Seguir o que as outras pessoas estão fazendo é uma atitude confortável e que, muitas vezes, nos passa segurança. No entanto, esse comportamento gera o que chamamos de efeito manada — o que pode acontecer quando o assunto é mercado financeiro.

É importante que os investidores não cometam o erro de seguir a maioria, pois isso pode prejudicar toda a sua estratégia de investimentos. Afinal, como não é possível saber quando o mercado perceberá que está no caminho errado, o comportamento pode resultar em perdas.

Continue a leitura e entenda o que é, quais são as consequências e como evitar o efeito manada!

Afinal, o que é o efeito manada?

O efeito manada é um fenômeno irracional, no qual as pessoas tendem a seguir o que as outras estão fazendo, sem uma análise crítica da situação. Esse impulso é comum em indivíduos que vivem em comunidades.

O comportamento baseado em influências sociais pode ser observado em diversas áreas, como na indústria cultural, na moda e, claro, no mercado financeiro. O grande problema desse fenômeno é que as pessoas podem seguir tendências de forma quase inconsciente e sem considerar as necessidades individuais.

O objetivo desse impulso é ter o melhor resultado. Afinal, a tendência é acreditarmos que se outros estão fazendo, então deve ser bom. O problema é que esse comportamento desconsidera sua análise individual e pode resultar em decisões equivocadas e não alinhadas ao seu perfil.

Quais são os riscos e consequências desse efeito para investidores?

O efeito manada é um comportamento prejudicial para os investidores. Como as escolhas não são pautadas em análises, existem grandes chances de deixar boas oportunidades passarem ou de perder dinheiro.

Ao tomar decisões sem se basear em argumentos lógicos ou análises críticas, você fica sempre à mercê do que a maioria faz. Isso faz com que você não adquira raciocínio crítico para analisar o mercado e não analise as ações da forma que deveria.

Como resultado, você perde a autonomia sobre a sua carteira de investimentos. Logo, você fica exposto a situações que não pode controlar e deixa de aproveitar boas oportunidades na bolsa de valores, por exemplo.

Qual é o resultado do efeito manada no mercado financeiro?

No mundo dos investimentos, o efeito manada pode causar consequências graves na bolsa de valores. Como resultado, o preço de um ativo, por exemplo, pode se distanciar do valor real.

Imagine um cenário no qual muitas pessoas começam a investir em uma determinada ação. A tendência é que até mesmo investidores menos experientes se interessem por aquele ativo. Com isso, o preço desses papéis fica maior do que realmente vale.

Mesmo que no curto prazo isso represente uma valorização, os preços tendem a se ajustar. Assim, quem tinha a esperança de obter bons lucros pode amargar prejuízos. Um comportamento semelhante ocorre em períodos de baixa.

Nesse caso, quando o preço de determinada ação diminui, muitos investidores vendem seus ativos para evitar prejuízos financeiros. O resultado é que os valores tendem a ficar ainda mais baixos do que o normal. E a perda de dinheiro por se desfazer dos papéis sem motivo é praticamente certa.

Uma consequência de todas essas movimentações é o aparecimento de bolhas financeiras.

Bolhas especulativas

As bolhas financeiras começam quando o bom desempenho de uma ação faz com que o ativo se valorize. Assim, muitas pessoas começam a acreditar que essa é uma boa oportunidade de investimento, mesmo que não seja.

A bolha continua a inflar até que o preço do papel alcança um valor insustentável. Nesse momento, os investidores percebem que o ativo está sendo negociado por um preço muito acima do que ele realmente vale. E isso pode acontecer com diversos ativos ao mesmo tempo.

É nesta situação que acontece o colapso da bolha e o processo de venda em massa inicia, resultando na queda do preço do ativo. Novamente, é possível observar o efeito manada, o que causa prejuízos para quem entrou na bolha especulativa.

Esse comportamento já foi observado diversas vezes no mercado financeiro. A Bolha da Internet, no início dos anos 2000, e a Crise do Subprime, em 2008, são alguns exemplos.

Como fugir do efeito manada?

Para evitar o efeito manada no momento de investir, é fundamental estudar o mercado para tomar decisões bem embasadas. Confira algumas dicas para fugir de comportamentos coletivos e não prejudicar os seus investimentos:

Acompanhe as informações do mercado

Conhecimento é fundamental no momento de investir. Por isso, é importante se manter informado sobre as oportunidades e acompanhar as notícias nacionais e internacionais que podem impactar o mercado financeiro.

Busque fontes confiáveis e não deixe de construir a sua própria opinião acerca das informações. Isso é importante para desenvolver a sua visão crítica e tomar decisões mais acertadas para os seus investimentos.

Foque nos seus objetivos

Quando mantemos o foco nos nossos objetivos, é mais fácil tomar decisões positivas para as nossas necessidades, em vez de apenas seguir a manada. Se você tiver uma visão de longo prazo sobre os investimentos, vai perceber que não é necessário se mexer a cada alteração do mercado.

O efeito manada na bolsa de valores, por exemplo, pode ser o responsável por perdas ao se vender uma ação no momento errado. Mesmo que desvalorizações eventuais aconteçam, elas são, no geral, compensadas pelo crescimento ao longo dos anos.

Tenha controle sobre as suas emoções

O efeito manada também está relacionado ao excesso de emoções e sensações. Por isso, é comum ter medo de ficar de fora de uma boa oportunidade, por exemplo. Mas esse sentimento pode fazer com que você tome alguma atitude precipitada.

Não decida o que fazer com o seu dinheiro antes de aliviar o peso das emoções. Uma pessoa com perfil arrojado e que tem investimentos consideráveis na bolsa de valores, por exemplo, deve ter frieza no momento de acompanhar as oscilações do valor dos ativos.

Assim, quando você tem controle sobre as suas emoções, é possível definir o que é realmente interessante para os seus objetivos.

Concluindo

O efeito manada traz alguns riscos para os investidores e para o mercado. Ele pode ser o responsável por decisões precipitadas e equivocadas, causando prejuízos financeiros para a sua carteira. Por isso, é importante ter atenção antes de seguir o fluxo e fazer investimentos seguindo os demais investidores.

Gostou do conteúdo e quer aprimorar seus conhecimentos para se tornar um investidor mais ciente e capaz de tomar decisões acertadas? Então confira a playlist de vídeos do Grupo de Estudo de Ações em nosso canal no YouTube!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *