Confira os principais destaques da economia e do mercado financeiro na última semana e acompanhe os próximos eventos econômicos e políticos desta semana:


Política e Mercado Financeiro

BLOQUEIO MILIONÁRIO

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve mais de R$ 600 mil bloqueados de suas contas bancárias na semana passada, além de diversos imóveis e cerca de R$ 9 milhões de dois planos de previdência privada. Os bloqueios foram realizados por determinação do juiz Sérgio Moro, e fazem parte da ação penal na qual Lula foi condenado na Operação Lava Jato.

NEM MEIRELLES AGUENTOU

O presidente Michel Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, estiveram na Argentina nesta semana para participar da 50ª Cúpula do Mercosul. Em um momento inusitado, Meirelles acabou cochilando durante o discurso de Temer durante o evento.

ENCONTRO COM CONSELHEIROS

Após confirmar o aumento dos impostos sobre os combustíveis, Temer se reuniu com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e com o ex-ministro Delfim Netto para tratar de questões econômicas. O encontro ocorreu no último domingo (23), em São Paulo.

NOVO BUNKER CONTRA A CORRUPÇÃO

O Ministério Público Federal informou na última quinta-feira (20) que a Procuradoria Geral da República (PGR) autorizou a criação de uma força-tarefa em São Paulo para investigações da Operação Lava Jato. A notícia chega algumas semanas depois da Polícia Federal encerrar um grupo de trabalho exclusivo da Lava Jato em Curitiba, no Paraná

SOBE E DESCE DO MERCADO

A Bolsa de Valores B3 encerrou a última sexta-feira (21) em baixa de 0,39%. Na semana, a queda foi de 1,15%. Enquanto isso, o dólar subiu 0,45% na sessão de sexta-feira e terminou a semana a R$ 3,14. Na semana, no entanto, a moeda norte-americana caiu 1,38% frente ao real.

Seu bolso

PAGANDO O PATO

A população brasileira mais uma vez está pagando o pato pelo descontrole do governo em relação aos seus gastos. Na última quinta-feira (20) os ministérios da Fazenda e do Planejamento confirmaram o aumento de impostos sobre os combustíveis, a fim de aumentar a arrecadação do Governo Federal até o final do ano.

EFEITO CASCATA

O aumento do PIS/Cofins que incidem sobre gasolina, etanol e diesel resultou em alta imediata dos combustíveis nas bombas dos postos de todos o país. O reajuste foi de R$ 0,41 por litro de gasolina, R$ 0,19 por litro de etanol e R$ 0,24 por litro de diesel. A alta de impostos, no entanto, pode gerar um efeito cascata na economia, já que setores que têm gastos com combustíveis na hora de transportar produtos –d como o setor alimentício, por exemplo – podem repassar este aumento ao consumidor.

IMPOSTÔMETRO

De acordo com a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), os brasileiros já pagaram R$ 1,2 trilhão em impostos entre o primeiro dia do ano e o último dia 21 de julho. No ano passado, a marca havia sido alcançada somente no dia 10 de agosto – fato que comprova o aumento da arrecadação tributária no país.

O que vem por aí

DE OLHO NA SELIC

O Copom se reúne na próxima quarta-feira (26) para definir o futuro da taxa Selic. A expectativa é que o Banco Central corte a taxa básica de juros em 1 ponto percentual, levando a Selic a 9,25%. Caso o corte se confirme, será a primeira vez que o juro básico atinge um dígito desde outubro de 2013.

REUNIÃO DO FED

Nos Estados Unidos, o Federal Reserve (FED) também deve divulgar sua decisão sobre as taxas de juros do país, que hoje se mantém na faixa de 1% a 1,25%. O mercado não espera qualquer alteração em relação à taxa de juros por parte do Banco Central norte-americano na reunião da próxima quarta-feira (26).

GREVE NO METRÔ DE SÃO PAULO

O metrô de São Paulo pode parar na próxima quinta-feira (27) por conta de uma greve, de acordo com o Sindicato dos Metroviários de São Paulo. De acordo com o sindicato, a possível paralisação das atividades tem como objetivo protestar contra privatizações planejadas pelo governo estadual para algumas linhas do metrô nos próximos meses.

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *