Quem tem uma empresa ou trabalha em um cargo de gestor tem que saber da importância da gestão de pessoas. Para quem não está situado sobre o tema, gestão de pessoas, em poucas palavras, é um conjunto de estratégias que as empresas ou empregadores utilizam para desenvolver seus profissionais.

E entender sobre o assunto (que envolve desde a contratação de profissionais até práticas para desenvolvimento, retenção e motivação da equipe) é de extrema importância para desenvolver uma empresa. Afinal, nenhum negócio sobrevive se o capital humano não está trabalhando em harmonia com os interesses da empresa.

Este artigo tem como objetivo discorrer sobre alguns pilares fundamentais para que a gestão de pessoas dê certo. Se interessou pelo assunto? Então acompanhe o texto e saiba mais!

Entendendo a gestão de pessoas

Como citado, a gestão de pessoas é um conjunto de técnicas que as empresas e/ou empregadores utilizam para desenvolver seu capital humano. Essas ferramentas podem ser utilizadas na hora da contratação, no desenvolvimento, capacitação, bem estar, humanização e na retenção de profissionais para fazer a empresa crescer.

Atualmente, os empregados não podem ser mais vistos como meras pessoas substituíveis. Para se ter um negócio de sucesso, as empresas devem vê-los como parte essencial do processo.

Dessa forma, a gestão de pessoas ganhou força nos últimos anos. Dar a devida atenção aos recursos humanos virou uma grande chave para a empresa ter força no mercado.

A importância da gestão de pessoas

Uma empresa que não consegue capacitar, reter, motivar e deixar seus funcionários confortáveis está fadada ao fracasso. Muitos empregadores não investem na capacitação de funcionários.

Afinal, o que é melhor: investir nos trabalhadores para que eles melhorem na empresa ou não desenvolvê-los para que se acomodem?

Procurar pelos melhores colaboradores e oferecer um bom salário com muitos benefícios não é o bastante. As novas gerações, por exemplo, muito provavelmente não ficariam em empregos que pagam bem mas que não adicionam nada para sua carreira.

Aprender, ter bem estar, sentimento de realização e evoluir se tornou algo essencial para novos trabalhadores. Por conta disso, todos devem avaliar como anda sua equipe, o grau de motivação e atuar para melhorá-los para conseguir bons resultados.

Teorias e estudiosos da gestão de pessoas

Há muitos estudos que contribuíram para a formação dos estudos de gestão de pessoas. Mesmo que de forma breve, vale conhecê-los.

Foi no período de 1900 que as primeiras teorias gerais da administração começaram a aparecer. O fator humano e os recursos humanos eram pouco valorizados. Os trabalhadores eram vistos como instrumentos que faziam parte do processo produtivo, ou como “peças de máquinas”.

Uma dos estudiosos que podemos citar é Frederick Taylor. O Taylorismo foi um marco na formalização de sistemas de gestão de pessoas.

Tinha como ideia a definição de cargo, ou seja, que tarefas devem ser associadas ao desempenho do posto de trabalho. O método visava “colocar a pessoa certa no lugar certo”, para obter mais eficiência no processo de produção.

Henry Fayol também contribuiu para a formação desses estudos. Suas pesquisas se mostram presentes nas empresas atuais, pois as funções de administração que ele considerava são tidas como tarefas dos gestores ainda hoje.

Por último, vale citar a teoria da Pirâmide de Maslow. Muito utilizada na administração, afirma que o ser humano tem inúmeras e distintas necessidades pessoais para serem realizadas. Essas necessidades podem mudar de acordo com a realidade social e as circunstâncias que a sociedade proporciona.

Como os trabalhadores estão sujeitos a emoções e distintas necessidades, cabe aos gestores alinhar os interesses dos colaboradores com os objetivos da empresa. Isso deve ser feito porque trocar de empregados a todo momento não é fácil e a empresa perde tempo, dinheiro e eficiência agindo dessa maneira.

Principais pilares da gestão de pessoas

São cinco os pilares da gestão de pessoas que devem ser levados em consideração:

  • motivação
  • processos de comunicação
  • trabalho em equipe
  • conhecimento e competência
  • treinamento e desenvolvimento

A seguir, conheça cada um deles.

1. Motivação

Diz respeito ao comprometimento de cada pessoa em uma organização. Um funcionário que não está motivado não rende o quanto poderia e esse perfil nenhuma empresa gostaria de ter no seu time.

Por isso, o importante é entender o que motiva uma pessoa a querer trabalhar na sua empresa. As respostas podem ser várias: bom salário e benefícios, propósito da empresa, plano de carreira, desafio do cargo ou aprender novas funções, dentre outras.

Para trabalhar esse lado da empresa, siga algumas dicas:

  • conheça seus colaboradores: converse com eles e entenda as necessidades de cada um. Se alguma necessidade básica não estiver sendo suprida, o trabalhador não conseguirá dar o seu máximo
  • tenha metas definidas: empregados que sabem o que devem fazer e buscar ficam mais motivados e dificilmente entrarão na zona de conforto
  • elabore um processo seletivo completo, transparente e que permita conhecer bem o candidato
  • trabalhe na base da meritocracia
  • dê feedbacks recorrentes (semanalmente ou mensalmente, por exemplo) para que o trabalhador corrija erros e melhore cada vez mais.

2. Processos de comunicação

Comunique-se sempre com sua equipe da forma mais clara possível. O diálogo deve ser extremamente incentivado para que todos possam trabalhar em conjunto e alcançar o objetivo desejado.

Isso pode ser feito de forma simples, como:

  • utilize plataformas e aplicativos para se comunicarem (como chats, Trello, Slack, e-mail e outros)
  • trabalhe maneiras de conversarem no momento em que tiver uma urgência
  • faça pequenas e breves reuniões durante a semana
  • combinem um tempo de resposta entre os colaboradores
  • Faça todos da equipe se integrarem e conversarem entre si.

3. Trabalho em equipe

Faça todos os setores da empresa se comunicarem. Afinal, mesmo que façam trabalhos distintos, trabalham no mesmo local e, por isso, possuem os mesmos objetivos.

Entre cada equipe, é necessário deixar claro o papel de cada um dentro do processo.

Se você for o gestor, tenha em mente que deve deixar o trabalho de cada um alinhado com as metas da organização. Importante também deixar claro da importância do trabalho de cada um e como este pode afetar o trabalho de outro integrante.

Veja algumas ações para manter todos trabalhando em sintonia:

  • faça o profissional entender a importância do seu trabalho para todo o processo
  • integre todos os funcionários e faça-os conhecer as atividades dos outros setores
  • junte trabalhadores com múltiplos conhecimentos para que possam se ajudar.

4. Conhecimento e competência

Toda empresa que deseja crescer precisa ter funcionários que tem conhecimento e competência na área que estão atuando. Para fazer isso, tenha em mente o tipo de colaborador que precisa e como deve ser a equipe ideal.  As duas dicas para isso são:

  • faça um processo seletivo eficiente e que avalie as competências e estilo do candidato e seja claro em relação a empresa e tudo sobre a vaga
  • avalie o desempenho dos colaboradores periodicamente

5. Treinamento e desenvolvimento

Todos em uma empresa precisam se atualizar. O treinamento e o desenvolvimento de habilidades dos trabalhadores deve ser feito periodicamente.

Um profissional que está em constante aprendizado é excelente para qualquer lugar, pois poderá trazer inovações. Assim, todos ganham com o resultado dessa troca.

Siga as dicas a seguir para esse pilar:

  • identifique o que cada colaborador tem interesse em aprender ou se aprimorar e incentive a estudar o que gostaria para aprimorar os processos da empresa
  • organize treinamentos e cursos que seja agregador para todos de tempos em tempos

Gestão de pessoas é um processo que exige esforço e muito estudo, mas que deve ser levado muito a sério. Empresas que focam em melhorar seus recursos humanos estão a um passo à frente daquelas em competitividade, valores e produtividade.

Funcionários contentes com seus trabalhos, que sabem do seu papel na organização e que são constantemente incentivados farão enorme diferença para uma empresa chegar ao sucesso. Por isso, não deixe de aplicar esses 5 pilares e tenha funcionários competentes e alinhados com os objetivos da empresa!

Gostou do artigo? Então assine nossa Newsletter e receba muito mais conteúdos como esse!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *