Nenhuma pessoa fica feliz em atrasar um pagamento ou deixar de cumprir com suas obrigações financeiras, não é mesmo? Apesar disso, existem milhões de brasileiros que, por falta de controle e planejamento financeiro ou mesmo por conta de adversidades, acabaram passando por uma situação de inadimplência.

Este descumprimento das obrigações dos pagadores, muitas vezes, leva o consumidor a integrar listas de maus pagadores existentes no mercado e ter seu nome negativado nos órgãos de proteção ao crédito, como o SCPC, SPC e Serasa. A maior parte destes inadimplentes, no entanto, desconhece a diferença entre estes órgãos e serviços que, infelizmente, fazem ou já fizeram parte da vida de muita gente.

Por isso, no artigo de hoje, você vai conhecer um pouco mais sobre o SCPC, SPC e Serasa e descobrir as principais diferenças entre eles. Acompanhe!

Serviços de proteção ao crédito

Apesar de prestarem serviços semelhantes, o SCPC, SPC e Serasa são empresas distintas. O consumidor deve se atentar a esta informação para evitar confusões e dúvidas sobre quais serviços consultar em caso de inadimplência.

Conheça, a seguir, um pouco mais sobre cada uma destas empresas e saiba como consultar seu nome no Serasa, SPC e no SCPC sempre que necessário.

SCPC

O SCPC – Serviço Central de Proteção ao Crédito – é administrado pela Boa Vista Serviços e foi criado com o objetivo de informatizar e modernizar os dados de crédito dos brasileiros. Atualmente, o SCPC contém uma lista de nomes de maus pagadores – sejam eles pessoas físicas ou jurídicas – e dados de inadimplência em geral – como dívidas e pagamentos em atraso.

O serviço permite ao consumidor consultar, gratuitamente, o seu CPF a qualquer momento e verificar se há pendências registradas em seu nome no SCPC. Para realizar a consulta basta acessar o site www.consumidorpositivo.com.br e realizar um breve cadastro.

SPC

O SPC – Serviço de Proteção ao Crédito surgiu em 1955 com o objetivo de centralizar os dados do comércio no país. Atualmente administrado pela empresa SPC Brasil e patrocinado pelas associações comerciais – como as Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL),  o serviço possui informações dos maus pagadores do país e de suas dívidas, bem como informações sobre cheques protestados, roubados e sem fundo, etc.

Assim como a Serasa e o SCPC, o SPC visa fornecer, para lojas e bancos, informações sobre a saúde financeira dos consumidores, a fim de oferecer maior segurança para as empresas e instituições financeiras que oferecem opções de venda a prazo, financiamentos ou empréstimos.

Por estar ligado ao comércio, o SCP costuma receber uma quantidade maior de informações sobre consumidores que estão em débito com o comércio. O inadimplente que receber uma carta do serviço pode consultar gratuitamente sua pendência no site do SPC mediante cadastro.

Serasa

A Serasa Experian  é um banco de dados de maus pagadores no Brasil no qual permanecem registradas as pendências financeiras de devedores e seus dados pessoais. Criada em 1968 por meio de uma parceria entre a Associação de Bancos do Estado de São Paulo (Assobesp) e a Federação Brasileira das Associações de Bancos (Febraban), a Serasa foi comprada por uma empresa irlandesa – a Experian , passando a se chamar Serasa Experian.

Assim como o SPC recebe a maior demanda de informações de quem deve ao comércio, a Serasa Experian costuma receber boa parte das informações endividados que estão inadimplentes com instituições financeiras.

É possível consultar seu CPF pessoalmente nas agências da Serasa Experian ou pelo site da Serasa gratuitamente.

Restrições nos serviços de proteção ao crédito

Quem se mantém inadimplente permanece na lista dos serviços de proteção ao crédito até que realize a quitação da dívida. O SCPC, SPC e Serasa, no entanto, podem manter o nome do mau pagador por, no máximo, cinco anos a partir da data da negativação.

Após este período, os três serviços são obrigados a tirar as informações sobre estas dívidas superiores a cinco anos do cadastro.

Dicas para evitar a inadimplência

Para evitar fazer parte destas listas de maus pagadores é importante manter hábitos financeiros saudáveis, poupar dinheiro e ter uma reserva de emergência para situações inesperadas. Sempre que possível opte também por investir parte do seu capital, de acordo com seus objetivos e seu perfil.

Manter, no entanto, uma boa organização e planejamento financeiro é fundamental para reduzir as chances de você se tornar mais um entre os milhões de inadimplentes do Brasil.

Para aprender mais sobre investimentos, mercado e finanças, você pode participar do treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o SCPC, SPC e Serasa, que tal aprender mais sobre como evitar a inadimplência?

Autor

Redação Blog de Valor

O Blog de Valor é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *