A possibilidade de ter ganhos em um curtíssimo espaço de tempo pode ser uma ideia bastante atrativa, certo? É justamente esse desejo que o day trade desperta em muitas pessoas. Diante disso, surge a questão: como começar a operar day trade?

O primeiro aspecto é entender o que é e como se dá funcionamento dessa operação na bolsa de valores. Isso porque é uma maneira diferente de comprar e vender ações e ativos, o que exige, portanto, conhecimento sobre a área e preparação. Além disso, pode não ser adequado para todos.

Está interessado no day trade e busca informações de como começar a operar? Acompanhe este post e descubra os 6 pontos de atenção antes de ingressar nessa estratégia!

O que é day trade?

O day trade é uma estratégia de operação no mercado financeiro de especulação que, como você viu, ocorre na bolsa de valores. O objetivo é comprar e vender ativos e derivativos em um curto período, lucrando com as oscilações de preços.

É, portanto, uma atividade diferente do investimento em ações, por exemplo, que mira o longo prazo para se obter os ganhos. No day trade, a operação é bastante dinâmica, visto que a abertura e fechamento de posições acontecem no mesmo dia.

Assim, as negociações são realizadas em algumas horas ou minutos. Então, exige que o especulador tenha o foco no mercado para acompanhar as tendências de movimentação dos valores. Ele busca tomar as melhores decisões e obter rendimentos com a compra e venda dos papéis.

Como funciona o day trade?

Agora que você acompanhou o conceito dessa operação, precisa saber como funciona o day trade, caso tenha interesse em começar a operar. As ordens de compra e vendas de ativos são realizadas, geralmente, em plataformas de investimento mais robustas do que o home broker.

Isso porque os traders precisam de rapidez nas operações. Então, essas plataformas são mais completas e estáveis. Também trazem integração com gráficos dos preços dos ativos, bem como com indicadores que são utilizados para a análise técnica do especulador.

Tudo isso favorece a análise das oportunidades, a agilidade na compra e venda e o manejo de riscos. Um ponto que chama atenção está no fato de que o day trade pode ter rendimentos tanto na alta como na queda da bolsa de valores.

Para compreender esse cenário, é preciso entender que o especulador pode operar comprado ou vendido. Na primeira situação, ele compra um papel com o intuito de vender posteriormente por um preço maior.

No segundo caso, a operação começa com a venda do papel — alugado de um investidor. Isso é feito com a ideia de que ele sofrerá desvalorização. Caso aconteça, o trader pode comprar novamente a um preço menor, devolvendo para o dono e lucrando com a operação.

Quais os 6 pontos de atenção ao começar a operar day trade?

Depois de entender essa operação de especulação na bolsa de valores, é essencial conhecer quais são os pontos que merecem atenção se você quer começar a operar day trade. Afinal, existem inúmeros riscos envolvidos nessa prática.

Veja a seguir!

1.      Analise seu perfil de investidor

Um aspecto de grande relevância é entender qual é o seu perfil de investidor, a fim de avaliar o seu apetite para o risco. Quando se trata de operar day trade, a indicação é que você tenha o perfil arrojado.

Lembre-se: ao mesmo tempo em que há alto potencial de ganhos, há um risco elevado. Então, esse não é um terreno no qual o investidor conservador ou moderado se sentirá à vontade. Nessa prática você está exposto de maneira direta à volatilidade do mercado.

Assim, é preciso ser mais arrojado para realizar o manejo de riscos e entender que os prejuízos podem acontecer, mas que também podem ser compensados por lucros em outros momentos.

2.      Entenda que a especulação não é uma atividade simples

Como você pode ver, o day trade é uma atividade especulativa de amplo risco. Além disso, é preciso ter conhecimento e fazer análises técnicas para gerenciar os perigos envolvidos e evitar grandes perdas.

Assim, não se trata de uma oportunidade de ganho fácil e rápida. O chamariz de ganhar muito dinheiro em um curtíssimo prazo atrai muita gente, mas a prática é complexa e está longe de ser uma aposta.

Além disso, tenha em mente que a especulação é diferente dos investimentos a longo prazo. Por isso, pode não ser adequada a quem busca por investimentos sólidos para manter na carteira ao longo dos anos.

3.      Estude o mercado e atue com estratégia

Para conseguir ganhos com as operações, é preciso conhecer bem o mercado, estar a par das tendências e acompanhar de perto as oscilações de preços dos ativos. Logo, é necessário muito estudo e estratégia para operar o day trade — além de grande dedicação.

Afinal, você pode precisar de bastante tempo para acompanhar o mercado. Essa é uma razão pela qual muitos traders assumem a atividade como profissão.

Portanto, estabeleça uma estratégia clara de operação. Assim, se tornará mais fácil manejar os riscos e obter melhores resultados com a compra e venda de ativos.

4.      Utilize mecanismos de proteção

Caso você acredite que operar day trade faz sentido para seu perfil e objetivos enquanto especulador na bolsa, vale a pena conhecer — e fazer uso — de mecanismos de proteção.

Para ter um controle dos riscos, o trader pode utilizar esses mecanismos, a depender da sua estratégia. Desse modo, consegue estipular limites para reduzir as chances de perdas muito significativas.

Um dos mecanismos é o stop loss, que automatiza a saída da operação quando as perdas atingem determinado limite. Há ainda o stop gain, ferramenta que permite concluir uma operação quando se atinge determinado ganho.

5.      Conheça os custos envolvidos nas operações

Você já sabe como é possível ter ganhos com especulação — embora eles não sejam garantidos e possam resultar em prejuízos. Além disso, quem pretende começar a operar day trade deve saber que há custos envolvidos.

Por exemplo:

  • taxa de corretagem nas operações de compra e venda cobrada pelo banco de investimento;
  • taxa de emolumentos cobrada pela bolsa brasileira (B3);
  • incidência de 20% do Imposto de Renda sobre os lucros líquidos obtidos no day trade.

6.      Tenha inteligência emocional

Por fim, é preciso saber controlar os impulsos e conhecer suas emoções para ter sucesso com essa prática. O day trade exige inteligência emocional para que você possa lidar com a ansiedade diante da queda ou alta dos preços, por exemplo.

Apesar de ser uma prática altamente dinâmica, é necessário confiar em suas análises antes de tomar qualquer decisão. Desse modo, você foca na estratégia e evitar erros ou prejuízos causados pelo efeito manada.

Você descobriu neste post 6 pontos importantes a considerar por quem deseja saber como começar a operar day trade. Lembre-se de que, apesar de a prática parecer atrativa, precisa ser avaliada com cautela — e não pode ser confundida com investimentos de longo prazo.

Dessa forma, fica mais fácil entender se a operação se encaixa em seu perfil. Em caso positivo, estude o mercado e defina estratégias para mitigar os riscos e aumentar suas chances de sucesso.

Está interessado em mais conteúdos sobre finanças e investimentos? Siga as nossas páginas do Facebook e Instagram!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *