Festas de fim de ano normalmente são sinônimos de compras – especialmente de Natal. É uma época em que os consumidores se veem tentados a aproveitar as promoções e utilizar o 13ª salário para comprar itens já desejados há algum tempo.

Além disso, o clima festivo também impulsiona as pessoas a comprar mais. Pode haver mais gastos com enfeite de Natal, além da própria ceia natalina e de Ano Novo. Sem contar com os presentes para os familiares e amigos e a participação no “amigo secreto” no trabalho ou faculdade.

Então se você não estiver atento aos valores (e parcelamentos) poderá iniciar o próximo ano com grandes custos e dívidas para os primeiros meses do ano. Afinal, além das despesas das festas, é comum haver o vencimento de impostos como IPTU e IPVA no ano que se inicia, juntamente com outros compromissos.

A melhor alternativa, portanto, é manter o controle nas compras de Natal. Quer aproveitar as festas de final de ano e economizar dinheiro? Então continue a leitura e veja 6 dicas!

1.     Estipule um orçamento financeiro

É tempo de economizar e dar prioridade ao seu planejamento financeiro. Por isso, tente se controlar e não exagerar nos gastos de final de ano. É comum ver as pessoas destinando o 13ª salário somente para os compras, mas faça diferente. Antes de tudo, verifique em seu orçamento quanto irá reservar para as compras de Natal.

Estipule uma porcentagem e siga esse planejamento à risca. Os presentes (do menor valor ao mais caro), as roupas de festa, enfeites para a casa. Sejam quais forem os destinos que você pretende dar ao seu dinheiro, todas as aquisições devem se encaixar dentro do limite!

2.     Evite comprar por impulso

Independente se a compra é destinada a você, amigos ou familiares, procure estar consciente dos gastos de final de ano e economizar dinheiro. Define suas prioridades para este momento, e lembre-se dos compromissos do próximo ano! Não se deixe envolver pelos descontos e pelo clima festivo.

Agir pelo emocional nessas situações não é o mais adequado. Lembre-se, se você evitar fazer compras por impulso, conseguirá manter o planejamento financeiro alinhado para o ano que está por vir. E a prosperidade a prazo deve ser algo importante dentre suas prioridades. Portanto, pondere seus desejos e tente não comprar algo só porque está em promoção.

3.     Faça uma lista de pessoas para presentes de Natal

Antes de sair comprando os presentes que possui em mente, a primeira coisa a se fazer é montar a lista de pessoas a serem presenteadas! Talvez o estado mais afetivo de final de ano faça você querer presentear vários amigos e familiares. Porém nem sempre você deve (ou consegue) dar um agrado a todos.

Faça uma lista de possível pessoas e analise bem se realmente precisa comprar algo material para elas, ou se um gesto mais simples, já faria algumas delas felizes. Fazendo isso, talvez a lista diminua um pouco. A dica é escolher presentear as pessoas com quem tem maior convívio.

4.     Considere dar um presente de Natal criativo e barato

Nem sempre é preciso entregar um presente para demonstrar o carinho para aquela pessoa especial. E querendo agradar a todos, de modo igualitário, pode acontecer das compras de Natal ultrapassarem o limite financeiro já estipulado.

Então, seja criativo na seleção dos presentes. Ao invés de comprar, pense em criar um presente criativo e barato. Talvez, inclusive, a pessoa presenteada goste mais dele por ter sido feito por você!

E pode ser qualquer coisa, desde algo que você já tem o hábito de produzir – como preparar aquela receita de torta que só você sabe fazer – até um presente inovador, que exigiu de você um preparo a mais. É o caso de uma ilustração ou um quadro, por exemplo. Assim, você desenvolve algumas habilidades pessoais, economiza dinheiro e agrada a todos.

5.     Busque descontos ao fazer as compras de Natal

Mesmo que você já saiba quais itens deseja adquirir, não compre de imediato. Pesquise bastante antes e procure na internet opções com desconto. Pode ocorrer de você encontrar uma promoção bem atrativa!

Em alguns casos, as lojas físicas compensam os valores vistos na internet e até suprem os descontos. Mas, se optar em finalizar a compra online, lembre-se de verificar se o site possui parceria com alguma empresa que oferece cashback. Assim, além de economizar, pode ter a possibilidade de receber uma porcentagem do valor gasto.

6.     Cuidado com a forma de pagamento das compras

A maioria dos descontos sempre são concedidos a quem realiza o pagamento à vista. E, por mais que essa opção não pareça tão vantajosa, é a mais segura para não se endividar com os cartões de crédito.

É preciso ter cautela com os parcelamentos! Mas, caso você não tenha o valor total no momento para fazer a compra à vista, aproveite e reflita se ela é realmente necessária. E lembre-se: se você não comprar nada o desconto é maior.

Essas foram 6 dicas que você pode seguir para se manter dentro do planejamento financeiro e administrar as compras de Natal.

O que achou do conteúdo? Compartilhe conosco nos comentários! Aproveite e também confira 5 Dicas para não se endividar no final do ano!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *