Comprar uma casa nova é algo que exige paciência e muita pesquisa. Unindo esses dois atributos, é possível desfrutar com muito mais prazer desse momento tão especial para a maioria das pessoas.

Mas, apesar de seus sonhos e gosto pessoal serem muito importantes, seu orçamento familiar nunca deve ser ignorado. Afinal, a compra de um imóvel está cercada de custos que não podem ser uma surpresa para você: o valor inicial de entrada, as parcelas mensais de um possível financiamento, o pagamento da documentação para a retirada das chaves e os gastos com a decoração e compra de mobiliário.

Pensando nisso, separamos 5 passos essenciais para que você mantenha um bom planejamento financeiro e possa escolher um imóvel que caiba no seu bolso. Quer conhecê-los? Então continue a leitura

1 – Ponto de partida: saiba a realidade do seu bolso

Definir como um imóvel é ideal para você é pensar no quanto de espaço precisará para viver. Se você irá morar com sua família, por exemplo, um apartamento com um quarto é insuficiente.

Mas se você pretende morar sozinho, talvez essa seja uma boa alternativa para a compra do primeiro imóvel. E no futuro você poderá pensar em um upgrade quando tiver mais estabilidade financeira.

Depois de definido o tamanho ideal, o preço que está acessível para seu orçamento doméstico deve ser definido. Lembre-se: não comprometa mais de 30% do seu rendimento mensal com moradia.

Tenha sempre em mente que a  manutenção do imóvel (jardim, condomínio, gás, seguro, etc) e despesas com alimentação, transporte, vestuário, dentre outros, farão uma somatória de gastos expressivos em seu orçamento mensal.

Tudo deve ser pensado antes de fechar o negócio. Evite também fazer compras para aliviar a ansiedade e acabar logo com suas inquietações.

Ao se interessar por um imóvel à venda, trabalhe bem seu dinheiro, buscando simular valores de entrada e de financiamento para ver se o montante final não estará distante do que você pode pagar.

2 – Não tenha pressa para escolher um imóvel

Já pensou no que poderia acontecer se você simplesmente comprasse ou alugasse o primeiro imóvel que surgisse como opção? Poderia ter uma grande dor de cabeça no final! Mesmo conta toda expectativa que esse momento causa, é preciso pensar bem para fazer a melhor compra, com prudência e cautela.

Ter pressa neste momento não é uma boa ideia, especialmente quando o objetivo é realizar o sonho de ter aquela casa do jeitinho que você sempre imaginou. Para isto, a melhor ferramenta é pesquisar bastante!

Hoje, existem muitos sites de anúncios de imóveis que podem ser ótimas fontes de informação. Pesquise o valor por metro quadrado, quantidade de quartos que deseja e as comodidades que precisará garagem, quadra de esportes, piscina, salão de festas), verificando se realmente é necessário gastar a mais para ter essas comodidades.

Avalie também o custo de vida da região onde vai morar. Viver em bairros mais afastados do centro ou numa região nobre resultam em uma diferença bastante significativa em relação às despesas com alimentação, vestuário e transporte. Considere esses custos também!

3 – Comece a economizar dinheiro agora

Comprar a casa própria é o sonho de muita gente. Mas, para realizá-lo, é necessário aprender a poupar e fazer um bom planejamento antes de entrar num financiamento que pode durar vários anos. Não se esqueça que o financiamento pode comprometer até 30% da renda familiar durante um bom tempo.

O ideal mesmo é juntar dinheiro para comprar à vista. Se o seu objetivo for escolher um imóvel que caiba no seu bolso, comece agora a juntar o máximo de dinheiro para adquiri-lo à vista ou, no máximo, dar uma boa entrada no seu próximo imóvel.

4 – Fique atento aos gastos correlatos

Toda compra não planejada gera o risco de inadimplência, já que os custos mensais de muitos itens que circundam um imóvel tendem a subir (como condomínio, água, luz, IPTU, telefone, internet, etc). Por isso, é importante se atentar a estes custos antes de escolher um imóvel que caiba no seu bolso.

Além disso, no momento da compra do imóvel, você também terá de pagar o ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), cuja alíquota varia de acordo com o município; custos do cartório e do próprio financiamento, como avaliação do imóvel; análise jurídica da documentação, dentre outros. Esses gastos costumam representar 4% do valor do imóvel.

Portanto, não deixe seu objetivo ir pelo ralo. É importante analisar como está seu custo de vida. Essa medida é necessária para que você faça ajustes necessários ao longo do período de planejamento.

Se o orçamento apertar, considere evitar gastos desnecessários e reduzir seu padrão de vida para poder colher os frutos mais adiante. Afinal, sacrifícios a curto prazo poderão lhe render muitos benefícios a longo prazo!

5 – Tenha uma planilha de controle financeiro

Tenha uma planilha para lançar todas as entradas e saídas mensais. Isso vale para todo tipo de custos e ganhos que você obtenha.

Vale desde a compra de um lanche  até a aquisição de um eletrodoméstico. Tudo isso lhe permitirá observar de que maneira você se relaciona com seu dinheiro e para onde estão concentrados seus maiores gastos. Isso também lhe ajudará a não se perder nas contas!

Por meio de uma planilha, você poderá verificar de maneira concreta os itens que merecem maior cuidado e atenção, evitando gastos desnecessários que acabem onerando seu patrimônio e tornando o sonho de adquirir seu imóvel próprio mais distante.

Tenha uma área separada para sua meta a ser atingida. E, mensalmente, confira o quanto falta para atingir seu objetivo, não perdendo-o de vista até que ele enfim se concretize! Sendo persistente e organizado, certamente você poderá conquistar o imóvel ideal para seu perfil.

Agora que você conheceu estes 5 passos para escolher um imóvel que caiba no seu bolso, que tal começar a pensar na sua saúde financeira como um todo? Aproveite e assine nossa newsletter, para que você possa receber informações valiosas de nosso site e aprender a lidar com seu dinheiro!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *