O Parlamento Europeu aprovou, nesta quinta-feira (5), um novo sistema de segurança para entrada de turistas na Europa. A partir de 2021, turistas de mais de 60 países – inclusive o Brasil – precisarão solicitar autorização prévia e pagar uma taxa para visitar 32 países da região.

O Sistema Europeu de Informação e Autorização de viagem (European Travel Information and Authorisation System) tem início previsto para 2021 e terá como objetivo aumentar o controle sobre a entrada de turistas em solo europeu e minimizar riscos relacionados à segurança e imigrações ilegais. Além do Brasil, turistas dos Estados Unidos, Canadá, México e Argentina também precisarão solicitar o documento.

A autorização custará 7 euros e terá validade de três anos. Para consegui-la, o viajante terá de preencher um formulário online e responder questionamentos a respeito de sua presença em zonas de guerra e conflitos e sua situação com a Justiça.  As informações fornecidas serão verificadas pela base de dados da União Europeia e da Interpool e, não havendo razão para análises mais aprofundadas, o documento será emitido automaticamente.

Países que exigirão autorização de viagem

O programa – que foi proposto no ano passado – abrangerá todos os países da União Europeia, como Portugal, Espanha, França, Itália, Alemanha, entre outros. Outros quatro países: Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein – que fazem parte do Acordo Schengen – também adotarão o novo sistema de controle de entrada de turistas.

Quem viajar para Reino Unido e Irlanda não precisará da nova autorização de viagem, já que os países não fazem parte da União Europeia.

Vale lembrar que o novo sistema é direcionado a turistas que desejarem visitar a região.Quem for à Europa a trabalho, estudo ou desejar morar em países europeus precisa realizar a solicitação de visto – como acontece atualmente.

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

 

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *