Ao analisarmos diversos produtos de aplicação, buscamos compará-los considerando diferentes parâmetros, como rendimento, risco e prazo. Porém, muitas vezes esses indicadores isolados não nos ajudam a chegar a uma conclusão de qual investimento é o mais adequado. O índice de Sharpe é uma medida que nos auxilia nesse objetivo.

Os cálculos de indicadores não conseguem prever o futuro, mas embasam decisões considerando os desempenhos passados dos ativos, auxiliando em uma análise que relaciona diferentes variáveis, logo, mais completa.

Como mais uma ferramenta para realizar essa análise, nesse artigo apresentaremos o que é o índice de Sharpe, como calcular e utilizar esse índice.

Boa leitura!

O que é o Índice de Sharpe

O Índice de Sharpe, em inglês Sharpe Ratio, é um indicador que leva em consideração a relação entre duas variáveis de grande importância nos investimentos: Risco e Retorno.

Ao se comparar investimentos, não é possível analisar somente o retorno potencial que ele pode gerar. Existem outros fatores que podem repelir os investidores – geralmente, um risco maior, o que faz com que a análise de um investimento ou outro seja mais complexa do que simplesmente verificar histórico de rendimentos.

O Índice de Sharpe busca calcular exatamente a relação entre o risco e o retorno, mostrando a rentabilidade alcançada em relação ao risco assumido. Dessa forma é possível fazer uma comparação mais eficiente entre diferentes ativos.

Esse índice mostra a eficiência do gestor de um fundo de investimento, por exemplo, ao apresentar o quanto de risco a mais ele precisa se expor para obter mais rendimento. Ao ser necessário assumir mais risco para alcançar um mesmo rendimento de um investimento menos arriscado, admite-se que a eficiência nesse caso está comprometida.

Como é calculado o Índice de Sharpe?

Para fazer esse comparativo e relação de risco com o retorno, o índice de Sharpe é calculado por uma formula matemática.

Nesse cálculo, o retorno do ativo é subtraído da taxa de retorno de um investimento livre de risco e dividido pelo desvio padrão do ativo.

IS = (Ri – Rf) / (s i)

Onde,

IS – Índice de Sharpe

Ri – Retorno do Ativo

Rf – Risk Free – Retorno livre de risco

s – Volatilidade do ativo, desvio padrão – Risco do Ativo

Como em todo cálculo, é preciso trazer todas as variáveis para o mesmo período – anual, mensal. Geralmente esse cálculo será feito considerando os valores anualizados.

Se o ideal é mais rendimento com menor risco, é natural assumir que, quanto maior o resultado nesse cálculo, mais eficiente é o investimento em relação ao retorno alcançado pelo risco assumido.

Como utilizar e interpretar o Índice de Sharpe?

Para conseguirmos aplicar a fórmula do Índice de Sharpe de maneira que a teoria do cálculo seja o mais eficaz para a prática possível, é necessário que alguns cuidados sejam tomados.

Precisamos identificar qual será o ativo livre de risco que será utilizado. Assim, o local de referência dos ativos no qual será calculado o índice interfere nessa análise. Para investimento no Brasil, basicamente podemos usar a SELIC.

Se o cálculo do índice nos permite comparar investimentos, é de fato imprescindível que os investimentos comparados sejam de uma mesma classe, pois não faria sentido por exemplo analisar o Sharpe de um Fundo de Ações X um Fundo de Renda Fixa, já que eles se propõem a adotar estratégias e carteiras completamente diferentes.

Com esses cuidados verificados, vamos analisar dois Fundos de Investimentos, ambos Multimercado estratégia livre, considerando a taxa nos últimos 12 meses de 5% como Risk Free:

  • Fundo de Investimento ABC

Volatilidade nos últimos 12 meses: 3,2836%

Rentabilidade nos últimos 12 meses: 7,926%

IS = (0,07926 – 0,05) / 0,032836

IS = 0,02926 / 0,032836

IS = 0,89

  • Fundo de Investimento XYZ

Volatilidade nos últimos 12 meses: 5,3993%

Rentabilidade nos últimos 12 meses: 10,933%

IS = (0,10933 – 0,05) / 0,053993

IS = 0,05933 / 0,053993

IS = 1,09

Nessa situação, ambos os fundos de investimento justificaram o risco assumido. Porém, o Fundo XYZ mostrou que consegue alcançar um retorno maior em relação ao risco a que se expõe.

Conclusão

O índice de Sharpe é um importante indicador para investimentos. Contudo, você deve saber que o cálculo do Índice de Sharpe é apenas uma dentre tantas ferramentas disponíveis para análise de investimentos.

Somente comparar o Sharpe de investimentos certamente não é a melhor maneira de escolher os ativos a se investir. Devem ser levados em conta o perfil e os objetivos do investidor com seus investimentos.

Quer aprender mais formas e estratégias para montar uma carteira de investimentos que seja ideal para você? Leia nosso artigo sobre Como montar uma carteira de investimentos.

Quer aprender a investir melhor? Então clique aqui!

Autor

Daniela Viola Bona

Especialista em Finanças e Economista pela UFES (ES). Especialista em Comportamento Organizacional. Atua no mercado financeiro há 10 anos. Realiza atividades de educação e treinamento como professora/instrutora na área de banking/economia.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *