A tomada de decisão nos investimentos deve ser embasada e estratégica. Na hora de investir em ações, por exemplo, avaliar a situação da empresa por meio do seu balanço financeiro pode ajudar. Para tanto, existem a análise vertical e a análise horizontal.

Cada um dos métodos tem características próprias, imprimindo uma visão diferente sobre os balanços empresariais. Assim, você poderá entender melhor o cenário no qual uma companhia está inserida e fazer escolhas pautadas por dados.

Na sequência, descubra quais são os aspectos importantes da análise vertical e horizontal e aprenda como cada uma funciona!

O que é e qual o objetivo da análise vertical de empresas?

A análise vertical é uma metodologia de avaliação de balanço que segue de cima para baixo (top down). Logo, a forma de leitura dos resultados compreende apenas uma coluna e suas diferentes linhas.

O objetivo da análise vertical é mostrar a participação de diversos setores ou canais de uma empresa na performance em um período específico. É o caso de entender qual é a participação das vendas online e offline de um varejista ao longo do trimestre ou do ano, por exemplo.

O que é e qual o objetivo da análise horizontal de empresas?

A análise horizontal, por sua vez, foca em uma linha de várias colunas. Portanto, o mais comum é que a análise seja feita da esquerda para a direita, o que apresenta a evolução dos resultados de determinado setor ao longo do tempo.

A principal finalidade da análise horizontal é determinar o avanço do desempenho de um setor em relação à própria posição anterior. É o caso de conferir a evolução da performance de um setor da empresa ao longo dos trimestres ou dos anos.

Quais as diferenças entre análise vertical e análise horizontal?

Como você viu, a análise vertical e a horizontal utilizam o balanço da empresa, mas fazem a avaliação de modo diferente. Portanto, elas trazem informações distintas sobre o mesmo balanço e podem ser complementares, favorecendo o entendimento sobre o desempenho do negócio.

É como se a análise vertical fosse a fotografia de um momento da empresa, por meio da qual é possível analisar os elementos que compõem essa imagem. Já a análise horizontal é um conjunto dessas fotografias, por meio da qual percebem-se as diferenças em cada uma.

Como interpretar a análise vertical e a horizontal?

Agora que você entende as características da análise vertical e da horizontal, vale a pena compreender como interpretar os dados que elas oferecem. Para ficar mais simples, considere uma empresa fictícia A que, em determinado momento, apresenta um balanço com o seguinte recorte:

Receita bruta 1T 2020 % Participação 2T 2021 % Participação
Receita bruta total R$ 100 milhões R$ 110 milhões
Canal de vendas
Loja física R$ 80 milhões 80% R$ 85 milhões 77,3%
E-commerce R$ 20 milhões 20% R$ 25 milhões 22,7%
Marcas
Marca 1 R$ 85 milhões 85% R$ 92 milhões 83,4%
Marca 2 R$ 15 milhões 15% R$ 18 milhões 16,6%

Em uma análise vertical, é possível perceber que, no primeiro trimestre de 2020, as vendas nas lojas físicas respondiam por 80% da receita bruta. Além disso, a marca 1 foi responsável por 85% das vendas.

Já com uma análise horizontal é possível ver como esses resultados mudaram no primeiro trimestre de 2021. Primeiramente, houve um avanço de 10% na receita bruta. Além disso, a receita do e-commerce aumentou 25%, contra um aumento de 6,25% nas lojas físicas.

A receita gerada pela marca 1 aumentou 8,2%, enquanto a marca 2 observou um crescimento de 20%. Com esses dados, você sabe que os resultados do negócio evoluíram de um ano para o outro e entende qual foi a contribuição de cada setor para a consolidação desse desempenho.

Se a empresa tiver anunciado investimentos em determinado canal, você saberá se o avanço é condizente com os planos e quais são as perspectivas, por exemplo.

Além desse recorte fictício, saiba que é possível obter muitas outras informações, tanto de fontes de receita quanto de dívidas, estrutura de capital, participação de mercado e mais. Com isso, há como conhecer o cenário de forma mais completa.

Quando usar cada uma?

Como você viu, a análise horizontal nos mostra o que acontece ao longo do tempo, enquanto a vertical demonstra a contribuição de cada setor. Portanto, cada uma é usada para encontrar informações específicas.

Quer entender os impactos do mercado interno e das exportações na receita total? Confira a análise vertical. Quer avaliar se a empresa está realmente em crescimento? Faça a análise horizontal entre resultados.

Também é possível utilizá-las em conjunto. Isso poderá ajudá-lo a entender a situação da empresa de maneira mais completa, de modo a apoiar a tomada de decisão. Ao notar que as vendas da marca 2 subiram 20%, por exemplo, você pode se impressionar com o valor.

Contudo, vale considerar que ela corresponde a apenas 16% do resultado total. Isso significa que o crescimento da marca 1, embora seja menor na porcentagem, representa valores maiores.

Qual é a importância dessas análises para o investidor?

A análise de empresas, independentemente do tipo, é útil para os investidores que desejam alocar recursos nessas companhias. Por meio de uma boa análise fundamentalista, fica mais fácil identificar se um negócio é uma boa oportunidade de investimento ou não.

A análise vertical e a análise horizontal ajudam nisso. Com base nos balanços divulgados obrigatoriamente pelas companhias de capital aberto, é possível estudar a situação da empresa, reconhecer as perspectivas e gerenciar os riscos ao compor uma carteira de ações

Além de fazer a avaliação antes do investimento, é interessante realizar essas análises ao longo do tempo, conforme os resultados forem divulgados. Assim, você saberá se uma companhia apresenta perda de fundamentos e poderá rebalancear a carteira, se for necessário.

Como você acompanhou, a análise vertical e a análise horizontal de empresas são duas estratégias que ajudam a identificar as condições e a evolução de um negócio. Ao utilizá-las em momento oportuno, é possível reconhecer as oportunidades de investimento e seus impactos.

Essas informações foram úteis? Aproveite para descobrir como fazer uma análise fundamentalista e conheça melhor cada negócio antes de investir!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *