O Grande Urso de Wall Street — este foi Jesse Livemore, um trader de sucesso nas décadas de 20 e 30. Suas operações e a maneira como ele atuava no mercado não só marcaram época, como geram até hoje diversos comentários e matérias.

É pensando nisso que, no post de hoje, você vai conhecer um pouco mais sobre a trajetória desse investidor, bem como algumas das principais dicas que compõem o seu legado. Acompanhe!

Quem foi Jesse Livemore?

Jesse Livemore foi um exemplo de como se pode ganhar ou perder fortunas de milhões de dólares com ações de forma muito rápida. Começou jovem, com 15 anos, e até os 17 já havia falido quatro vezes e tentado mais de três estratégias para aplicar em ações.

Contudo, em meio à crise de 1929, Jesse ganhou $100 milhões em um único dia na Bolsa de Nova Iorque — o que hoje valeria algo em torno de $6 bilhões.

Com uma carreira tão promissora, o trader não só chamou a atenção de pessoas interessadas em aprender com ele, como também atraiu ladrões e sequestradores. Sua mansão chegou até mesmo a ser roubada em 1927, o que começou a preocupá-lo excessivamente. Junto a isso, a decadência de dois casamentos, o tiro da sua ex-esposa contra seu filho, várias falências e colapsos nervosos o levaram a cometer suicídio em novembro de 1940.

Antes de morrer, no entanto, Jesse deixou seu legado em um livro chamado How to Trade in Stocks — que, embora tenha sido um fracasso em vendas na época, contém dicas que continuam atuais, permitindo que muitos investidores possam ainda aprender com ele. É o que você vai conferir a seguir.

O que você deve aprender com ele?

Espere que você vai alcançar

Se existe uma coisa que Jesse sabia era esperar. Ele fazia suas operações no mesmo dia — o usual day trading —, esperando o limite mais baixo para comprar e o mais alto para vender. Ele também pregava que nenhuma ação é cara ou barata demais para se vender.

Se a operação se mostrar rentável, é melhor não sair dela. Exemplo: você comprou a ação por R$ 10 e, como horas depois ela está a R$ 20, você vende. Se ao final do pregão ela chegar a R$ 30, você perdeu dinheiro.

Não culpe o mercado pelas suas perdas

Esse era outro ensinamento de Jesse. Quem inicia uma operação é você. Se ela der errado não é culpa do mercado, dos especuladores, de entidades divinas… a culpa é sua, e aceitar isso é se responsabilizar pelo seu erro. Lembre-se de que os erros servem para que você aprenda com eles e, assim, alcance patamares maiores.

Quanto maior seu aprendizado, maior sua chance de sucesso. A perda não pode fazer com que você desista: olhe para o exemplo do próprio Jesse Livemore, que faliu inúmeras vezes e refez sua riqueza logo depois.

Nunca compre ou venda ações só pelas dicas

As dicas podem ser boas no início, mas não há nada melhor do que a prática. Sinta o mercado, entenda como ele funciona, olhe para o cenário econômico das empresas que você está investindo e pratique. Só o dia a dia da negociação das ações vai lhe ensinar qual rumo tomar.

Não tente ser perfeito

A perfeição, definitivamente, não existe, especialmente no mercado de ações. Ainda que Jesse esperasse ganhar na maioria das suas transações, sabia que uma média de 100% é quase impossível.

Em um mercado de risco, você precisa aceitar que terá perdas e contar com elas. Se conseguir que 70% das suas operações tenham lucro, isso já é admirável.

Não ouça opiniões fora do próprio mercado

Com a mídia, é sempre possível realizar anúncios de que uma empresa vai bem e que vai se capitalizar. Entretanto, quem viveu a bolha do mercado tecnológico de 2000 sabe que algumas notícias podem ser um pouco exageradas ou mascaradas. Sendo assim, procure sempre saber mais a fundo sobre a empresa que deseja investir; busque informações, atualize-se sempre e não acredita em tudo o que ouve.

Também existe aquele seu amigo que ouviu de alguém que a ação da empresa tal vai subir vertiginosamente — aí você compra tudo e elas caem. Existem dois tipos de informação: a equivocada e a privilegiada, segundo o trader. Jesse dizia que se você ouvisse a primeira poderia ter prejuízos e, com a segunda, poderia ir para a cadeia.

Procure por ações que se mostrem estáveis desde o começo

Para os traders isso é um pouco mais complicado, já que a ideia é fazer dinheiro rápido. Mas, segundo Jesse, existe sempre aquela boa ação que está lá desde o início e não tem grandes variações.

Lembre-se que não é aconselhável colocar todos os seus ovos em uma só cesta e que sempre há riscos, mas  procurar por algo mais estável em um mercado instável pode, talvez, lhe trazer algum conforto.

Analise grupos de ações

As ações de um grupo de empresas tendem a ter um comportamento parecido. Se você colocá-las juntas para fazer uma análise em um gráfico, vai perceber as variações e quais são as melhores e piores daquele grupo. Isso serve também para segmentos como bancos, siderúrgicas, entre outras áreas.

Planeje e siga o plano

Apesar dos seus olhos brilharem com aquela renda tão bem-vinda, lembre-se de que o planejamento é mais importante que os lucros. Por quê? Porque um planejamento sólido pode ser rentável a longo prazo.

Se você começar a se iludir com alguns ganhos, pode cair em armadilhas e perder tudo. Siga seu plano e negocie o que planejou. Se não estiver dando certo, reveja-o. Um plano sólido tem maior chance de trazer lucros.

Não compre ações pela alta dos preços

Se isso acontecer, só mostrará a volatilidade de uma ação, e essa volatilidade pode gerar uma nova queda. Por isso, em geral, é interessante buscar ações mais estáveis para montar sua carteira — a menos, claro, que você seja um especulador.

​Como você pode perceber pelos ensinamentos acima, apesar de ter vivido pelas décadas de 20 e 30, o legado de Jesse Livemore continua atual — ou será que foi o mercado que não se reformulou a ponto de ser jogado de outra forma? Fica aqui a reflexão.

Para aprender mais sobre investimentos, mercado e finanças, você pode participar do treinamento online “O Investimento Perfeito”. Clique aqui e saiba mais sobre o curso.

​Achou o post interessante? Então receba mais conteúdos como esse por e-mail assinando agora mesmo a nossa newsletter!

Autor

Redação Blog de Valor

O Blog de Valor é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *