Confira os principais destaques da economia e do mercado financeiro na última semana e acompanhe os próximos eventos econômicos e políticos desta semana:

Política e Mercado Financeiro

LULA EM PAUTA NO STF

Vai a julgamento, no próximo dia 26, no Supremo Tribunal Federal (STF), um novo pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente Lula ao STF. O pedido será analisado pela Segunda Turma da Corte, após solicitação do ministro Edson Fachin. Fazem parte da segunda turma os ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Celso de Mello e o próprio Edson Fachin.

O FIM DAS CONDUÇÕES COERCITIVAS

O STF também foi notícia na semana passada, depois que decidiu, por 6 votos a 5, proibir as conduções coercitivas em todo o país. A decisão pode trazer consequências à Operação Lava Jato que, de acordo com o ministro Gilmar Mentes, teria feito uso da condução coercitiva por 227 vezes durante as investigações.

5ª SEMANA DE QUEDAS

O índice Ibovespa fechou em queda pela quinta semana seguida na última sexta-feira (15), em meio a investidores atentos às incertezas fiscais e eleitorais no Brasil. O principal índice da B3 (antiga BM&FBovespa) recuou 0,93%, a 70.757 pontos, após atingir a mínima de 69.582 na última sessão da semana. A perda semanal acumulada foi de 2,99%.

DÓLAR EM QUEDA APÓS INTERVENÇÃO

O dólar caiu 2,16% na sessão da última sexta-feira (15), fechando a R$ 3,72, após nova intervenção do Banco Central (BC) para controlar a cotação da moeda norte-americana frente ao real. Na véspera, o dólar havia subido mais de 2%, o que ajudou a manter uma alta acumulada de 0,58% na semana, apesar da atuação do BC no mercado.

Seu bolso

PREÇO DOS PLANOS DE SAÚDE

A Justiça limitou, na semana passada, o reajuste de planos de saúde individuais e familiares pela Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS) em até 5,72% para 2018 – em linha com a inflação para o setor de saúde no período. A expectativa da ANS era que o reajuste permitido ficasse acima de 10% e, por conta disso, a agência informou que irá recorrer da decisão.

LEVE RECUO SEMANAL

O preço do diesel recuou R$ 0,05 na semana passada nos postos de combustíveis do país, de acordo com informações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Já o preço da gasolina recuou ainda menos: R$ 0,03, sendo vendida a um preço médio de R$ 4,57 nos postos brasileiros.

RESTITUIÇÃO DO IR

A Receita Federal pagou, na última sexta-feira (15), o primeiro lote de restituição do Imposto de Renda (IR) 2018. O lote inicial contempla idosos e deficientes, além de restituições residuais de 2008 a 2017. Para consultar esta e as demais restituições que serão feitas ao longo do ano, basta acessar o site da Receita Federal.

Internacional

GUERRA COMERCIAL À VISTA

Os Estados Unidos e a China parecem estar prestes a iniciar, de fato, uma guerra comercial entre gigantes. Após o governo norte-americano anunciar, na semana passada, uma tarifa de 25% sobre US$ 50 bilhões de importações chinesas, a China confirmou a adoção – sob forma de retaliação – de uma tarifa de 25% sobre 659 produtos dos EUA, como produtos agrícolas e automóveis, avaliados também em US$ 50 bilhões. A taxação sobre as importações norte-americanas começa em 6 de julho.

O que vem por aí

TAXA SELIC NO RADAR

Comitê de Política Monetária (Copom) decide, nesta semana, o futuro da taxa de juros da economia brasileira, a Selic. O Comitê se reúne na próxima terça (19) e quarta-feira (20) a fim de avaliar, entre outros assuntos, o impacto da nova alta de juros nos Estados Unidos na economia brasileira.

EXPECTATIVA DO MERCADO

A expectativa do mercado, no entanto, é que o Copom mantenha a Selic estável em 6,5%, baseando-se nos comunicados do Banco Central nas últimas semanas, que não sugerem aumento das taxas de juros neste momento – embora o cenário esteja ainda bastante incerto.

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *