Você já ouviu falar das armadilhas mentais? Você pode não saber do que se trata, mas com certeza já se viu preso mentalmente em algumas delas.

Armadilhas mentais podem ser considerados pensamentos tóxicos ou até atitudes danosas que podem criar obstáculos para que tenhamos sucesso nas nossas vidas, seja profissional, pessoal ou financeira.

Para evitá-las, é necessário conhecê-las e, quando estiver presenciando alguma delas, tentar mudar de pensamento ou atitude imediatamente. Quer entender mais sobre o assunto? Então leia o texto e veja 11 armadilhas mentais que podem atrapalhar sua vida!

1. Crenças limitantes

Pensamentos como: “eu não consigo fazer isso”, “somente pessoas do tipo X podem fazer aquilo” são crenças limitantes. Sentimentos de insegurança fazem as pessoas duvidarem de seu potencial.

Geralmente, essas convicções surgem a partir de experiências negativas que não necessariamente tenham ocorrido com a pessoa que tem esses pensamentos. Pensamentos assim podem ser perigosos, pois uma pessoa que repete esses tipos de crenças podem acabar acreditando nelas como uma verdade absoluta, atrapalhando seus planos.

2. Busca ilimitada pela perfeição

Tentar sempre melhorar e aprimorar algo que fez não é errado. Pelo contrário, pode nos ajudar a aprender e evoluir cada vez mais. Porém, não se pode achar que podemos ser perfeitos em tudo.

Pessoas que tendem a ser obsessivas por perfeição geralmente tem medo de sofrer críticas e rejeição. Ninguém gosta de ser criticado, mas é preciso compreender que julgamentos em relação ao trabalho podem ser feitos para que erros não sejam mais cometidos, e não para rechaçar o que a pessoa fez.

Deve-se ter cuidado com essa armadilha mental. Pois, desta forma, a pessoa nunca estará satisfeita com seus resultados.

3. Ver tudo somente por uma única perspectiva

Todo mundo possui um ponto de vista diferente do outro. Porém, enxergar somente o seu lado é uma armadilha que pode prejudicar muito, principalmente a convivência em grupo ou trabalhos em equipe.

Pessoas tendem a aceitar somente o que confirma suas posições pessoais. Em diversos casos, principalmente assuntos que envolvem sentimentos, tendemos a interpretar as informações para que elas se encaixem no nosso ponto de vista.  Isso pode nos levar a tomar decisões equivocadas e até prejudicar outros.

4. Medo de mudança

Ter medo de mudar em algum momento é algo comum e que acontece com todas as pessoas, mas ser conservador ou ter aversão às mudanças em todos os momentos pode ser prejudicial para seus planos futuros.

Essa armadilha mental pode colaborar com a acomodação. Com o tempo, pessoas com esse pensamento tendem a acreditar que tudo está perfeito do jeito que está e que não há necessidade para fazer alterações significativas.

5. Síndrome do Impostor

Essa síndrome é bastante comum, principalmente entre as mulheres. Vários profissionais acreditam que são uma fraude e que não são bons o suficiente, mesmo sendo reconhecidos por seu trabalho e desempenho.

Muito comum em ambientes empresariais, há quem duvide de suas capacidades e realiza seus trabalhos com dúvidas se realmente está bom. Dessa maneira, quem sofre com esse problema acredita que está desempenhando um trabalho ou um papel que não corresponde com as aptidões que possui e acredita que a qualquer momento será desmascarado.

Essa síndrome pode estar relacionada com depressão, insegurança e ansiedade. Assim, esses indivíduos evitam assumir riscos e acabam se sabotando, impedindo-se de ter sucesso.

6. Inflexibilidade

Ser “oito ou oitenta” é outra perigosa armadilha pregada pela nossa mente. As pessoas tendem a ser inflexíveis e a enxergar tudo de forma boa ou ruim, sem pensar em um meio termo.

Atitudes assim podem contribuir para que equipes briguem e até que demorem para entrar em um consenso, levando, assim, ao esgotamento. Na vida pessoal, esta inflexibilidade também pode ser danosa para os relacionamentos.

7. Pré-julgamento precipitado

Julgar mal alguém considerando percepções iniciais ou concluir que uma pessoa é de determinado jeito, por algo que ela disse e você interpretou de uma determinada maneira, é errado e prejudicial. Esta armadilha mental, entretanto, é bastante comum, infelizmente.

Isso ocorre porque as pessoas tendem a tirar conclusões precipitadas sobre pessoas ou situações sem ter conhecimento ou acesso às informações necessárias. Pessoas que não conseguem distinguir o que realmente aconteceu do que observou ou deduziu podem levar a discussões, tomar decisões erradas e até prejudicar os outros.

8. Culpar os outros

Aceitar que errou ou que está equivocado é um desafio que somente poucos conseguem. Por isso, colocar a culpa nos outros é um ato comumente visto em todo lugar.

Entretanto, acreditar que os outros são responsáveis por algo que fizemos errado é tóxico e pode criar conflitos nas relações, seja de trabalho ou pessoais. Dessa forma, você não aprenderá com seus erros e não estará sendo maduro.

9. Ser controlador

Tentar a todo momento fazer tudo sozinho, recusando a ajuda dos outros poderá gerar conflitos. Ficar toda hora se intrometendo nos trabalhos dos outros para que todos façam conforme o seu gosto também tende a prejudicar a produtividade dos colegas.

Por isso, não caia nesta armadilha mental e aceite que todos farão o trabalho à sua própria maneira. Entenda que é impossível padronizar certas atividades.

10. Aceitar tudo como verdade

Todo nós temos opiniões diferentes sobre determinado assunto. É essencial entender que opiniões não são verdades absolutas e demonstram apenas um ponto de vista sobre algo. Em vista disso, não devem ser tomadas como verdades. Isso vale também para críticas.

Quem aceita tudo o que falam como verdades poderá se sentir mal, pois acaba ofuscando o que realmente pensa.

11. Desculpas

Talvez uma das armadilhas mentais mais comuns são as desculpas, pois todo mundo já caiu nelas, com certeza. Criar desculpas para o que não conseguimos fazer ou fizemos de errado é prejudicial, pois assim não estaremos sendo maduros o suficiente para assumir nossos erros e tentar melhorar.

Por isso, muito cuidado para não inventar histórias. Se errou ou não conseguiu algo, assuma seu equívoco e tente fazer o que deseja.

Armadilhas mentais, por mais “invisíveis” que sejam e por mais despercebidas que aparecem, prejudicam muito, não somente nosso convívio social, familiar e profissional, mas principalmente nosso desenvolvimento como seres humanos.

Todos nós passamos por experiências diferentes fomos criados de maneiras distintas, e isso acaba contribuindo para que alguma armadilha acabe aparecendo mais em nossas mentes e comportamentos que outras.

O importante é saber identificá-las quando aparecem, para que possamos mudar de pensamento ou atitude no exato momento. Por isso, comece a prestar mais atenção nos seus pensamentos e tire-as já de sua mente para que não atrapalhem mais seu dia a dia!

E você, gostou do artigo? Então assine nossa Newsletter e junte-se a milhares de pessoas que recebem muitos conteúdos como esse!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *