Os Estados Unidos são a maior potência econômica mundial, concentrando grandes companhias que atraem os olhares de investidores de outros países. Assim, para quem está no Brasil e deseja diversificar a carteira, pode valer a pena conhecer as ações americanas de empresas de destaque.

O mercado internacional apresenta um cenário composto tanto por companhias gigantes e consolidadas em seus setores quanto negócios novos e promissores. Em especial, é possível conhecer muitas oportunidades de tecnologia — setor ainda pequeno no Brasil.

Está curioso para conhecer 5 ações de empresas americanas? Confira a lista que preparamos para você e descubra como investir nos EUA!

Por que considerar investir em ações americanas?

Direcionar os investimentos para o mercado internacional, mais especificamente para ações de empresas norte-americanas, pode oferecer equilíbrio e consistência para sua carteira. Isso porque o contexto internacional pode apresentar comportamento diferente do brasileiro.

Além disso, os EUA apresentam um mercado com variadas opções, possibilitando diversificar os investimentos. É possível acessar empresas maiores do que as brasileiras, e também encontrar mais possibilidades em fundos, títulos etc.

Há, ainda, a vantagem da exposição à moeda americana. O dólar é um câmbio forte e ter investimentos atrelados a ele pode proteger você contra a desvalorização do real. Assim, dolarizar a carteira é uma forma de buscar proteção (hedge).

5 Ações de empresas americanas para conhecer

Se você pretende fazer um investimento no exterior, é importante descobrir algumas alternativas. Confira 5 ações de empresas americanas que estão entre as mais conhecidas dos investidores!

1. Apple

A Apple entrou na bolsa de valores em 1980 e pode ser uma opção interessante para quem busca investimentos nos EUA. Isso porque está há décadas no mercado, sendo considerada a companhia de capital aberto mais valorizada do mundo.

Apesar da pandemia da Covid-19, a empresa terminou 2020 batendo recordes em seu faturamento. Com o home office e homeschooling, houve uma procura maior pelos produtos da marca.

Há ainda previsão de mais crescimento com a chegada do 5G, que demandará equipamentos robustos — como o iPhone 12. Assim, a Apple é uma das empresas que vale a pena conhecer e avaliar para saber se faz sentido para sua carteira.

2. Google

Já pensou em comprar ações do Google? Em 2021, a empresa completa 17 anos da entrada de suas ações na bolsa de valores. E também apresenta alta valorização dos seus papéis no período.

Quando abriu o capital, a companhia já chamava atenção pelo lucro. Apesar de uma queda das ações em março de 2020, devido à pandemia, o Google se mostrou robusto e se recuperou de forma rápida. Por seu tempo de atuação e liderança no mercado, o negócio demonstra solidez.

3. Facebook

Em 2005, nascia a companhia que se tornou conhecida e valorizada em todo o mundo: o Facebook, que detém ainda o Instagram e WhatsApp. A crise da Covid-19 não trouxe grandes obstáculos para a empresa.  Na verdade, os usuários passaram mais tempo em casa e aumentaram o uso das redes sociais.

Assim, a companhia tem crescido e aumentado os lucros. A empresa estreou na bolsa de valores em 2012 e, apesar de algumas crises por conta de escândalos de privacidade, se recuperou de forma rápida. O investimento pode atrair quem tem interesse em ações de tecnologia.

4. Mc Donald’s

Além do setor de tecnologia, os EUA também apresentam diversas oportunidades em empresas de outros segmentos. Por exemplo, o McDonald’s possui longo tempo de mercado e boas taxas de crescimento, com presença em diferentes países.

Ele é a maior rede mundial de restaurantes de fast-food — tendo surgido em 1940. A companhia abriu seu capital na bolsa em 1965 e vem mostrando resultados que podem ser atrativos para diversos investidores.

5. Disney

Em 2021, a Walt Disney Company completa 97 anos. É, portanto, uma empresa próxima de se tornar centenária. Toda a sua história trouxe um conhecimento de como se reinventar para não perder espaço no mercado.

Desde 1957 na bolsa de valores de Nova Iorque, a empresa de entretenimento é destaque entre as ações americanas por oferecer maior segurança ao investidor. Também se destaca pela variedade de negócios que a compõe.

Afinal, a Disney conta com diferentes fontes de receita, que promovem sua saúde financeira. Apesar de precisar fechar seus parques temáticos na pandemia da Covid-19, a empresa aumentou seu faturamento com o lançamento da plataforma Disney+.

Como investir nos EUA?

Gostou de conhecer algumas das ações americanas que podem diversificar sua carteira? Agora é hora de saber como ter acesso a esses papéis e investir no mercado internacional. Uma opção é abrir uma conta nos EUA, mas também é possível investir na própria bolsa de valores brasileira, a B3.

A bolsa brasileira apresenta possibilidades como os ETFs e os BDRs. Confira!

ETFs

ETF significa exchange traded fund e é um fundo de investimentos, ou seja, uma modalidade de investimento coletivo. Ele é negociado em bolsa de valores e tem o objetivo de replicar determinado índice do mercado financeiro.

Dessa maneira, o desempenho do ETF está ligado ao resultado de seu índice de referência. O ETF oferece a facilidade de o investidor não precisar avaliar ação por ação ou fazer a negociação dos ativos diretamente. Tudo fica sob responsabilidade do gestor do fundo.

Para ter acesso a empresas internacionais, é possível investir em ETFs ligados a índices americanos na B3. Você pode encontrar fundos que seguem os principais índices dos EUA, como:

  • S&P 500;
  • Dow Jones;
  • Nasdaq Composite.

Um exemplo de ETF no qual os brasileiros podem investir é o IVVB11. Ele segue o índice S&P 500 — que reúne as 500 maiores empresas dos Estados Unidos. Logo, uma das vantagens do ETF é proporcionar diversificação.

BDRs

Em 2020, o mercado financeiro abriu o acesso aos BDRs (brazilian depositary receipts) para pessoas físicas com menor capital. Antes era uma opção restrita para investidores com certificação para atuar no mercado ou pessoas com mais de R$ 1 milhão investidos.

Investir em BDR significa comprar um certificado que representa ativos internacionais. Por exemplo, uma ação de empresa norte-americana, títulos de renda fixa internacionais, ETFs, fundos etc. Assim, é possível encontrar BDRs de empresas como as que você viu neste conteúdo.

Agora você sabe quais são as 5 ações de empresas americanas que vale a pena conhecer. Além disso, viu que é possível ter exposição internacional sem sair do Brasil. Na B3, há formas de investir por meio de ETFs e BDRs. Avalie essas possibilidades para decidir se fazem sentido para você!

Está em busca de conteúdos para saber como investir e de que forma diversificar sua carteira? Acompanhe nossas publicações nas redes sociais: Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter e YouTube!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *