O lucro do Itaú Unibanco atingiu a soma de R$ 6,28 bilhões entre os meses de janeiro e março deste ano – um crescimento de 3,77% na comparação com o mesmo período de 2017, de acordo com dados divulgados pela instituição na última terça-feira (1). O avanço nos lucros do banco foi apenas um de uma série de números positivos apresentados pelo Itaú para o primeiro trimestre de 2018.

Segundo o Itaú, as receitas de serviços também cresceram 6,7% nos três primeiros meses do ano – permitindo, consequentemente, o incremento nos lucros. “Destacamos no trimestre a evolução de nossas receitas de prestação de serviços, que cresceram 6,7% em relação ao primeiro trimestre de 2017, principalmente as relacionadas à administração de recursos, pacote de serviços e cartões de crédito”, afirmou a instituição em comunicado.

Selic e carteira de crédito

Os impactos da redução na taxa Selic no início de 2018 nos resultados do banco foram compensados, de acordo com o relatório do Itaú, pela queda da inadimplência no período. “O resultado bruto de nossa intermediação financeira foi impactado negativamente pelo ciclo de redução da Selic, iniciado em outubro de 2016, compensado pelas menores despesas de provisões para crédito de liquidação duvidosa”, disse o banco.

O índice de inadimplência das operações de crédito do Itaú Unibanco caiu de 4,7% para 4,2% no trimestre para pessoas físicas e de 2,3% para 2,1% para empresas. A taxa de inadimplência média do Itaú no trimestre ficou em 3,1%, ante 3,4% observado um ano antes.

Já a carteira de crédito do banco avançou 2,9% no período na comparação com 2017, atingindo o total de R$ 566,4 bilhões no mês de março. Segundo a instituição, o crescimento foi identificado tanto nas operações com pessoas físicas quanto nas operações envolvendo micro, pequenas e médias empresas.

BTG Recomenda compra

Diante dos resultados positivos trimestrais divulgados, com aumento do lucro do Itaú Unibanco e expansão das receitas, a equipe do banco de investimentos do BTG Pactual decidiu recomendar a clientes a compra das ações do Itaú (ITUB4).

Em relatório enviado nesta quarta-feira (2), os analistas Eduardo Rosman e Thiago Kapulskis destacaram os números trimestrais do Itaú e mantiveram as ações da instituições como “top pick” (ações com perspectiva de performance positiva) do setor para 2018. Para eles, “a qualidade dos ativos continua a ser favorável, e a mudança no mix de empréstimos, que já está ocorrendo, deve assegurar uma margem de risco decente ajustada ao risco nos próximos 12 a 18 meses”.

O preço-alvo estabelecido pelo BTG Pactual para as ações do Itaú Unibanco (ITUB4) permanece em R$ 50,00.

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *