Você já ouviu a expressão “pensar fora caixa” e ficou se perguntando: afinal, o que é pensar fora da caixa? Ou começou a refletir sobre como é possível tornar essa estratégia relevante e, principalmente, constante em seu processo produtivo? Então esse artigo foi feito para você!

Resumidamente, pensar fora da caixa é adotar novas atitudes e pensamentos, diferente do que já é usualmente realizado. É observar as questões rotineiras com novos olhares e criar soluções criativas e assertivas para elas.

Se você deseja conhecer o poder de pensar fora da caixa, além de entender como estimular este processo, fique ligado neste artigo! Além de reflexões sobre o tema, você acompanhará dicas que lhe ajudarão a lapidar essa habilidade.

Boa leitura!

O poder de pensar fora da caixa: benefícios para a vida profissional

No âmbito profissional, quem analisa os obstáculos e desafios de forma diferenciada recebe destaque. Se uma determinada empresa está em profunda crise, por exemplo, é comum que os colaboradores desanimem-se e sintam-se ameaçados com o novo cenário.

Mas se um empregado pensar fora da caixa e, mesmo na crise, enxergar novas possibilidades – seja com a criação de um novo serviço ou um estratégia diferenciada que alavanque as vendas, certamente receberá “todos os louros” pela sua atitude.

Sendo assim, quem deseja se diferenciar em meio ao concorrido mercado profissional precisa aprender a pensar fora da caixa. É necessário lapidar essa habilidade e torná-la uma ferramenta de gestão criativa.

Mas como apurar as situações a partir de novas óticas? Parece difícil, mas não é. Valorizando o seu lado criativo e otimista, além de reativar todas as experiências pessoais e profissionais já vividas ao longo da vida, pensar fora da caixinha torna-se simples e prático.

Sabe aquela sensação de “ideia genial” que você sente às vezes, em meio a um grande problema que deve ser resolvido? Nada mais é do que o resultado de muitas referências pessoais e profissionais acumuladas, que você imaginou nunca serem úteis.

Aprenda a pensar fora da caixa e visualizar novas perspectivas

Para lhe auxiliar a iniciar este processo, aqui estão reunidas algumas práticas perfeitas para quem deseja adotar, de uma vez por todas, o conceito Think outside the box”.

Vamos lá?

Saia da sua zona de conforto

Para pensar fora da caixa, o seu cérebro busca informações armazenadas na mente. Sendo assim, a resolução de determinado problema é efetivado junto ao poder do cérebro de buscar caminhos que ele mesmo já conhece.

Se você realiza as mesmas atividades, ouve as mesmas músicas e frequenta os mesmos lugares, as soluções propostas sempre acompanharão a mesma base de informação – o que não resulta pensar fora da caixa e propor ações inovadoras.

Neste cenário, é válido realizar atividades novas e que seu cérebro ainda desconhece. E isso vale tanto para novos cursos, de assuntos novos e que agreguem valor ao seu conhecimento, quanto para o experimento de novos sabores, leitura de novos gêneros, audição de outros estilos musicais, dentre outros.

O acúmulo destas novas informações é um passo e tanto para que você aprenda a pensar fora da caixa.

Converse e troque novas ideias

Aprofundando os comentários do tópico anterior, conversar com pessoas pode ser o caminho mais simples e rápido para compreender o poder de pensar fora da caixa.

Lembra que discutimos sobre a influência das referências de vida no processo de adotar novas óticas sobre um mesmo problema? Se você conversa com um grupo de amigos no trabalho, no ponto de ônibus ou na faculdade, imagine o volume de novos conhecimentos que pode ser adquirido?

Todos nós podemos sofrer com os mesmos problemas. No entanto, cada pessoa possui formas únicas de analisá-los, compreendê-los e enfrentá-los. Absorver novos “modi operandi’” pode ser o incentivo que faltava para aplicar soluções mais criativas em seu dia a dia.

Anote as novas ideias

O tempo todo você é submetido a novas situações, acontecimentos e obstáculos. Sendo assim, aproveitar estes momentos para observar e refletir sobre possíveis soluções é um dos segredos para fomentar sua cartela de ideias.

Mantenha consigo um caderno de anotações. Ao observar algo que possa agregar valor a sua vida, anote. Além disso, boas ideias não tem momento certo para surgir.

Tenha certeza que os novos conceitos adquiridos – e anotados – poderão ser utilizados para vencer novos obstáculos a qualquer momento.

Analise a fundo o problema que deve ser resolvido

Uma das principais reflexões sobre a discussão de o que é pensar fora da caixa refere-se a busca pelo problema real. No calor das emoções, quando é necessário encontrar uma solução prática e de imediato, às vezes as pessoas buscam ferramentas que não são as melhores para o problema.

Utilizando as soluções equivocadas, a questão não será resolvida. Se você não consegue resolver, acredita que não sabe como pensar fora da caixa.

Antes de tomar qualquer decisão, entenda o seu problema e tente visualizar as possíveis soluções disponíveis naquele momento. As respostas podem ser encontradas mais facilmente ao utilizar perguntas simples, como “o quê”, “quando”, “onde”, “como” e “por quê”.

Reflita sobre seus sentimentos

Quando se fala em soluções inovadores, novos conceitos e perspectivas, a sua mente precisa se abrir para novo. Isso é fato. No entanto, a recepção de determinada ideia ou conceito nem sempre condiz com os seus valores pessoas e profissionais.

Sendo assim, ao receber uma nova informações, tenha plena certeza de que se sente confortável para executá-la. Escutar o seu interior e avaliar como você se sente ao ser submetido a determinada ideia é primordial.

Não basta saber como pensar fora da caixa. Você precisa ter certeza de que se sente bem tomando determinada decisão. Priorize seus sentimentos.

Pratique meditação

Você acorda, confere o celular, começa a trabalhar, dá mais uma olhada nas redes sociais, responde mensagens, acompanha vídeos no Youtube. Volta para o trabalho, almoça enquanto conversa com um cliente e vai dormir respondendo mais mensagens no celular.

Essa chuva de informações que, muitas vezes, não agregam valor ao processo produtivo, é uma das grandes inimigos do “pensar fora da caixa”. Para dar uma pausa no cérebro e ativá-lo para novas ideias, é preciso descansar.

Neste sentido, praticar meditação é uma excelente oportunidade de relaxar, conectar-se com o seu interior e reduzir a ansiedade.

A propósito, você sabia que a ansiedade é o grande motivo dos chamados “bloqueios criativos”? Não pense duas vezes em desacelerar se quiser despertar o poder de pensar fora da caixa.

Conclusão

Junto a estas ferramentas que permitem lapidar suas habilidades e auxiliá-lo a pensar fora da caixa, é preciso destacar uma ação primorosa. Lembre-se que você é quem guia sua vida e suas decisões.

Quanto maior for o interesse em agregar valor às suas ideias, pensamentos e ações, com mais assertividade os problemas do dia a dia serão vencidos.

Gostou do artigo? Então continue acompanhando o portal e tenha acesso a mais informações enriquecedoras sobre negócios, produtividade, qualidade de vida, finanças e muito mais!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *