O desdobramento de ações é uma prática recorrente em empresas de capital aberto na bolsa de valores. Também conhecida como split, ela pode ser uma forma atrativa de conquistar diferentes investidores do mercado.

Por isso, quem deseja investir em papéis de companhias diferentes precisa entender o conceito. Do contrário, pode ficar confuso em ver mudanças acontecendo no seu portfólio de ações, por exemplo.

Quer entender mais sobre o desdobramento? Continue a leitura e acompanhe informações centrais sobre esse tema!

O que é desdobramento de ações?

Como você viu, o desdobramento de ações é uma prática que pode ser realizada por empresas de capital aberto. Ela acontece com a divisão das ações em mais unidades — sem abalar o valor de mercado da companhia.

Assim, os papéis existentes são desdobrados em mais ações, reduzindo o preço unitário, mas sem alterações no montante geral. Desse modo, a empresa aumenta a quantidade de ativos na bolsa e facilita o processo de negociações com novos investidores.

Essa prática não representa o aumento ou diminuição do capital social da companhia. O total do valor de mercado segue o mesmo, mas agora com mais ações. Logo, os acionistas passam a ter mais papéis na carteira — sem aumentar o valor investido ou o percentual de participação no negócio.

O desdobramento tem diversas funções no mercado de capitais. Por exemplo, proporcionar maior liquidez à companhia, já que as ações passam a ter preços mais baixos. Com isso, a empresa pode atrair mais investidores interessados.

Como funciona o desdobramento de ações?

Para entender o desdobramento, vale a pena ver um exemplo prático. Imagine que você tem 200 ações de uma empresa ao preço de R$ 10,00 cada uma. Se a empresa realizar o desdobramento de 1 para 2, você passará a ter 400 ações.

Mas o montante investido e o percentual de participação na empresa não aumentaram. Isso porque o desdobramento faz com que o preço das ações também seja dividido na mesma proporção. Logo, se ela foi de 1 para 2, o preço de cada papel da sua carteira é agora R$ 5,00.

Ou seja, você tem mais ativos, mas o investimento total continua sendo de R$ 2 mil nesse exemplo.  E se você tinha, por exemplo, 2% das ações totais da companhia, esse percentual continua o mesmo. Afinal, o capital social não mudou.

Mas como saber se o desdobramento acontecerá? Cabe à empresa informar à bolsa de valores e aos seus investidores sobre o processo. Assim, os acionistas podem entender o que acontece e saber interpretar as mudanças na sua carteira.

Qual é a diferença entre desdobramento e grupamento de ações?

Além do desdobramento de ações, existem outros termos importantes no mercado financeiro. Um deles pode ser confundido com esse conceito: o de grupamento de ações. Entretanto, é importante entender com precisão cada processo.

Depois de aprender o que é desdobramento de ações, fica mais fácil entender o grupamento. Isso porque se trata do processo oposto. Também conhecido como inplit, essa prática atua de maneira contrária à split.  Logo, ela consiste em reunir diversas ações em uma.

Normalmente, o grupamento acontece quando a empresa entende que preços muito baixos nas ações afetam sua imagem. Assim, pode decidir reduzir a quantidade de ações no mercado, sem alterar seu capital social.

Considere o exemplo anterior, em que uma ação foi desdobrada em duas. No grupamento, pode ser o oposto: duas ações virarem uma só. Então os papéis que estavam sendo negociados a R$ 5,00 passam a ter o preço de R$ 10,00.

Da mesma forma explicada anteriormente, os acionistas terão apenas a mudança na quantidade de papéis. Contudo, o valor investido e o percentual de participação na empresa se mantêm os mesmos.

Por que a empresa realiza esses processos?

Agora você conhece o desdobramento e o grupamento de ações. Mas, afinal, por que uma empresa de capital aberto realiza esses processos? Isso acontece, principalmente, visando a liquidez e a atração de mais negociações na bolsa.

No caso do desdobramento, por exemplo, sabe-se que ativos com um preço mais acessível atraem a atenção de pequenos investidores. Se uma ação custar R$ 200,00, pode fazer sentido para a companhia desdobrar em busca de maior liquidez.

Já no caso do grupamento, o motivo é o mesmo: atrair investidores. Mas o contexto é o contrário. Ou seja, ações com preços muito baixos podem distanciar investidores. Assim, reuni-las e aumentar o preço pode beneficiar a imagem da companhia.

De qualquer forma, a decisão da empresa parte de um planejamento estratégico para entender se faz sentido fazer o desdobramento ou grupamento de ações. A prática precisa ser aprovada em assembleia e passar pela liberação do Conselho de Administração.

Por que o investidor precisa conhecer o desdobramento?

A vida de um investidor requer tomada de decisões consistentes e atualização acerca do mercado financeiro. Dessa forma, é importante ficar atento para não se surpreender com mudanças na sua carteira de investimentos ou em suas ações de interesse.

Muitos investidores ficam confusos ao verem a quantidade de papéis diminuindo ou aumentando no portfólio. Ademais, eles podem acreditar que o preço do ativo aumentou ou caiu muito pela lei de oferta e demanda se não souberem do processo de desdobramento ou grupamento.

Logo, é importante saber o que esses movimentos significam e entender como podem impactar seus investimentos. No caso do desdobramento, por exemplo, há chances de investir com maior liquidez e acessibilidade em ações que, antes do processo, tinham um preço bastante elevado.

Neste conteúdo você teve oportunidade de aprender o que é o desdobramento de ações. Além disso, entendeu como ele funciona e a diferença entre ele o grupamento. Utilize as informações para se manter atualizado e saber o que acontece na sua carteira de investimentos!

Gostou desse artigo? Siga nossas redes sociais e fique atento as atualizações da nossa produção de conteúdo: Facebook, Instagram, Linkedin, Soundcloud, Twitter e Youtube!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Comentários

  1. Vgner    

    Muito legal, André.
    Obrigado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *