Quem já está familiarizado com o mundo dos investimentos sabe que o perfil de risco é uma definição importante para identificar as características de cada investidor. Contudo, quem está iniciando agora neste ambiente pode não saber o que é e como definir este perfil de risco.

Com o artigo de hoje você conseguirá compreender a importância da análise de perfil de risco do investidor, além de conferir algumas dicas sobre como descobrir em qual categoria você se encaixa e como investir melhor a partir desta descoberta.

Boa leitura!

O que é perfil de risco?

O perfil de risco, também conhecido pelo termo em inglês suitability, ou ainda perfil de investidor, é uma análise que identifica quais são as preferências e as expectativas de alguém em relação aos investimentos que realizará. Esse termo equivale a nada mais que o nível de tolerância ao risco que um investidor apresenta.

Por isso mesmo, bancos e instituições financeiras sempre realizam o “teste de perfil de risco” (quase como um “teste de personalidade”) antes de indicarem as melhores alternativas para um investidor.

Essa análise é feita de forma simples, apenas com o investidor respondendo algumas perguntas básicas de um formulário. Essas perguntas levam em consideração três requisitos: segurança, liquidez e rentabilidade, já que esses pontos dificilmente serão encontrados, juntos, nos investimentos disponíveis no mercado.

Ao final do questionário, as instituições financeiras conseguem mapear quais as principais intenções de cada investidor, podendo então apontar qual é o perfil de risco desse investidor  e os melhores investimentos com base no seu perfil.

O perfil de risco é dividido em três classificações básicas:

  • conservador;
  • moderado;
  • agressivo.

Vale ressaltar que todas as instituições financeiras ou agentes de investimento, segundo a CVM 539, são obrigados a aplicar o formulário para descobrir o perfil de risco antes de indicar qualquer investimento a um investidor.

O formulário nem sempre é o mesmo, ou seja, nem todo questionário apresenta as mesmas perguntas, mas cabe às instituições criarem esses formulários com base na  metodologia de Análise de Perfil do Investidor (API).

Por que é importante definir o perfil de risco?

Embora a intenção final de um investimento seja sempre o lucro para quem investe, há diversas formas de conquistar o resultado desejado. Algumas podem ser mais rápidas, outras mais demoradas. Há investimentos considerados de maior ou menor risco.

Cada cliente tem características que combinam mais com um ou outro perfil de investimento. Alguns investidores, por exemplo, preferem investir todo o seu capital em ações, mesmo sabendo que correm o risco de perder parte (ou o total) desse investimento caso as ações se desvalorizem.

Outros investidores, porém, são mais tradicionais e buscam apenas opções consideradas conservadoras, como a poupança ou investimentos de renda fixa, como os títulos do Tesouro, CDBs, fundos de renda fixa, entre outros. Há quem prefira abrir mão da liquidez em busca de melhores rendimentos, enquanto existem aqueles que preferem ter o dinheiro sempre disponível, mesmo que isso impacte na rentabilidade.

Sem uma definição correta do perfil de investimento, o investidor pode se frustrar com seus investimentos ou mesmo ter dores de cabeça por conta de eventuais perdas relacionadas às suas escolhas de investimento. Portanto, definir este perfil de risco ajuda o próprio investidor a compreender sua tolerância a riscos e a fazer escolhas mais acertadas em relação à sua carteira de investimentos.

Os perfis de risco

Como você já sabe, perfil de risco apresenta três classificações básicas. Dentre essas classificações, suas definições são:

Conservador

Nessa categoria, o investidor prioriza a segurança e a liquidez em seus investimentos, não se importando com uma baixa rentabilidade.

O perfil conservador é para quem não gosta de correr muitos riscos, e combina com clientes que prefere investimentos com retornos previsíveis, geralmente ligados à renda fixa.  Em alguns casos, pode ter uma pequena quantidade de dinheiro alocada em renda variável.

Moderado

O investidor moderado é um meio-termo das categorias. Ele gosta de ter segurança, como nos investimentos de renda fixa, mas está disposto a arriscar um pouco mais que o investidor conservador.

Por isso, ele consegue compor uma carteira de investimentos com um pouco mais de risco, aderindo a uma mistura de aplicações em renda fixa e também em renda variável.

Geralmente, o investidor moderado aceita correr riscos, mas não tão expressivos quanto os investidores arrojados. Ainda assim, ele acaba tendo mais opções de investimentos que o investidor conservador.

Arrojado / Agressivo

Por fim, o perfil arrojado, também chamado de agressivo, é indicado para os investidores que não têm medo de arriscar na hora de investir e sabem que a possibilidade de retorno está justamente ligada ao risco assumido nas aplicações.

Porém, é importante frisar que isso não significa que esse perfil de investidor é “irresponsável”. Pelo contrário: o investidor arrojado tem completa consciência de seus investimentos e apenas corre os riscos calculados, que estejam de acordo com seu planejamento.

Vale destacar também que sua carteira pode estar sujeita à volatilidade durante o período de acumulação.

Como definir seu perfil de risco?

Se você não conhece ainda seu perfil de risco ou perfil de investidor, pode entrar em contato com a instituição financeira na qual possui conta e fazer o teste. Você também pode fazê-lo clicando aqui.

Definir seu perfil de risco é um passo fundamental para investir com maior assertividade e ter resultados mais satisfatórios com seus investimentos. Por isso, não deixe de fazer o teste!

Gostou deste conteúdo? Então aproveite e se inscreva em nossa newsletter para receber mais conteúdos especiais sobre finanças e investimentos por e-mail!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *