número 14 do ranking de carga tributária é o Brasil. Ou seja, o brasileiro é o povo da América Latina que mais paga impostos.

Contudo, dos 30 países com maiores cargas tributárias no mundo, o Brasil fica em último lugar (trigésimo lugar) quando medimos o índice de retorno para o bem estar da população. Essa constatação foi feita em uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

De fato, se perguntar nas ruas, as pessoas vão dizer que ficam insatisfeitas pois não conseguem ver os impostos pagos em bons retornos. Logo, o brasileiro não fica insatisfeito em vão.

Ao contrário dos outros países, o Brasil continua com precarização no acesso a serviços básicos para a população e é um dos países mais desiguais do mundo. Cada país tem um sistema tributário distinto, e críticos alegam que o sistema brasileiro é injusto.

Isso porque trata-se de um país subdesenvolvido que taxa o consumo e não a riqueza. Ou seja, quem paga mais imposto são os menos favorecidos, e as regras contribuem para a permanência dessa desigualdade.

A carga tributária brasileira corresponde a 35,4% do PIB. Entretanto, outras fontes alegam que o Brasil é o segundo país da América Latina com a maior carga tributária, sendo Cuba o primeiro.

Em 2016, por exemplo, o Brasil arrecadou 32,4% em tributos, e Cuba arrecadou 41,7%, de acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).  Ainda, de acordo com a IBPT, o brasileiro trabalha em média 5 meses ou 153 dias somente para pagar impostos.

Índice de retorno ao bem estar da sociedade

Entre os 30 países com altas cargas de impostos, podemos ver que alguns apresentam certas disparidades. Como o caso do Brasil, que aparece na posição 14 entre os que têm maior carga tributária e na posição 30 em relação ao retorno para o bem estar da sociedade.

Outros países com cargas tributárias maiores que a brasileira, como a Dinamarca e a Finlândia, que ocupam o primeiro e segundo lugar respectivamente, aparecem na posição 28 e 29, nessa ordem, no índice de retorno para a sociedade.

Ou seja, levando em consideração apenas o índice, esses países também não apresentam boa colocação, apesar de a sociedade viver bem e ter acesso a diversos recursos.

Mas, quais são os países com as maiores cargas tributárias que apresentam os maiores retornos para o bem estar da população? Confira a seguir os cinco primeiros no índice de retorno:

Austrália

A carga tributária corresponde a cerca de 27,3% do PIB, sendo o vigésimo sexto na lista, mas ocupa o primeiro lugar no índice de retorno para a população.

Coreia do Sul

O último país do ranking, ocupando o trigésimo lugar, arrecadando cerca de 24,3% em impostos. No entanto, ocupa o segundo lugar em relação ao retorno.

Estados Unidos

Ocupa a vigésima oitava posição, tendo 26,4% do seu PIB em impostos.É o terceiro lugar em relação ao retorno para a população;

Suíça

O quarto lugar em relação ao retorno para o bem estar social fica com esse país, que ocupa o vigésimo sexto lugar no ranking dos países com maiores cargas tributárias do mundo, arrecadando cerca de 27,1% do PIB;

Irlanda

O quinto país no qual a população mais vê retorno é a Irlanda. Os impostos do país correspondem a 28,3% do PIB, deixando a Irlanda com o vigésimo quinto lugar entre os países com maior carga tributária no mundo.

Caso tenha dúvidas ou deseja ver os outros países do ranking, você pode conferir os dois índices clicando aqui e vendo a imagem do IBPT sobre o assunto.

Pode ser que a maioria já imaginava, mas sim, o Brasil está entre os países que mais cobram impostos no mundo. No entanto, o retorno para a população é considerado muito baixo, e, na prática, sabemos que realmente é, especialmente levando em consideração diversos serviços essenciais que são precarizados em diversas regiões do país.

E você, que tal dar uma olhada no canal do Youtube do Portal Andre Bona para aprender a fazer seu dinheiro render? Então corre lá, inscreva-se e fique por dentro das melhores dicas sobre investimentos e finanças pessoais!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Comentários

  1. JORGE L J M VALOIS    

    Estagiário, Não é imposto é Tributo, misericórdia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *