*Este artigo foi produzido pelo bxblue com exclusividade para o Portal André Bona.

 

Sair das dívidas e limpar o nome às vezes parece uma missão bem difícil. E além do desafio de não entrar no vermelho novamente, está o fato de limpar o nome definitivamente – e o desejável é que seja o mais rápido possível.

O cuidado em situações como essa é não cair em desespero. E para evitar isso, separamos 5 dicas comprovadas para limpar o seu nome e sair da inadimplência, de uma vez por todas. Então, aproveite para tomar nota e colocar essas dicas em prática:

  1. Verifique os débitos pendentes;
  2. Priorize das dívidas mais caras;
  3. Renegocie as dívidas direto com os credores;
  4. Troque suas dívidas mais caras;
  5. Reserve o valor para o pagamento.

Agora aproveite para conferir cada dica em detalhe.

1 – Verifique os débitos pendentes

Por mais óbvio que pareça, pode acontecer de ter alguma dívida em seu nome sem que você saiba.

Mas porque isso ocorre? Os casos mais comuns são: não comunicação do débito e mudança de endereço. Então, vale a pena consultar seu CPF para confirmar os débitos que estão pendentes.

Você pode fazer isso de forma muito fácil, acessando sites como Serasa. Como as consultas ao CPF são gratuitas é possível pesquisar sempre que necessitar. Além de ajudar a limpar o nome, pode evitar ainda que seu você tenha o nome protestado novamente sem saber.

2 – Priorize as dívidas mais caras

Faça uma relação de todas as dívidas e priorize a mais cara. Nem sempre a dívida de maior valor é que apresenta a maior taxa de juros.

Então, é preciso ficar atento para o caso daquelas em que a taxa de juros são mais caras. Em pouco tempo, essas serão as que podem duplicar ou triplicar de valor.

Outra dica fundamental é sempre se basear no Custo Efetivo Total (ou CET). Esse é o valor que traz todos os encargos, multas, dentre outras tarifas – além da taxa de juros convencional.

Comece quitando as dívidas mais caras e depois as demais contas listadas.

3 – Troque suas dívidas mais caras

É isso mesmo. Você não leu errado! Ao analisar suas dívidas verifique se é viável inclusive trocar uma dívida mais cara por uma mais barata.

Explico. Se você está devendo no cheque especial ou cartão de crédito, saiba que irá pagar uma das taxas de juros mais caras do mercado. E existe algum solução para isso?

Sim. É possível trocar uma dívida mais cara, por uma mais barata. Na prática você deve buscar alternativas de crédito que cobrem taxas de juros menores. Algumas modalidades estão disponíveis mesmo para quem está negativado.

Outra opção é fazer a portabilidade de crédito, que é a migração da dívida de um banco para outro. A portabilidade do empréstimo consignado também pode ser realizada normalmente. Um dos motivos mais claros para isso é, sem dúvida, pagar menos no final das contas.

4 – Renegocie suas dívidas direto com os credores

Antes de pagar o boleto de cobrança, entre em contato com o credor para propor uma renegociação. Caso já tenha uma oferta em mãos, faça sua contraproposta.

Geralmente, é possível fazer acordos para pagamento à vista ou com melhores condições para pagamento. Assim, o pagamento não pesa tanto no bolso e você ainda pode se beneficiar de alguma vantagem por quitar sua dívida.

Vale lembrar que os credores podem cobrar juros e multas adicionais pelo atraso do prazo, se ocorrer novamente. Além disso, a quebra do acordo pode impedir novas renegociações. Por isso, é muito importante fazer as contas para avaliar o valor que caberá no  orçamento.

5 – Reserve o valor para o pagamento

Lembre-se que ao fazer um acordo, você assumiu um novo compromisso de realizar os pagamentos em dia. Se tiver como antecipar os pagamentos, ótimo! Do contrário, reserve o valor necessário.

Mesmo se ainda não tiver o boleto ou valor atualizado na data do pagamento, entre em contato com o credor para solicitar.

Uma dica que pode ajudar muito também é cadastrar o pagamento para débito automático. Assim, não há o risco de esquecer de pagar ou de não pagar em função de não ter recebido a correspondência ou e-mail.

Não se esqueça de arquivar o comprovante de pagamento. Assim, quando necessário você terá essa informação para consulta.

Vantagens em limpar o nome

Talvez uma das maiores seja o fato de poder dormir tranquilo novamente, não é verdade? Mas muito além disso, limpar o nome pode contribuir de outras formas como: aumentar o seu score de crédito (para obter novo crédito) e diminuir a dívida.

Vale lembrar que não existe segredo para limpar o nome mais rápido. É preciso ter disciplina tanto para regularizar a situação atual, quanto para evitar entrar no vermelho novamente.

Faça um planejamento financeiro básico para não perder as contas de vista. Organize as contas pela data de vencimento e relevância. Mantenha as contas em dia e o seu nome limpo por mais tempo com essas dicas

 

 

Autor

Danielle Vieira

Apaixonada por marketing, descobriu os números e finanças ao longo do caminho e decidiu ajudar as pessoas através da educação financeira. Hoje faz isso atuando no marketing da bxblue, fintech acelerada pela Y Combinator e escrevendo em alguns portais.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *