Todo empreendedor precisa de um início. E começar o próprio negócio nem sempre é uma tarefa simples.

Saber que todo novo negócio precisa de um plano forte e bem estruturado, incluindo projeções futuras para o seu crescimento, flexibilidade para lidar com o mercado, entre outros pontos é fundamental, especialmente para as pequenas empresas. Mas quais são os primeiros passos e como começar o próprio negócio de maneira acertada?

Confira no artigo de hoje 5 dicas para começar o seu próprio negócio e descubra como é possível transformar a sua ideia em um empreendimento de sucesso no mercado.

Entendendo o empreendedorismo

Se você está pensando em começar um negócio porque perdeu o seu emprego, por exemplo, pense bem antes de se aventurar pelo mundo do empreendedorismo. O ideal é que você só comece um negócio porque é exatamente isso o que deseja, uma vez que são muitas as etapas para colocar esse empreendimento no ar e, especialmente, para fazê-lo prosperar a longo prazo.

Tenha em mente que começar o próprio negócio é muito mais difícil do que conseguir um novo emprego. Então vale a pena o esforço extra para procurar uma vaga de trabalho, se a falta de emprego for a sua grande motivação para se tornar um empreendedor.

Além disso, pense se você tem o que é preciso para começar um negócio. Além de capital inicial, você tem que estar disposto a fazer muitos sacrifícios enquanto sua empresa dá os primeiros passos no mercado. Precisa ter perfil empreendedor, saber exatamente o que deseja e estar disposto a arriscar.

Jamais se esqueça que começar um negócio e desistir pouco tempo depois pode trazer muitos prejuízo. E isso é sempre um problema.

Portanto, antes de se aventurar, procure entender o empreendedorismo e verifique se este é o melhor caminho para você. Se for este o caso, siga a seguir as 5 dicas que separamos de como começar o próprio negócio.

5 dicas de como começar o próprio negócio

As dicas que selecionamos para você começar o próprio negócio funcionam, inclusive, como base para ideias de melhores negócios para abrir com pouco dinheiro. Mas, mesmo que você conte com um bom capital inicial, alguns passos são fundamentais para todo novo empreendimento.

Confira!

1. Avalie suas habilidades

Como já dito, comece perguntando e respondendo sinceramente: por que você quer começar um negócio?

Use essa pergunta também para orientar o tipo de empresa que você deseja iniciar. Se você quiser dinheiro extra, por exemplo, talvez um projeto paralelo ao seu atual emprego seja o melhor caminho. Já se você quer mais liberdade, talvez seja hora de deixar seu trabalho atual e realmente começar algo novo.

Uma vez que você tenha o motivo bem claro em sua mente, comece a fazer a si mesmo ainda mais perguntas para ajudá-lo a descobrir o tipo de negócio que você deve começar. Alguns questionamentos que podem ajudar nesse processo são:

  • Quais são as suas habilidades?
  • Qual é a sua paixão?
  • Qual é sua área de especialização?
  • Quanto você precisa gastar para colocar esse negócio no ar?
  • Quanto de capital você tem?
  • Que tipo de estilo de vida você quer viver?
  • Você está pronto para ser um empreendedor?

Seja extremamente honesto com suas respostas. Isso criará uma base para tudo o que você fará daqui por diante em seu negócio. Então é melhor lidar com a verdade e evitar futuros aborrecimentos.

2. Faça uma pesquisa de mercado

Para a sua pesquisa de mercado, questione: “Alguém já está fazendo o que você quer começar a fazer? Se não, há uma boa razão para você iniciar isso?”.

Essas perguntas também servem para que você comece a pesquisar seus potenciais concorrentes ou parceiros no mercado. Para a pesquisa, você pode optar por conduzir entrevistas por telefone ou pessoalmente, além de oferecer questionários, por exemplo.

O importante é coletar o maior número de respostas e resultados possíveis. Não deixe, portanto, de seguir este passo.

3. Elabore um plano de negócios

Para começar o próprio negócio, todo empreendedor precisa de um plano para transformar sua ideia em realidade. O plano de negócios é um plano que orientará sua empresa desde a fase inicial até o estabelecimento e, eventualmente, o crescimento dos negócios. Eé imprescindível para todos os novos empreendimentos.

Além disso, se você pretende buscar apoio financeiro de um investidor ou instituição financeira, um plano de negócios tradicional é uma obrigação. Esse tipo de documento geralmente é bem completo e tem um conjunto comum de seções que os investidores e bancos procuram quando querem avaliar o seu projeto.

Mesmo que você não pretenda buscar apoio financeiro de terceiros, um simples plano de negócios de uma página pode lhe dar clareza sobre o que você espera alcançar. E também o que precisará fazer para conseguir atingir suas metas.

4. Planeje as finanças e a estrutura do negócio

Começar um pequeno negócio não precisa exigir muito dinheiro, Contudo, isso envolverá algum investimento inicial, bem como a capacidade de cobrir as despesas em curso antes que você esteja comece a obter lucro.

Assim, é fundamental montar uma planilha com os custos iniciais para sua empresa (licenças e autorizações, equipamentos, taxas legais, seguros, branding, pesquisa de mercado, inventário, trademarking, eventos de inauguração, arrendamento de propriedades, etc.).

Uma estimativa do que você precisará para manter o seu negócio funcionando por pelo menos 12 meses (aluguel, utilitários, marketing e publicidade, produção, suprimentos, despesas de viagem, salários dos empregados, seu próprio salário, etc.) também é fundamental.

Esses números formam o investimento inicial que você precisará para começar o seu próprio negócio.

Também escolha uma estrutura de negócios para trabalhar, como a MEI (Microempreendedor Individual), uma sociedade, uma corporação, etc. A entidade comercial escolhida afetará muitos fatores, desde o nome da sua empresa até as responsabilidades legais como os impostos.

Você pode escolher uma estrutura de negócios inicial e depois reavaliar e alterar sua estrutura à medida que sua empresa cresce e precisa ser alterada.

5. Faça todos os registros necessários

Além de escolher e registrar o nome comercial do seu negócio, outras papeladas fazem parte do processo de começar o próprio negócio. Há uma variedade de licenças e permissões para pequenas empresas que podem se aplicar à sua situação, dependendo do tipo de empreendimento que você está iniciando.

Pesquise quais licenças e autorizações se aplicam à sua empresa durante o processo de inicialização e regularize a situação. Só com todos os documentos em dia coloque o seu negócio no mercado efetivamente.

Para muitas pessoas que desejam informações detalhadas de como começar um novo negócio do zero, o SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – pode ajudar bastante. Ele pode ser muito útil tanto para tirar dúvidas sobre como iniciar um empreendimento quanto com ideias de projetos que o mercado necessita.

Portanto, se você deseja ser um empreendedor e começar o próprio negócio, siga nossas dicas e mãos à obra!

Se você gostou deste conteúdo, inscreva-se em nossa newsletter! Assim você receberá em seu email materiais de qualidade sobre finanças e investimentos.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *