Economia é, normalmente, um assunto que afasta muita gente. Conhecer as curiosidades sobre a economia brasileira, no entanto, pode ser algo bastante enriquecedor para qualquer pessoa.

Preparamos para você esse artigo com algumas destas curiosidades sobre a economia brasileira. Que tal conhecer alguns fatos interessantes de nossa economia que você nunca havia parado para pensar?

Vamos abordar, neste artigo, alguns dados sobre economia e inflação, mercado de capitais, balança comercial e emprego. Então que tal continuar acompanhando o texto?

Aproveite a leitura!

1. A inflação do Brasil

Se você é mais novo, talvez você já tenha ouvido falar, conversando com seus pais ou avós, que o Brasil sofreu com inflação (na verdade, uma hiperinflação) entre as décadas de 1980 e 1990, quando a inflação mensal chegou a valores maiores que 80%.

O ano de 1993 chegou a apresentar uma inflação de 2.477,15% a.a.! Se você é mais velho, certamente deve lembrar desta situação.

Preços que se multiplicavam em poucas horas

Não era possível dessa forma programar grande parte das compras, bem como a dificuldade em realizar um planejamento das finanças era muito maior. As pessoas se deparavam com alterações de preços estando dentro da loja, pois existia, inclusive, uma função de etiquetador nos produtos realizando a remarcação dos preços.

Boa parte da população economicamente ativa do Brasil hoje não viveu essa hiperinflação e tem até dificuldade de entender essa realidade. Essa característica vivida no país tem sua parte de responsabilidade em uma cultura de baixos níveis de poupança da população.

As compras eram feitas em estoque, para que fossem feitas antes dos preços aumentarem, e a aplicação mais utilizada era o overnight. O dinheiro perdia seu valor dia a dia e as pessoas perderam a noção do valor das coisas.

Nos anos de 1993 e 1994 foi implantado no Brasil o Plano Real, que teve principal objetivo de estabilidade da economia.

É possível perceber, inclusive, no site do Banco Central, que seu grande objetivo, até hoje é: assegurar a estabilidade do poder de compra da moeda e um sistema financeiro sólido e eficiente.

Hoje, o Brasil conta com Taxas de Inflação de 3,43% a.a. (IPCA em Out de 2019). Portanto, a estabilidade da moeda e da economia experimentados hoje no Brasil, é recente, tendo por volta de 25 anos. Mas não é por conta desta situação atual que você não deve conhecer curiosidades sobre a economia brasileira envolvendo a inflação, não é?

2. As aplicações na B3 (a Bolsa de Valores do Brasil)?

Vamos falar agora de uma curiosidade sobre os investimentos em Bolsa de Valores?

A B3 – Brasil, Bolsa, Balcão é uma sociedade de capital aberto. A B3 atua no ambiente de bolsa e balcão do Brasil, onde são feitas as negociações com as principais classes de ativos, como ações e commodities. O Mercado de Capitais no Brasil acontece, portanto, pela Bolsa de Valores.

Talvez você nunca tenha se dado conta, atrás dos olhos vidrados no Home Broker, de quem existem milhares de agentes participando desse mercado, várias pessoas como você sim, mas vários outros grandes tipos de investidores. Hoje, por exemplo, o grupo com maior participação nas operações de compra e venda da Bolsa é composto pelos Investidores Estrangeiros.

Exatamente! E por isso a forte influência do desempenho do Ibovespa por exemplo, com o dólar. Depois, aparece o grupo dos investidores institucionais. E somente em terceiro lugar aparece o tipo de investidor Pessoa Física.

Esses grupos representam, respectivamente, 46,25%; 31,04% e 18,26% de participação total dos investidores da B3. (Dados de Setembro de 2019, da B3). Interessante, não é mesmo?

Ah, aqui vale destacar também que quem investe em ações não está aplicando na Bolsa de Valores propriamente dita, mas sim fazendo operações em um ambiente de mercado conhecido como bolsa.

3.A Balança Comercial superavitária

O Brasil é um dos países com melhores desempenho e participação comercial ao redor do planeta. Afinal, o resultado da Balança comercial do Brasil vem sendo preponderantemente superavitário ao longo dos últimos anos.

Ou seja, Exportações – Importações = saldo positivo.

Certamente você já ouviu falar que o Brasil exporta produtos de baixo valor agregado, com pouca inteligência empenhada neles, e importa produtos de maior valor agregado.

Podemos perceber essa realidade analisando que, dentre os produtos que o Brasil mais exporta, estão a soja e derivados dela, minério de ferro e seus produtos, Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, açucares (cana, beterraba).

Já na ponta da importação, os produtos que mais compramos de outros países são: óleos de petróleo ou de minerais betuminosos, exceto óleos brutos; seguido por partes e acessórios dos veículos automóveis.

O Saldo Acumulado da Balança Comercial Brasileira, no período de 2007 a 2017 é de 67 Bilhões de dólares, conforme o MDIC – Ministério da Economia, Industria, Comércio Exterior e Serviços. Gostou de saber sobre que produtos o Brasil vende para fora, ocupando o papel de um dos principais países exportadores do mundo e sobre os produtos que o Brasil compra?

Continue a leitura e entenda um pouquinho mais agora do emprego formal no Brasil!

4. Os empregadores no Brasil

Analisando a parte do emprego no Brasil com os números e estatísticas disponibilizados pelo governo através do CAGED, podemos ter um panorama da estrutura atual do emprego no Brasil. Estamos propensos a pensar que as grandes empresas são as que mais empregam no país hoje.

Porém, já há algum tempo no Brasil, as Micro e Pequenas empresas são responsáveis pela maior parte dos novos empregos de carteira assinada. E, em 2019, não vem sendo diferente.

Além da geração de novos empregos, sobre o estoque de emprego formal no Brasil é possível verificar que ele alcançou em 2017 o número de 46,3 milhões de vínculos ativos. Desse total, 78,5% são empregos celetistas (regidos pela CLT) e 19,3% estatutários, sendo os setores que mais empregam no Brasil: o setor de Serviços, seguido por Comércio e Administração Pública.

Conhecer estas curiosidades sobre a economia brasileira é fundamental para entender o passado e presente do nosso país e projetar o futuro. Além disso, conhecimento nunca é demais, não é mesmo?

Agora que você está por dentro dessas 4 curiosidades da economia brasileira, continue acompanhando nossos conteúdos e descubra cada vez mais formas de cuidar do seu dinheiro.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Daniela Viola Bona

Especialista em Finanças e Economista pela UFES (ES). Especialista em Comportamento Organizacional. Atua no mercado financeiro há 10 anos. Realiza atividades de educação e treinamento como professora/instrutora na área de banking/economia.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *