39
0

5 passos para criar uma loja virtual

39
0
4 minutes

Deseja criar uma loja virtual mas não sabe por onde começar? Está perdido em meio a tantas informações e não sabe quais produtos vender, quais os custos envolvidos e como, na prática, montar sua loja online?

Pode ficar tranquilo! No artigo de hoje você aprenderá, passo a passo, como criar uma loja virtual. Descubra o que deve ser feito desde a pesquisa de mercado e escolha do nicho de mercado até a divulgação do seu negócio.

Ficou curioso? Então continue a leitura e confira como criar uma loja virtual em 5 passos!

Passo 1: realize uma pesquisa de mercado

Ao criar uma loja virtual é importante, primeiramente, realizar uma pesquisa de mercado. Afinal, antes de decidir em qual nicho você atuará e quais produtos irá vender, é necessário conhecer sua concorrência e seu público.

Esse primeiro momento é crucial para o sucesso do seu negócio. Afinal, de nada adianta oferecer um produto que seu público não esteja disposto a adquirir, certo?

Antes de mais nada, pense nas necessidades das pessoas: dores que querem sanar, problemas que desejam resolver e paixões que possuem, por exemplo. Conhecendo as necessidades e vontades do seu público, você saberá como resolvê-las (através do seu produto).

Além disso, você deve entender, a fundo, o mercado que escolha atuar. Assim, poderá traçar quais serão seus diferenciais frente à concorrência, além de conseguir se adaptar às mudanças de comportamento de consumo do seu público.

Para isso, conheça quais serão seus concorrentes: as estratégias de marketing que utilizam, produtos que vendem e deixam de vender, preços que cobram, etc.

Quanto mais conhecer o seu mercado, mais facilmente conseguirá direcionar seu negócio aos melhores caminhos.

Passo 2: escolha o nicho

Depois de entender que não basta tentar vender “qualquer produto para qualquer pessoa e de qualquer jeito”, é hora de decidir seu nicho de mercado.

É importante destacar que, quanto mais “comum” for o nicho e produtos escolhidos, com mais concorrência terá que lidar. Afinal, além de outras lojas virtuais, há, ainda, as grandes empresas do mercado, que além de possuírem a confiança do consumidor, também negociam mais facilmente com fornecedores.

Assim, conseguem melhores condições, podendo vender por um preço mais competitivo.

Uma dica, portanto, é que inicie em um mercado menos explorado (mas não ao ponto de ter pouquíssimos consumidores, de forma a não sustentar seu negócio). Desse modo, será mais fácil engajar seu público e manter as vendas em alta.

Mercado X Paixão

Ao escolher o seu nicho, além de optar pela opção mais lucrativa, pense também em suas habilidades e do que você gosta.

Afinal, atuando em um nicho que goste e tenha familiaridade, além de ser mais prazeroso, você conseguirá criar melhores campanhas de marketing  (por conhecer,  a fundo, o consumidor). Terá, ainda, maior facilidade para definir parcerias e negociar com fornecedores.

Pensando nisso, para escolher o nicho da sua loja online, utilize a simples técnica conhecida como PHD: paixão + habilidade + dinheiro.

Passo 3: confira a lei do e-commerce

Ao criar uma loja virtual, é importante conhecer o Decreto n° 7.962, responsável por regulamentar e dispor sobre o comércio eletrônico no nosso país.

Em vigor desde 2013, a lei dispõe diversas obrigações a quem criar uma loja virtual. Você deve disponibilizar, por exemplo, algum meio de contato eletrônico (via email ou chat) aos visitantes da sua loja, além de oferecer informações como razão social, telefone, endereço físico, dentre outros dados.

É importante que você leia o decreto e confira se está seguindo todas as exigências.

Passo 4: atente-se aos custos e tenha um planejamento financeiro eficiente

Criar uma loja virtual envolve muitos custos. Dentre eles, do seu regime tributário.

Na verdade, ser pessoa jurídica não é obrigatório ao montar uma loja virtual. Mas se você pretende expandir seu negócio e torná-lo mais profissional, essa pode ser uma boa opção. Caso precise de ajuda com essa parte burocrática, pode contar com a ajuda de um contador.

Além disso, você terá que lidar com diversos outros custos, como o da sua plataforma, marketing, da intermediadora de pagamentos, dentre outros. Por isso, é muito importante que tenha um planejamento financeiro eficiente,  mesmo que de forma simples, utilizando apenas uma planilha no Excel ou do Google Docs para realizar o controle, por exemplo.

Assim, além de manter a organização, você conseguirá ter uma visão mais clara sobre seus custos e receita.

Passo 5: crie uma loja virtual na prática

5.1 Domínio e hospedagem

Esse é o primeiro passo da parte prática para montar uma loja virtual.

É preciso, antes de tudo, registrar seu domínio (URL). Ele será o seu endereço na Web e lhe ajudará a se posicionar nos mecanismos de busca.

Por isso, opte por inserir o nome da sua marca, de maneira fácil e curta, facilitando a compreensão e busca de quem for procurar pela sua loja. Após registrar seu domínio, você deverá realizar a sua hospedagem em um servidor (host).

Tanto para registrar seu domínio quanto para hospedá-lo, você pode utilizar plataformas como Hostgator e GoDaddy, por exemplo.

5.2 Plataforma para sua loja virtual

A plataforma é o seu site, tanto a parte que fica visível para os visitantes quanto a parte privada, onde é possível acessar seu estoque, controle de vendas, entre outros.

Para isso, você pode instalar o WooCommerce, plugin para WordPress. Ele lhe permite criar uma loja virtual grátis, visto que o plugin é totalmente gratuito.

Além do WooCommerce, há outras plataformas (pagas), como o Shopify e o Magento.

5.3 Template ideal e cadastro dos produtos

Após escolher a plataforma de sua preferência, é a hora de definir o template, o que irá garantir a identidade visual da sua marca. Opte por opções customizáveis, de forma a permitir que o visual da sua loja virtual se diferencie.

Além disso, escolha fontes simples, que não prejudiquem a leitura, além de paletas de cores harmônicas. Feito isso, é só inserir todas as informações da sua loja e cadastrar os seus produtos.

5.4 Intermediadores de pagamento

Com sua loja pronta, você deverá integrar o intermediador de pagamento de sua preferência. Os intermediadores oferecem diversas formas de pagamento aos seus clientes (boleto, cartão de crédito, cartão de débito), além de segurança na hora da compra.

Como intermediadoras de pagamento para sua loja virtual, você pode optar pelo Mercado Pago ou PagSeguro, por exemplo, visto que são opções facilmente reconhecidas pelo público.

5.5 Divulgação da sua loja

Feito tudo isso, chegará a hora de divulgar a sua loja e efetuar vendas! Você pode criar um blog, utilizar as redes sociais e email marketing, por exemplo.

As opções são muitas, o importante é criar uma eficiente estratégia de marketing e colocá-la em prática.

E então, esclareceu todas as suas dúvidas sobre como criar uma loja virtual? Está pensando em montar uma? Conte aqui nos comentários e compartilhe conosco suas dúvidas e experiências!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Equipe André Bona
WRITEN BY

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]