Quem faz investimentos financeiros, principalmente em ações da bolsa de valores, precisa acompanhar os eventos corporativos. Essas ocorrências podem impactar diretamente o investidor e podem ter relação com o lucro obtido nos investimentos.

Além disso, os eventos também podem indicar sinais para mudanças na carteira — por exemplo, com boas perspectivas para novas compras ou indicativo de bom momento para venda.

Quer entender mais sobre o assunto? Confira as informações deste post sobre os eventos corporativos!

O que são os eventos corporativos?

Vamos começar esclarecendo o que são os eventos corporativos. Esse termo se refere a alguns acontecimentos envolvendo as empresas de capital aberto, cujas ações são negociadas em bolsa. Eles estão diretamente relacionados aos ativos e às empresas negociadas no mercado de ações, mas também podem existir em alguns investimentos de renda fixa.

Os eventos dizem respeito, por exemplo, à distribuição de dividendos da empresa ou a alguma mudança na forma de organização das ações. Assim, os investidores devem acompanhar essas movimentações, pois elas podem influenciar nos rendimentos. Este não é, entretanto, o único motivo pelo qual os investidores devem acompanhar estes eventos.

Conhecer os eventos corporativos é fundamental para qualquer investidor que deseje entender o que ocorre com sua carteira de ações. Sem este acompanhamento, um investidor pode acumular diversas dúvidas em caso de mudanças em sua carteira oriundas destes eventos.

Para entender melhor esta relação, vale a pena conhecer os principais eventos corporativos do mercado brasileiro:

Quais são os principais eventos desse tipo?

Agora que você já sabe que eventos corporativos são os acontecimentos relacionados às empresas e suas ações negociadas em bolsa, conheça seus principais tipos. Acompanhe!

Dividendos

Quem investe na bolsa de valores se torna sócio de uma empresa. De tempos em tempos (conforme definido no estatuto da companhia), a gestão dessa empresa compartilha parte de seus lucros com os acionistas. Esses são os dividendos.

A distribuição dos dividendos é um dos eventos corporativos mais relevantes para o investidor. Afinal, é importante acompanhá-lo para saber qual será seu ganho em dividendos em um determinado período, sendo sócio da companhia.

Bônus

Além dos dividendos, os acionistas podem lucrar com seus investimentos por meio do recebimento de bônus. Eles são distribuídos pelas empresas quando há um aumento significativo no rendimento das mesmas.

Os bônus podem vir de duas formas principais: ações e dinheiro. O segundo caso funciona de forma semelhante à distribuição de dividendos, enquanto no primeiro os sócios recebem mais papéis da empresa.

Juros sobre capital próprio (JSCP)

O JSCP é mais um tipo de distribuição de lucro de uma empresa. Basicamente, é o mesmo funcionamento em relação aos dividendos.

A diferença principal é que quem recebe juros sobre capital próprio precisa pagar uma taxa referente ao Imposto de Renda, que já é recolhida na fonte.

Grupamento

Esse evento corporativo indica uma mudança na forma de organizar as ações de uma companhia. No grupamento, a empresa decide reunir algumas ações em uma só, com o objetivo de aumentar o valor unitário de seus papéis.

Na prática, o valor que um investidor tem aplicado não muda, já que a modificação é apenas na quantidade de ações. Assim, se alguém tem mil reais investidos, essa quantia vai continuar a mesma, mas o número de papéis será menor.

Desdobramento

O desdobramento é o oposto do que explicamos anteriormente. Além de poderem agrupar ações, as empresas têm a opção também de desmembrá-las — ou seja, dividir um papel em vários outros.

Da mesma forma como no item anterior, o valor que um investidor tem aplicado não muda. O que vai modificar é que, depois do desdobramento, ele será dono de uma quantidade maior de papéis, cuja soma mantém o mesmo valor após o desdobramento.

Subscrição

A subscrição acontece quando uma empresa tem interesse de lançar um novo lote de ações no mercado para captar mais recursos. Esse é um evento corporativo importante, pois os investidores que já têm papéis da companhia contam com preferência para comprar essas novas ações antes delas serem lançadas na bolsa.

Redução de capital em ações

É comum que as empresas expandam seus negócios e aumentam o capital em ações. Entretanto, em alguns casos específicos pode acontecer o contrário: a companhia decidir reduzir seu capital.

Nesse caso, ela precisa comprar as ações dos acionistas, restituindo o dinheiro a eles.

Eventos corporativos na renda fixa

Os eventos corporativos relacionados a investimentos de renda fixa são um pouco menos complexos. Em geral, os eventos desse tipo estão relacionados ao recebimento dos rendimentos prometidos pela aplicação.

É o caso, por exemplo, do pagamento de cupons ou juros semestrais, do vencimento dos títulos e da amortização (que acontece em alguns fundos ou debêntures).

Apesar disso, se você possui investimentos deste tipo, pode valer a pena também se manter atento a estes eventos corporativos.

Por que é importante acompanhar os eventos corporativos?

Como você viu, os eventos corporativos tratam de assuntos de muita relevância para o investidor. Por isso, o acompanhamento das movimentações pode ser muito importante paral lhe ajudar nas decisões sobre a administração da sua carteira de investimentos.

Além disso, ficar atento aos eventos é uma forma de entender o que acontece com seus investimentos. Imagine observar que o número de ações que você tem de determinada empresa caiu pela metade? Quem não estiver sabendo que a companhia fez um grupamento pode ficar bastante confuso e se assustar com essa informação.

Ainda, analisar os eventos corporativos é uma maneira de perceber boas oportunidades. É comum que o mercado financeiro reaja a essas movimentações. Nesse contexto, pode acontecer de cair o preço de algumas ações, caracterizando um bom período para compra de mais papéis.

Quem entende de eventos corporativos e consegue fazer boas análises do mercado pode, inclusive, obter ótimos lucros aproveitando as mudanças. É o caso dos investidores especulativos de curto prazo, que veem oportunidades nesses momentos para vender e comprar investimentos de acordo com as flutuações.

Investidores que fazem buy and hold também podem se utilizar da análise de eventos corporativos para tomar suas decisões. A depender do que acontece com a companhia, você poderá observar se vale a pena manter sua posição, fazer novas aplicações ou vender suas ações.

Conclusão

Viu como é importante acompanhar os eventos corporativos? Isso pode ser feito de forma prática no próprio site da bolsa brasileira B3. Ela oferece uma ferramenta que automatiza as informações sobre esses eventos, facilitando a análise dos investidores.

Para acessar esses dados, basta ir até o site e pesquisar sobre o nome da empresa ou o código da ação que você deseja consultar. Assim, é possível conferir os eventos corporativos relacionados a ela e fazer sua análise.

Quer ajuda para analisar ações? Confira nosso post com 5 indicadores que você precisa observar antes de investir!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *