Você já se perguntou onde investir 1000 reais? É comum pensar que para explorar o mercado financeiro é preciso ter uma grande quantidade de capital. Contudo, é possível encontrar alternativas para todos os orçamentos.

Os investimentos podem ser um meio de alcançar metas, proteger o patrimônio e ter rentabilidade. Mas, para isso, primeiro é necessário saber o seu perfil de investidor e definir objetivos. Dessa forma, é possível encontrar opções adequadas para cada investidor.

Neste conteúdo você conhecerá alguns investimentos para diferentes objetivos. Continue a leitura e aprenda mais sobre o assunto!

O que considerar antes de investir?

A decisão de investimento não é baseada somente no valor do aporte, mas também em objetivos e características pessoais. Assim, antes de saber onde investir os seus 1000 reais, é fundamental considerar alguns pontos.

Confira a seguir:

Perfil de investidor

Considerar o perfil de investidor é o primeiro passo para saber onde investir. Ele pode ser conservador, moderado ou arrojado — conforme o nível de tolerância aos riscos nos investimentos.

Os conservadores são aqueles menos resistentes aos riscos, que preferem investimentos seguros e com poucas chances de desvalorização. Por isso, eles abrem mão da rentabilidade maior para prezar pela segurança.

Já os investidores arrojados são os mais tolerantes aos riscos. Dessa forma, conseguem aproveitar investimentos menos seguros, com possibilidades de perdas, para tentar potencializar a rentabilidade.

Entre eles, existem os moderados, que unem características dos dois perfis. Preferem investimentos mais seguros, mas conseguem suportar alguns riscos — especialmente a longo prazo.

Composição da reserva de emergência

Além de considerar o seu perfil, você precisa começar seus investimentos por uma reserva de emergência. Ela representa um valor que só será utilizado em casos urgentes e imprevistos. A ideia é contar com um montante suficiente para manter a sua subsistência por alguns meses.

Uma boa margem para ter segurança ao montar a reserva de emergência é economizar o equivalente a 6 meses do seu custo de vida. Desse modo, caso ocorra algum imprevisto, é possível ficar mais tranquilo.

Assim, se você busca saber onde investir os primeiros 1000 reais, considere alocar como uma reserva de emergência. Eles devem ser investidos em algo seguro e com alta liquidez. Depois de ter uma reserva encaminhada é possível pensar em mais alternativas no mercado financeiro.

Diversificação da carteira

Quem tem 1000 reais para investir já pode montar uma carteira diversificada. Essa é uma técnica essencial para os investidores, principalmente para diminuir os efeitos negativos dos riscos com investimentos.

A estratégia consiste em fazer aportes em diferentes classes e tipos de investimentos, além de diversos setores da economia. Dessa maneira, as desvalorizações de um ativo, por exemplo, não afetarão todo o capital — mas apenas uma parte dele.

Na hora de diversificar, você deve basear suas decisões nos seus objetivos. O ideal é separá-los em curto, médio e longo prazo, escolhendo investimentos específicos para cada meta.

Onde investir 1000 reais?

Após conhecer alguns fatores a se considerar antes de investir, é preciso entender as alternativas do mercado.

A seguir você conhecerá algumas das opções mais comuns!

Títulos de renda fixa

A renda fixa é uma classe de investimentos em que o investidor compra títulos de dívida dos emissores. Assim, ele pode emprestar dinheiro para o Governo, instituições financeiras ou empresas privadas.

No prazo pactuado, o valor é devolvido com o acréscimo de juros. Vale destacar que a característica mais marcante da renda fixa é previsibilidade. A segurança também é uma característica central.

Para trazer mais segurança, existem opções que oferecem mecanismos de proteção, como a cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Por essas características, os títulos de renda fixa servem bem a objetivos de curto prazo — como para a reserva de emergência. As opções mais comuns são o Tesouro Selic, Tesouro IPCA e CDBs (certificados de depósito bancário).

Fundos de investimento

Os fundos são investimentos coletivos, organizados por uma administradora e gerenciados por um gestor profissional. Aqui, os investidores compram as cotas e participam dos resultados obtidos pela gestão.

Podem existir diferentes tipos de fundos, conforme os ativos que compõe o portfólio. Alguns são de renda fixa, outros são de renda variável. Por exemplo, os fundos de ações, cambiais, imobiliários e multimercados.

Uma alternativa de fundo é o investimento em ETFs — exchange traded funds. Também conhecidos como fundos de índice, eles são voltados a negociações de ativos com o objetivo de acompanhar um indicador financeiro.

Um exemplo é o BOVA11, que acompanha o Ibovespa — o principal índice de ações da B3, a bolsa de valores brasileira. Também existem ETFs que replicam índices de renda fixa ou de outros ativos além das ações.

Ações

Você sabia que o investimento em ações também é uma alternativa para quem tem 1000 reais? Esses papéis representam uma parte do capital social de uma empresa, assim, quem os adquire se torna um sócio.

Com isso, o investidor começa a fazer parte do negócio, acompanhando os resultados da empresa. Ele pode obter ganhos com a valorização da ação ou com o recebimento de dividendos — que é resultado da divisão de lucros.

Entretanto, vale lembrar que elas são opções de renda variável. Ou seja, não há garantias de rentabilidade, podendo, inclusive, ocorrer a desvalorização. Por isso, o investidor deve considerar o seu perfil e os objetivos com o aporte para tomar melhores decisões.

Investimento pessoal

Os investimentos não são exclusividade do mercado financeiro. Você já pensou em investir em si mesmo? Em muitos casos, esse pode ser o aporte que mais dê resultado na sua vida ao longo do tempo.

Afinal, é preciso ter dinheiro disponível para realizar investimentos financeiros. E, para isso, você precisa buscar formas de aumentar sua renda. Assim, investir primeiro em si mesmo e na própria carreira pode ser essencial para alcançar seus objetivos.

Seus 1000 reais podem servir, por exemplo, para fazer cursos e se especializar, ou mesmo começar um negócio próprio. Potencializar os seus conhecimentos no próprio mercado financeiro também pode ser uma forma interessante de, no futuro, fazer investimentos cada vez melhores.

Agora você já conhece algumas alternativas sobre onde investir 1000 reais. Então, tenha em mente que o investimento ideal é aquele que atenderá suas necessidades e objetivos. Dessa forma, sempre considere a finalidade de cada aporte para tomar a melhor decisão.

Achou esse conteúdo interessante? Compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude mais pessoas a conhecerem o assunto!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *