Você já ouviu falar sobre coworking? O modelo de compartilhamento de escritório está se tornando cada vez mais popular entre os empreendedores nas grandes cidades do Brasil, embora muita gente ainda não entenda muito bem como ele funciona.

Trata-se de uma opção para os profissionais autônomos que não querem – ou não podem – trabalhar em casa e para empresas que não têm interesse em arcar com as despesas e encargos de um escritório oficial. O coworking, no entanto, não é uma opção viável ou interessante para todo mundo.

Se você está em dúvida se o modelo coworking vale a pena para sua empresa ou para seu negócio pessoal, é importante que você acompanhe o texto de hoje. Continue a leitura e descubra quando o coworking vale a pena para você ou quando é o momento de optar por outro espaço para o seu negócio.

O coworking

O coworking é um modelo de trabalho no qual se compartilha o espaço físico do seu escritório com outras empresas que, não necessariamente, atuam no mesmo segmento. O primeiro modelo de coworking surgiu foi em 2005, nos Estados Unidos, quando o engenheiro de software Brad Neuberg criou uma comunidade de trabalho com os amigos.

O formato coworking demorou cerca de 4 anos para a chegar ao Brasil. Alguns anos depois, no entanto, coworking se estabeleceu por aqui e vem ganhando cada vez mais força – em especial nas grandes cidades brasileiras.

Entenda, a seguir, como este modelo de trabalho funciona para as empresas e para os profissionais autônomos. Com mais informações sobre o funcionamento deste formato você, certamente, conseguirá identificar se o coworking vale a pena ou não para você – seja um autônomo ou um empreendedor.

Para os autônomos

Para quem é profissional autônomo e não tem de bater ponto em escritório, trabalhar no formato coworking é uma opção. Em vez de fazer o serviço de casa, onde é possível encontrar muitas distrações tentadoras – como a cama ou a televisão,  você se locomove até um lugar diferente para trabalhar. Como se tivesse, de fato, um escritório para ir.

O principal benefício para o autônomo é a facilidade em se focar no trabalho em si ao ter um espaço dedicado ao trabalho.  Isso porque, para algumas pessoas, separar o espaço de lazer do espaço de trabalho é importante, tornando as atividades mais produtivas.

Por outro lado, o aluguel de um espaço em coworking acaba se tornando um custo a mais para o autônomo sendo um custo a mais. A mensalidade do local, somado aos custos de transporte e alimentação, pode se tornar um peso para o autônomo na comparação com o home office.

Para as empresas

Assim como no caso do profissional autônomo, o coworking vale a pena, muitas vezes, para empresas de diversos setores e tamanhos. O principal benefício para as empresas é o menor custo do coworking na comparação com o aluguel de uma sala comercial ou um espaço para montar seu escritório.

Também não é necessário lidar com os pormenores de burocracia: você apenas paga o plano e utiliza o espaço, com as cadeiras, mesas, energia elétrica e internet. Não é necessário ter de resolver os trâmites do dia a dia do lugar nem investir na infraestrutura.

Apesar disso, a ideia acaba se tornando inviável para negócios que precisam de mais de uma ou algumas salas para funcionar. Se você tem uma empresa que precisa, por exemplo, de um galpão para funcionar, talvez o coworking não seja a opção ideal.

Como descobrir se o coworking vale a pena?

Para saber se o modelo de escritório compartilhado vale a pena é preciso considerar as principais vantagens e desvantagens deste tipo de formato. Conheça algumas das principais vantagens e desvantagens do coworking:

Vantagens

Utilizando o coworking , por exemplo, um profissional consegue expandir seu networking, uma vez que ele é capaz de conhecer muitas outras pessoas naquele ambiente além daquelas que já trabalham na empresa.

No próprio coworking é possível conhecer pessoas de outras áreas de atuação e, muitas vezes, até clientes em potencial. Isso, por si só, costuma ser uma vantagem que muitos profissionais e empreendedores enxergam – levando-os a ter o coworking como primeira opção para manter como local de trabalho.

A economia com manutenções, mobílias e infraestrutura em geral também costuma ser um grande atrativo. Afinal, só quem já alugou um espaço de escritório sabe o quão isso pode ser custoso – principalmente para pequenos empreendedores e autônomos.

Desvantagens

Apesar das diversas vantagens, o espaço de coworking também tem suas desvantagens. Uma delas é o fato de o ambiente ser, em geral, composto por grandes estações de trabalho, onde não há divisórias, salas separadas ou outra forma de manter um pouco mais de privacidade.

Por isso, se você prefere que sua empresa tenha um pouco mais de privacidade ou se você se sente desconfortável para trabalhar com outras pessoas – desfocando-se com freqüência, por exemplo, devido ao barulho do local, talvez o coworking não atenda às suas necessidades.

Tenha em mente sempre que o coworking é um espaço de compartilhamento, no qual é preciso pensar no coletivo. Isso deve ser sempre considerado no momento de pesar na balança as vantagens e desvantagens deste modelo de trabalho.

A questão do espaço também deve ser considerada. Verifique, antes de optar pelo coworking, se o seu negócio necessita de outros espaços para funcionar, como já falamos anteriormente. Se este for o caso, é muito provável que o coworking não valha a pena, de fato, para você.

Faça sua escolha!

Agora, se compartilhar um espaço de trabalho não for problema para você, o coworking pode ser uma boa opção para quem está começando, para quem precisa economizar e para quem quer fazer networking com as outras pessoas e empresas que dividem o mesmo espaço.

Com todas essas informações em mãos você consegue descobrir, sem grandes problemas, se o coworking vale a pena ou não para você ou para sua empresa.

Gostou do nosso artigo de hoje? Então assine nossa newsletter e fique por dento dos conteúdos do Blog de Valor!

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *