Quem investe no mercado financeiro precisa fazer análises antes de tomar uma decisão de compra. Nessa hora, é comum utilizar indicadores para ter uma visão mais completa de determinado ativo ou produto. Um deles é o Required Rate of Return (RRR).

Esse indicador ajuda o investidor a basear suas decisões e verificar se o possível retorno está alinhado aos objetivos. Por isso, conhecê-lo é importante para quem quer ter mais segurança. Inclusive, fazendo comparativos entre diferentes opções.

Quer conhecer melhor o RRR? Neste conteúdo você aprenderá o que ele é, como funciona e como calculá-lo. Continue a leitura!

O que é o Required Rate of Return?

Required Rate of Return é uma expressão em inglês que pode ser traduzida livremente para Taxa de Retorno Necessária. Também chamado de Retorno Obrigatório ou Exigido, ele é um indicador utilizado para analisar aportes.

Ele pode ser definido como um número que demonstra o retorno mínimo que o investidor aceita com determinada negociação. Dessa forma, pode ser utilizado para avaliar taxas de atratividade, considerando o risco de cada opção de investimento.

O risco e o retorno têm uma correlação direta no mercado. Assim, de maneira geral, quanto maior o risco, maior pode ser o potencial de retorno. Contudo, para enfrentar os riscos maiores é preciso considerar o seu perfil de investidor.

Nesse sentido, o RRR pode variar conforme cada investidor. Isso acontece porque cada um tem tolerâncias aos riscos diferentes. Os conservadores costumam priorizar a segurança do aporte, por exemplo.

Com isso, iria ser preciso um retorno muito maior para compensar riscos. Por outro lado, quem tem um perfil mais arrojado suporta melhor os riscos. Assim, é possível que o investidor defina um retorno exigido menor em relação à segurança.

Como ele funciona?

Para entender como o Required Rate of Return funciona é preciso saber quais fatores ele considera. O investidor precisa analisar o mercado, qual é o retorno esperado de investimentos com pouquíssimos riscos e a volatilidade das alternativas.

Desse modo, ele serve para comparar diversas opções, tendo em vista que analisa os potenciais de retorno. Com isso, o investidor conseguirá pesar o risco de cada opção com a rentabilidade esperada e decidir.

Ao comparar os resultados, poderá escolher aquelas opções que fazem um balanço vantajoso dessas duas características para ele. Aqui, é importante saber que as taxas de inflação, preferências pessoais e tolerância aos riscos têm um papel muito importante na análise.

Como o RRR ajuda na tomada de decisões?

Conforme vimos, conhecer o Required Rate of Return pode ajudar o investidor na tomada de decisões a respeito de seus aportes. Para entender melhor por que isso acontece, é preciso conhecer o tripé dos investimentos.

Esse conceito diz respeito à segurança, rentabilidade e liquidez. Eles devem ser analisados em cada ativo ou aplicação. No mercado, não existe investimento que priorize essas três características. Logo, sempre é preciso priorizar uma ou duas.

Para ter mais segurança e liquidez, por exemplo, é preciso abrir mão da rentabilidade. De modo semelhante, investimentos mais rentáveis possuem mais riscos.

É nessa análise que o RRR auxilia o investidor. Ao atrelar os riscos do investimento à rentabilidade esperada, é possível avaliar se a oportunidade é condizente com o seu perfil.

Como calcular o Required Rate of Return?

O RRR pode ser calculado de algumas formas diferentes. Isso depende dos objetivos de cada escolha de investimentos. As fórmulas mais utilizadas são os modelos de desconto de dividendos e a precificação de ativos de capital (CAPM).

Conheça as duas:

Modelo CAPM

Os investidores que não focam em pagamento de dividendos podem se beneficiar da forma de cálculo do RRR por meio do CAPM. Essa é a sigla para o termo em inglês Capital Asset Pricing Model. Ele pode ser traduzido para Modelo de Precificação de Ativos de Capital.

A fórmula do RRR segundo o CAPM é a seguinte:

RRR = taxa sem riscos + índice beta x (retorno de mercado esperado – taxa sem riscos)

A taxa sem riscos — ou taxa de retorno sem riscos — é uma estimativa. Ela pode ser calculada de diversas formas, mas a mais comum é utilizando o retorno de títulos da dívida pública em determinado período.

Já o índice beta é um cálculo que busca demonstrar o risco de um ativo ou título em longo prazo. As opções com beta superior a 1 são menos seguras em relação ao risco de mercado. Por outro lado, as menores que 1 são menos arriscadas que esse fator.

Por sua vez, o retorno de mercado esperado pode ser um índice amplo. Para quem investe em ações, pode ser o Ibovespa. Como ele mede as oscilações das ações mais negociadas na bolsa de valores brasileira, pode servir como um bom parâmetro.

Modelo de desconto de dividendos

Essa forma de cálculo é utilizada pelos investidores que têm o objetivo de receber dividendos com as ações. Ela também é conhecida como fórmula ou crescimento de Gordon, nome do seu criador.

A fórmula é:

RRR = (dividendos esperados / cotação atual da ação) + taxa de crescimento de dividendos

Fazendo essa conta você poderá estimar o valor intrínseco de uma ação, baseado no pagamento e crescimento de dividendos.

Para isso, é preciso conhecer o patrimônio líquido de uma empresa que paga dividendos, a cotação da ação e os dividendos por ação. Também é fundamental que o investidor saiba qual é a taxa de crescimento prevista para os rendimentos pagos.

Como você pode perceber, o cálculo envolve algumas suposições. A taxa de crescimento de dividendos é uma estimativa. Dessa maneira, não há como garantir que ela será confirmada. Por isso, a fórmula é mais segura ao comparar empresas que têm um bom histórico de pagamentos.

Entendeu o que é o Required Rate of Return? Esse indicador pode ajudar o investidor a escolher ativos e definir um patamar mínimo para o retorno esperado. Mas lembre-se: utilizá-lo em conjunto a outros parâmetros é fundamental para fazer boas escolhas.

Quer conhecer outros indicadores para fazer uma boa análise de ativos na bolsa de valores? Então conheça 5 fundamentos para analisar ações!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *