À medida que o mundo muda, o mesmo acontece com a forma como consumimos tudo ao nosso redor. Por isso, o futuro do consumo é motivo de estudo de empresas e empreendedores que querem estar atualizados com as tendências de consumo que devem moldar a economia nos próximos anos.

Em termos gerais, as pessoas têm buscado mais equilíbrio em todos os aspectos de suas vidas, incluindo suas formas de consumo global e local. Compreender que as antigas regras de consumo já não se aplicam mais, e que essas mudanças vão muito além da interação dos consumidores com o produtos, é fundamental para garantir o sucesso dos negócios hoje e num futuro próximo.

Para entender as tendências de consumo para o futuro, continue acompanhando este artigo. Siga a leitura e veja 6 tendências para o futuro do consumo a partir de agora!

Qual o futuro do consumo?

Quando falamos em futuro do consumo, é comum associarmos esse futuro à tecnologia. E, de certa forma, está certo.

Assim como a tecnologia transformou o cenário dos negócios, o mesmo se aplica aos consumidores, que estão mudando seu comportamento a uma velocidade sem precedentes. A revolução tecnológica possibilitou a ascensão de gigantes corporativos como Google, Amazon, Facebook e Apple, que não devem deixar esses postos de relevância tão cedo.

Mas outros fatores influenciam os hábitos de consumo da população além da tecnologia, como a economia, a cultura, os valores pessoais, entre outros, que devem ser levados em consideração ao definir as tendências de consumo.

Atualmente, existe um consenso global de que um dos principais desafios é o excesso de consumo. No mundo ocidental, “consumir ou não consumir” se tornou um grande dilema ético, uma vez que acompanhamos o aumento da escassez dos recursos naturais da Terra, aumento da poluição, etc.

Por isso, o futuro do consumo é mais que apenas uma adaptação de empresas e mercados a novas tecnologias. Questões como o desenvolvimento de novos modelos de produção e consumo têm sido fundamentais para a contribuição de um legado futuro positivo para o planeta, por exemplo.

6 tendências de consumo para o futuro

Diversos estudos mostram uma variedade imensa de tendências de consumo para o futuro. Porém, algumas dessas tendências se destacam, tanto pelo impacto geral quanto por aparecerem como unanimidade em todos esses estudos e pesquisas.

Essas tendências de consumo já são vistas em 2019, e também podem ser consideradas tendências de consumo no mercado brasileiro, uma vez que grande parte do comportamento do consumidor em 2019 já reflete essas inclinações.

Aqui estão os destaques das tendências de consumo para o futuro que terão maior impacto no comportamento dos consumidores:

Acompanhe:

6. Consumo consciente e sustentável

Como já dito, os consumidores mais conscientes já entenderam que a ascensão da sustentabilidade em seus modos de consumo não é mais uma questão de escolha, e sim de necessidade para a manutenção do planeta.

Mesmo com imensa facilidade de compra de produtos, os consumidores cada vez mais optarão por marcas que os ajudem a fazer escolhas melhores e mais responsáveis. As vendas de xícaras de café e garrafas de água reutilizáveis decolaram nos últimos anos, enquanto acompanhamos mudanças significativas, como o fim dos canudos de plástico em bares e restaurantes.

Para as empresas, o desafio é “falar menos e fazer mais”, pois serão as ações que contarão para os consumidores. Marcas como a Adidas já entenderam isso. No caso da empresa, ela se comprometeu a criar roupas feitas de plástico reciclado do oceano – e já lançou as primeiras peças da coleção.

5. Consumo baseado na experiência

Essa tendência pode não parecer novidade, mas é fato que ela só vai crescer ainda mais nos próximos anos. A previsão dos especialistas é que, num futuro bem próximo, os consumidores apenas gastem seu dinheiro com serviços e produtos que foquem na experiência dos mesmos.

Seja para jantar em um restaurante, fazer compras online ou na loja, os consumidores buscam um “fator de bem-estar” acima de tudo. Essa ideia de bem-estar está, inclusive, acima da preocupação com o preço, que fica em um plano secundário.

4. Consumo multicultural

Os grupos considerados minorias vem ganhando espaço depois que muitas empresas entenderam a importância da representatividade e da diversidade. E essa minorias têm grande influência econômica.

O futuro do consumo é diversos em tendências étnicas e culturais, ofertando produtos que representam e inspiram milhares de pessoas independente do tom de pele, idade, gênero, tipo de corpo ou espessura do cabelo, como a maioria das empresas de beleza já entenderam.

3. Consumo por indicação “das vozes da Internet”

O impacto das mídias sociais é mais forte do que nunca. Os usuários têm voz e podem ajudar no crescimento ou na decadência de uma empresa apenas através de comentários e redes sociais.

Pode parecer exagero, mas não é. As “vozes da Internet” impactam diretamente a forma que os consumidores escolhem marcas, empresas e produtos, lendo avaliações, pedindo indicações em redes sociais, etc.

Os usuários de dispositivos digitais têm o poder de influenciar a popularidade de produtos e serviços e acessar informações sobre o que quiserem, quando quiserem, de outros consumidores. Por isso mesmo, os consumidores não olham mais para as marcas como a principal fonte de informação.

Afinal, eles leem fóruns, blogs ou assistem a tutoriais para encontrar um produto com o ajuste perfeito.

2. Consumo a qualquer momento

Uma das principais consequências do crescimento do uso da Internet móvel é a tendência dos consumidores estarem imersos no mundo digital em qualquer lugar e a qualquer momento. Com isso, estamos consumindo o tempo todo, mesmo que este consumo seja de dados e informação, incluindo propagandas.

Embora um novo tipo de conscientização esteja surgindo – exatamente sobre a privacidade de dados dos usuários nas redes sociais, é quase impossível mudarmos a forma atual de consumo em todo o tempo.

1. Consumo com marcas reais

Os consumidores querem se conectar com marcas reais que, além de realmente colocarem em prática o que pregam, conhecem profundamente os seus clientes, enxergando-os não apenas como consumidores para extrair mais dinheiro, mas pessoas com uma diversidade de necessidades que abrange todos os aspectos de suas vidas.

As empresas precisam ser autênticas, reais e humanas, mesmo que os consumidores – sempre muito tecnológicos – os forcem a se tornar cada vez mais digitais. A conexão humana é que fará as empresas continuarem crescendo e prosperando no cenário de consumidores em evolução.

E você, o que acha sobre as tendências para o futuro do consumo? Deixe seu comentário a respeito!

Se você gostou deste conteúdo compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas também aproveitem o material!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *